Assumindo quem você é

Pe. Roger Luis Foto: Wesley almeida/cancaonova.com

Pe. Roger Luis
Foto: Wesley almeida/cancaonova.com

A nossa condição humana é pecadora

Precisamos compreender quem nós somos. Deus deu para o homem vários dons preternaturais. Antes do pecado, o homem tinha o domínio das suas paixões, possuía à ciência, à imortalidade, à integridade e também o livre arbítrio. Mas, o homem pecou e perdeu esses dons. No batismo, o pecado original é apagado, mas fica a concupiscência, e permanece em nós essa luta contra o mal.

Há três inimigos: o diabo, o mundo e você mesmo. O diabo já foi derrotado por Jesus na cruz, ele só nos tenta porque sabe que pouco tempo lhe resta. O mundo nós vencemos renunciando as vaidades e o que ele nos oferece. Mas o inimigo mais difícil de vencer somos nós mesmos. Não podemos perder de vista o que somos. A nossa condição humana é pecadora.

Nossa carne tem horror ao sofrimento, por isso queremos os prazeres, isto é, a nossa concupiscência. Vivemos em uma geração hedonista, que cultua o prazer a todo custo e de todas as maneiras. Quando se fala de penitência e renúncia para a nossa geração encontramos dificuldades, pois somos bombardeados com a busca insaciável do prazer.

Existem quatro remédios para a luta contra nossa concupiscência:
1. Mortificar-se em coisas lícitas: não chegar ao limite das satisfações permitidas.
2. Amar o sofrimento e a cruz: não buscar o sofrimento, mas quando ele bater na sua porta não o rejeite, pois este irá te purificar.
3. Combater a ociosidade: pois esta é a mãe de todos os vícios. Como diz o ditado: “cabeça vazia é oficina para o diabo”.
4. Fuja das ocasiões de pecado: tenha a coragem de correr de tudo o que te escraviza, pois Deus te fez para a liberdade.

A sua maior dignidade é de ser filho de Deus, de ser cristão. E você precisa também desses remédios espirituais:
1. Considerar o castigo do pecado: refletir sobre a dimensão da pena.
2. Recordar a paixão de Cristo: meditar o quanto Jesus sofreu por você.
3. Oração humilde e constante: rezar todos os dias.
4. Recorrer aos sacramentos: confessar-se regularmente, pois a confissão dá força contra os pecados futuros e também comungar com frequência.
5. Seja devoto de Nossa Senhora: reze o terço e o ofício.

Leia mais:
Experimentando a liberdade de filho
Fomos feitos filhos de Deus

imgpsh_fullsize (3)

Transcrito e adaptado por Renata Santiago

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo