Progredi no caminho da santidade

Progredi em fidelidade a Deus

Pregação com Emanuel 269x329

Emanuel Stênio – Foto: arquivo cancaonova.com

Que bom que estamos unidos em Cristo desde as primeiras horas deste ano que se inicia. Estamos aqui para pedir as bençãos de Deus. Quando dizemos “Feliz ano novo” para um irmão, irmã, nós desejamos que esse ano seja realmente feliz.

Estamos, pela fé, clamando a benção de Deus para que se concretize aquilo que nós desejamos uns aos outros. Feliz ano novo!

Fidelidade gera felicidade

Entendamos que a felicidade que buscamos vem de uma outra palavra parecida, vem da fidelidade. Felicidade não é um lugar que se chega, mas é aquilo que se vive quando vamos trilhando esse caminho. Fidelidade gera felicidade. A fidelidade no que você vive, no seu trabalho, no seu casamento, nos seus valores, nas metas traçadas para esse ano.

Senhor, faz me fiel, dai-me a graça de encontrar o sentido da felicidade sendo fiel a mim mesmo, sendo fiel a Ti e sendo fiel ao outro. Dai-me esta graça Senhor!

No filme “Alice no país das maravilhas”, Alice, a personagem principal, se perde, e muitos caminhos estão a sua frente, de repente aparece um gato cantando. E ela pede ajuda. “qual direção tomar?” Ele responde: “Isso depende de onde você quer ir”. Ela lhe diz: “Eu não sei”. Então, o gato responde: “Quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”.

É preciso ter metas

Se você não tem meta, objetivo, você vai se perder no meio do caminho. Sem metas concretas você não vai conseguir progredir.

Estou há dez anos na Canção Nova, mas será que eu progredi neste tempo de caminhada? Já estou me alimentando com alimento sólido ou leite materno?

Temos que progredir numa espiritualidade que mostre concretamente que progredimos. Temos que crescer na fé, crescer em Deus. Preciso me tornar melhor para o outro.

O mundo quer que nos tornemos melhores do que o outro. Temos que ser melhores para os outros. Desde a última vez que você veio à Canção Nova, você se tornou uma pessoa mais santa, mais feliz, mais fiel?

Assim como uma empresa, um departamento, para que uma corporação cresça é preciso ter metas, objetivos. O objetivo da Canção Nova para 2016 é chegar ao maior número possível de lares com o sinal digital. Todos nós estamos trabalhando pra alcançar essa meta. Quais são suas metas para 2016?

Deixe de lado o que te atrapalha

Hb 12, 1-4: “Portanto, com tamanha nuvem de testemunhas em torno de nós, deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que nos envolve. Corramos com perseverança na competição que nos é proposta, com os olhos fixos em Jesus, que vai à frente da nossa fé e a leva à perfeição. Em vista da alegria que o esperava, suportou a cruz, não se importando com a infâmia, e assentou-se à direita do trono de Deus. Pensai, pois, naquele que enfrentou uma tal oposição por parte dos pecadores, para que não vos deixeis abater pelo desânimo. Vós ainda não resististes até ao sangue, na vossa luta contra o pecado”.

Você quer ser feliz em 2016? Qual deve ser nossa primeira atitude? “Deixemos de lado tudo o que nos atrapalha”.

Dois amigos moravam de um lado do rio, para ir a uma festa do outro lado pegaram um barco, remaram uns 15 minutos e foram. Era por volta de vinte horas.

Chegando na festa, se divertiram, beberam. Lá pelas 3 horas da manhã, um disse ao outro: “Temos que ir embora, do jeito que estamos bebendo, senão formos agora, não vamos conseguir chegar”.

Lá pelas três e meia pegaram o barco e começaram a remar, e remaram, remaram. Passaram-se trinta minutos e não chegavam. Já era quatro e meia da manhã e não chegavam. Lá pelas seis da manhã o efeito do álcool estava passando, o dia raiando, e então eles viram. “Nós não desamarramos o barco”.

Eles se esforçaram, mas o barco estava amarrado. Nós nos esforçamos, mas muitas vezes não desamarramos a corda da falta de perdão, dos pecados de estimação. Não progredimos porque não nos desamarramos.

Uma das minhas metas para esse ano é deixar de assistir filmes. Não estou falando de filmes ruins, eu escolho muito bem os filmes que vejo. Mas, se o filme está me atrapalhando a rezar, a estar com minha esposa, arrumar a casa, eu preciso deixar.

Gosto muito de estudar, meu sonho é fazer Teologia. Gosto de ler. Só que, olhando para meu ano de 2015 vejo que eu não consegui crescer intelectualmente. Veja, eu não estou falando de coisas ruins, mas eu preciso deixar tudo aquilo que me atrapalha em alcançar minhas metas.

Estou colocando coisas concretas para mostrar que, para que possamos progredir é preciso deixar de lado tudo aquilo que nos atrapalha.

Para avançar no seu casamento deixe de lado o Facebook, as novelas. Pense no que está atrapalhando o seu casamento. Mulher que tem mania de deixar a casa limpa demais, precisa ficar com o marido um pouco mais.

Pregação com Emanuel - 595x420

Emanuel Stênio – Foto: arquivo cancaonova.com

Retiro da boa Morte

A carta aos Hebreus também cita que é preciso deixar: “o pecado que nos envolve”. Se você quer ser feliz, ter um ano abençoado, precisa romper, cortar toda ligação com o pecado. De qual pecado você precisa se libertar hoje, deixar aqui na Canção Nova? Entre pela Porta da Misericórdia, receba a indulgência plenária. Rompa com o pecado!

Alcoolismo, droga, vício, tibieza, acídia, preguiça, vaidade, mentira, intriga, falar mal, murmuração, palavrão. Amaldiçoamos a nós mesmos. Pare, corte, decisão contra isso!

O livro do Monsenhor Jonas “Retiro da Boa Morte” é fruto do que vivemos aqui na Canção Nova. Fala para fazermos uma retirada para morrermos bem. Vive-se bem, quem se prepara para morrer bem.

Será que se você morresse hoje e fossem fazer uma limpeza na sua casa, as pessoas iriam se surpreender com o que você tem? Como está seu guarda-roupa? Como estão as coisas atrás dos móveis na sua casa?

Será que não estamos com coisas em excesso? Quantos pares de calçados, quantos edredons e toalhas? Quantas toalhas você ganhou no casamento há dez anos, mas só usa aquela toalha surrada?
Se prepare para morrer, que você viverá bem.

Faça um retiro da boa morte. Fique só com o essencial para viver em equilíbrio, em santidade, para viver em sobriedade.

Progredi decididamente

Corramos com perseverança na competição que nos é proposta. Depois que deixamos de lado o que nos atrapalha, depois que deixamos o pecado, aí sim começa a nossa corrida.

Em meu livro “Levanta-te e anda”, escrevi um capítulo que chamei: Progredir decididamente. Nós não podemos desistir jamais, desistir não é atitude do cristão. Mesmo se tudo parecer perdido, não podemos “entregar os pontos”. Eu preciso correr na competição que me é proposta. E que competição é essa? O Céu.

I Cor 9, 24-27: “Acaso não sabeis que no estádio todos correm, mas só um ganha o prêmio. Correi de tal maneira que conquistei o prêmio. Todo atleta se impõe todo tipo de disciplina. Eles assim procedem para conseguir uma coroa corruptível. Quanto a nós, buscamos uma coroa incorruptível! Por isso, eu corro, não como às tontas. Eu luto, não como quem golpeia o ar. Trato duramente o meu corpo e o subjugo, para não acontecer que, depois de ter proclamado a mensagem aos outros, eu mesmo seja reprovado”.

Paulo, naquela época, já cita o pensamento dos jogos olímpicos, aqui já existem atletas que estão treinando para as Olimpíadas. Eles deixam de lado aquilo que os atrapalham. Assim, se tornam mais capacitados para alcançar a meta. E correm com perseverança. Todo atleta se impõe.

Você tem se disciplinado na oração, na vivência dos valores cristãos, numa vida de sobriedade, de vigilância? Buscamos uma coroa incorruptível, que não perece, por isso eu corro, mas não como um “abestalhado”, só por correr, eu tenho um objetivo, uma meta, eu luto.

Eu quero alcançar o prêmio que me foi proposto, o Céu. Somos convidados a receber o Céu. Vivamos essa experiência. Não podemos desistir. O espírito olímpico é muito mais do que ganhar, é competir e chegar à linha..

Veja também:
:: A Salve Rainha explicada – Padre Paulo Ricardo
:: Viver a vida nova em Cristo – Felipe Aquino
:: Buscai sempre as coisas do alto – Dunga
:: Projeto segunda morada – Padre Paulo Ricardo

Em 1992 em Barcelona, um homem era o favorito para vencer uma maratona, e ele sofreu um estiramento na coxa nos últimos metros, e quando foram ajudá-lo, ele se levantou e mesmo mancando foi, chorando, e o pai dele apareceu e disse: “filho você não precisa fazer isso”, mas ele disse: “pai, mas eu preciso fazer”. O pai disse novamente: “Então nós vamos fazer juntos”.

Todos aplaudiram, ele não venceu, mas chegou. Nós precisamos viver dessa maneira. Mesmo que rompamos os tendões, mesmo com todas as dificuldades, precisamos perseverar. Esqueça o que ficou para trás.

Esqueça o que ficou para trás

Fl 3, 12-14: “Não que eu já tenha recebido tudo isso, ou já me tenha tornado perfeito. Mas continuo correndo para alcançá-lo, visto que eu mesmo fui alcançado pelo Cristo Jesus. Irmãos, eu não julgo já tê-lo alcançado. Uma coisa, porém, faço: esquecendo o que fica para trás, lanço-me para o que está à frente. Lanço-me em direção à meta, para conquistar o prêmio que, do alto, Deus me chama a receber, no Cristo Jesus”.

Esquecendo o que está lá atrás, lanço-me para o que está a frente. A indulgência plenária é exatamente a graça de zerar. Esqueça o que ficou para trás. Se jogue ao que está à frente.

O versículo 16 da mesma carta diz: “No entanto, qualquer que seja o ponto a que tenhamos chegado, continuemos na mesma direção”. Progrida, cresça, tem jeito. Levanta-te e anda!

Viva um dia por vez, na benção de Deus, na fidelidade a Deus. O PHN nos convida a viver com intensidade o dia de hoje. O que você tem é o dia de hoje. É dádiva de Deus, por isso é chamado presente. A cada dia basta o seu cuidado.

Trace metas

Que cheguemos a 31 de Dezembro de 2016 e possamos dizer: não sou santo, mas estou melhor. Rompa com o que te atrapalha. Trace metas de vida pessoal:

– Saúde Física: anote suas metas.

– Saúde mental: deixe entrar pelos ouvidos e olhos um bom conteúdo. Qual livro você vai ler, qual música você vai escutar? Leia mais, escreva. Escute pregações.

– Saúde emocional: domine suas emoções e não deixe que elas te dominem.

– Saúde espiritual: reze o terço, leia a palavra de Deus, ore em línguas, jejum toda semana. E dê atenção às obras de misericórdias neste ano da Misericórdia.

– Obras de misericórdia Corporais: alimente os famintos, dê cestas básicas, visite os doentes,  partilhe sua roupa, vista os nus. Visite os presos, acolha os peregrinos, seja gentil. Enterre os mortos, console uma família.

– Obras espirituais: dê bons conselhos, corrija os que erram, suporte com paciência os que são difíceis, perdoe os que te ofenderam, reze pelos vivos e pelos mortos.

Deus nos convida a crescermos em 2016!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo