É necessário converter-se da má conduta

Precisamos ter uma conversão sincera de vida

É necessário converter-se da má conduta

Padre Roger Luis. Foto: Arquivo/CN

Estamos na quinta semana do Tempo Comum; depois de amanhã, iniciaremos o período quaresmal. Hoje, o Senhor nos dá, na liturgia da Palavra, a grande provocação que fazemos desde a Missa de abertura, diante do tema que Deus nos deu e perpassa por todo esse retiro espiritual: “Manifestemos a nossa alegria ao Senhor”.

Quando eu meditava as leituras bíblicas dessa liturgia, de maneira específica eu olhava para o momento que o povo de Israel vivia. Davi sentiu um constrangimento por morar em um palácio e Deus em uma tenda, por isso quis construir um templo para o Senhor. Deus enviou, então, um profeta e este disse a Davi que não seria ele a construir esse lugar, mas seu filho. Imagino que Davi tenha ficado triste, porque queria construir o templo para o Senhor, mas acolheu de bom coração a vontade de Deus. Ele foi preparando o terreno, a fim de que Salomão fizesse a grande e linda obra, para que Deus fosse glorificado.

Salomão construiu um templo para refletir a glória de Deus. Imagino a alegria que invadiu o coração daquele homem por poder honrar ao Senhor! É muito interessante observamos isso, pois vemos aquilo que Salomão fez ao convocar os anciãos e chefes das tribos para aquele momento solene; e os sacerdotes a conduzirem a arca para um lugar santo. Imagino que lá havia muita alegria, piedade e intensidade; os sacerdotes e levitas carregando a arca, o povo e Salomão oferecendo um sacrifício contínuo a Deus em cada instante desse trajeto até chegarem ao santuário. Deus escolheu esse lugar para manifestar Sua glória, Sua presença. Penso que eles se prostraram diante da arca.

É necessário converter-se da máconduta

Padre Roger Luis. Foto: Arquivo/CN

Deus em primeiro lugar

Nós precisamos entender o chamado que Deus nos faz para caminharmos em Sua presença e servi-Lo como único em nossa vida. Eu lhe pergunto: “Deus tem sido o primeiro em sua vida? Ele tem tido a primazia em tudo na sua vida? Ele tem o lugar de honra? Colocar Deus em primeiro lugar é deixar-se conduzir por Ele.

“Se meu povo, sobre o qual foi invocado o meu nome, humilhar-se; se procurar minha face para orar, se renunciar ao seu mau procedimento, escutarei do alto dos céus e sanarei sua terra” (Cr 7,14).

Precisamos ter a humildade de reconhecer que precisamos de Deus cada vez mais. É necessário que tenhamos uma vida interior, que oremos, procuremos por Ele e convertamo-nos. Muitos querem os favores de Deus, mas não buscam mudança de vida. É hora de fazermos a nossa parte. A graça santificante está sobre nós, mas precisamos dar os primeiros passos em direção ao Senhor. O mau comportamento em nossa vida precisa acabar. Precisamos mudar a nossa conduta ao irmos à Missa, pois muitos vão como se estivessem indo à praia! Precisamos valorizar o que temos de mais sagrado na nossa fé.

Leia também:
:: Passos para amadurecer a fé
:: A graça do encontro pessoal com Cristo
:: Esposa testemunha a restauração do casamento através da oração
:: Saiba como dissipar as trevas de si mesmo
:: Ser um portador de Jesus

Dons do Espírito Santo

Papa Francisco, em uma de suas catequeses sobre os dons do Espírito Santo, fala-nos sobre o dom da piedade: “Piedade, então, é sinônimo de autêntico espírito religioso, de intimidade filial com Deus, daquela capacidade de rezar a Ele com amor e simplicidade, que é próprio das pessoas humildes de coração”.

Todos nós recebemos esse dom no nosso bastimo, mas pouco o usamos. Esse é um dom que nos faz amigos de Deus, dá-nos capacidade de orar com simplicidade.

Sobre o temor de Deus, Papa Francisco fala: “O temor de Deus, em vez disso, é o dom do Espírito que nos recorda o quanto somos pequenos diante d’Ele e do Seu amor, e que o nosso bem está em nos abandonarmos com humildade, respeito e confiança em Suas mãos”. Esse é o temor de Deus, que faz com que nos abandonemos nas mãos do Senhor e confiemos num Pai que tanto quer o nosso bem.

Que o Senhor nos dê a graça de um reavivamento dos dons, sobretudo o dom da piedade e do temor de Deus, pois temos perdido a piedade. Já não temos reverência na presença de Deus, e vamos nos acostumando com Sua presença. Quantas vezes deixamos a Bíblia em qualquer lugar e vivemos nossa fé de qualquer jeito, acostumados com a glória de Deus! Hoje, o Senhor quer reavivar em nós o relacionamento, o amor, a amizade e o respeito de não vivermos nossa fé de qualquer jeito.

Não podemos buscar simplesmente a bênção, a cura, mas assumir um compromisso com Deus, uma vida de busca incessante da presença d’Ele. Queremos o favor do Senhor, mas não queremos pagar o preço que Ele nos pede. Chegou a hora de a Igreja buscar o Senhor pelo que Ele é, não pelo que pode nos dar.

Jesus se deixa tocar por cada um de nós. Ele veio nos trazer vida em abundância. Ele só espera que tenhamos a coragem de viver com piedade e temor, amando-O, sendo amigo d’Ele e buscando constantemente fazer Sua vontade.

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186 – 2600

kit_dvd_pal_carnaval

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo