Andei em amor no poder do Espírito

Vem Espírito de Deus e confirme no meu coração que eu sou filho amado

 

Fernando 269x329-001

Fernando – Créditos: Wesley Almeida/Canção Nova

Fernando

Deus nos ama, e entrega o Seu Filho por nós, e por Ele nós nos tornamos filhos adotivos.

Filho adotivo

Outro dia eu estava refletindo sobre essa realidade de filho adotivo, e descobri que este tem algo muito especial. Os pais escolhem esse filho.

Não que o filho natural seja “menos” ou não seja desejado, mas é que o filho adotivo ele tem uma escolha que é diferente.

Muitas vezes nós questionamos a Deus porque Ele nos escolheu. “Ah Senhor, porque o Senhor me escolheu? Existem pessoas melhores do que eu”. Nós não nos escolhemos.

E aí pensamos que precisamos fazer algo para ser amados. “Eu preciso fazer muito, trabalhar muito na minha comunidade, no meu grupo para que as pessoas me aceitem e me amem.

Deus deseja que nós como filhos amados, tenhamos a coragem de depender Dele. Depender da capacidade que vem Dele, da eficácia que vem Dele.

Você já reparou que na nossa vivência em comunidade, o tempo vai passando, a idade vem chegando e não conseguimos fazer o que faziamos quando eramos jovens?

Somos treinados e crescemos com essa concepção de que “eu serei amado se eu der algo em troca”.

Publio 595x420

Peregrinos participam do Acampamento com as Novas Comunidades – Créditos: Wesley Almeida/Canção Nova

O ser é diferente do fazer

Daí quando perguntamos para uma pessoa sobre o que é ser filho, a pessoa se esqueceu do que é isso, do que é ser filho. Vamos nos esquecendo da nossa originalidade.

Se não tomarmos consciência de que precisamos antes de tudo ser filhos, a tendência é que a gente se desqualifique, por acharmos que vamos dar trabalho, que seremos um peso. “Não quero ser problema!”.

Isso também na vida familiar, quantas vezes absorvemos sobre nós a culpa do que vivem as pessoas que estão a nossa volta.

E fazendo, fazendo, fazendo, nos cansamos, nos desanimamos, e desanimados nos desqualificamos como filhos de Deus.

Primeiro eu devo compreender que é mais importante o ser do que o fazer.

Eu sou um dom, embora eu não tenha todos os dons que eu gostaria de ter, embora eu não tenha toda a potencialidade que eu gostaria de ter. Preciso acolher quem verdadeiramente eu sou. E vou esperando do outro, que eu seja entendido, acolhido, compreendido. E acho que o outro desistiu de mim, mas fui eu que desisti de mim primeiro.

A santidade não vem com atitudes externas, mas com atitudes internas.

Meditando sobre minha vida, percebi que eu deixei de fazer muitas coisas por medo. “Não fazer isso ou aquilo por medo de ir para o inferno, de que as pessoas iriam pensar mal de mim”. E se não formos perdendo esse medo, através do conhecimento de que Deus me ama mesmo com minhas fraquezas, a gente vai esvaziando o sentido de nossa vida.

Deus não tem receio de nos fazer enxergar a nossa pobreza. Por isso que o que agrada a Deus é a pequena alma. “O que você vai fazer com seu nada?” E Santa Terezinha vai nos ensinar: “Faz do meu nada amor!”

É preciso tocar o nada, pois só queremos mostrar para os outros que pregamos muito bem, que rezamos muito bem, mas o nosso amor é tão fragilizado que eu não consigo morrer no lugar do outro. Jesus diz “quem tem maior amor é aquele que dá a vida”.

E só o Espírito Santo é que nos convence disso.

 

Dinho 269x329

Dinho – Créditos: Wesley Almeida/Canção Nova

Dinho

Andai em amor como convém aos santos.

Como eu coloco em prática aquilo tudo que o Fernando falou? Como eu vou conviver com uma pessoa que na prática está me fazendo mal?

Mas é difícil compreender o amor sem saber qual é a dinâmica do Espírito Santo. Que foi Deus quem me amou, e eu só amo porque Deus me amou primeiro.

Só ama quem tem o Espírito Santo

Os santos viviam sob a moções do Espírito Santo.

Não adianta vivermos com uma roupa, um símbolo de consagração se não vivermos num todo da nossa vida o que pede a nossa consagração.

Me preocupa muito, que as pessoas estão indo a retiro, mas não estão se convertendo, não estão sendo batizadas no Espírito Santo. Eu pergunto a você: As pessoas estão sendo atraídas a sua comunidade? Padre Pio nunca saiu do seu lugar e pessoas do mundo inteiro iam lá, ouvir aquele homem falar de Deus.

Onde está a profecia, onde está a palavra de ciência e de sabedoria? Eu digo a você que é fundador: Quem tem que governar a tua casa é o Espírito Santo. Porque senão as pessoas irão lá e continuarão não se convertendo, não sairão de lá batizadas no Espírito. O Espírito Santo tem que ser o tudo.

Somos pentecostais

Será que temos sido enamorados do Espírito Santo. Acordamos de manhã com desejo de ouvir o Espírito Santo, com desejo de falar com Ele?

A minha vivência com o Espírito Santo precisa ser como o meu matrimônio. Diante do altar eu prometi ser fiel na saúde e na doença, na tristeza e na alegria. Assim eu me consagrei ao Espírito Santo.

O Papa tem dito que as novas comunidades nasceram da corrente da graça do movimento do Espírito. Sua comunidade é pentecostal.

Daí eu fui entendendo que amar,  se a comunidade quer evoluir em amor, cheia de amor, é o Espírito Santo que vai dizer a você o que fazer. É o Espírito Santo que fala ao coração do fundador.

Quero convidar você a voltar as origens. Não estou dizendo para você não estudar e não seguir a razão, mas precisamos ouvir mais o Espírito Santo. Menos dos seus achismos e mais da voz do Espírito.

 

Transcrição e adaptação: Sandro Arquejada

 

Veja também:

Como filhos amados andai em amor

 


Fernando


Fundador da Comunidade Católica Nova Aliança

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo