Que alegria quando me disseram: vamos à casa do Senhor

“Que alegria quando me disseram: vamos à casa do Senhor” (Salmo 121)

269x329

Marelena Cardoso – Foto: Gustavo Borges – cancaonova.com

Este Salmo é o cântico das Romarias de Davi, o Papa Francisco nos diz que Jesus também fazia a experiência das Romarias, ele viajava com sua família até os lugares religiosos de sua região.

Precisamos pensar na realidade que este Salmo quer nos trazer. Eu pedi esta Canção, porque hoje a realidade de família está muito fragilizada no meio de nós.

Fiquei me perguntando o que fazer diante de tudo o que ouvimos e vivemos aqui. Quero que você hoje se olhe como casa, mas que olhe também para sua casa enquanto família.

Nossa felicidade precisa estar na eternidade, não podemos imaginar que, por isto, não seremos felizes aqui. Não! Nossa felicidade começa aqui e continua na eternidade. Porém não podemos querer fazer tudo aqui nesta terra como se não houvesse céu.

É lindo quando a canção “Utopia” do padre Zezinho diz: “Faltava tudo, mas a gente nem ligava, o importante não faltava, seu sorriso e seu olhar”.

Precisamos começar nossa felicidade aqui. E se somos família aqui na terra, precisaremos viver como família no céu.

Meu pai nos educou para estudar, termos as nossas coisas, queria muito que vivêssemos felizes. Ao longo do tempo pude compreender que a felicidade não estava nas coisas, mas nas pessoas.

Quero convidar a você a querer voltar para sua casa e se alegrar com o que você tem lá. Talvez você more em uma casa simples, até alugada, mas o importante não é a construção material, mas a construção humana que está dentro de casa.

Se eu não tivesse perdoado meu pai e vivido a experiência de cuidado com ele na enfermidade, não sei o que seria de mim. Pois, com esta experiência aprendi amá-lo de verdade e que o amor verdadeiro não passa.

O mundo de hoje tem um planejamento próprio e nele nada pode dar errado, assim começamos agir com as pessoas, elas não podem ter defeito.

Mal da comparação

Existe em nossos dias um mal enorme que é o da comparação. Olhamos para a vida do outro e queremos comparar, quase sempre, parece que os outros vivem melhor.

Muitos de nós queremos negar a origem, negar de onde viemos, de quem somos filhos. Esquecemos das pessoas que cuidaram de nós e não nós vimos, pois eramos pequenos, quantas vezes nossa mãe não dormiu porque estava cuidando de nós, nos cobriu enquanto dormíamos. Precisamos nos pensar nisto!

595x420

Marelena prega na Canção Nova no último dia de “Vem louvar” na Canção Nova – Foto: Gustavo Borges – cancaonova.com

E o que tem isso a ver com o Salmo?

Precisamos fazer esta peregrinação, nos lembrar de nossa casa original, de onde viemos. Lembre-se agora de sua casa, que lugar ela ocupa dentro de você? É importante que você leve para sua casa a certeza que você é filho de Deus. Precisamos criar em nossa casa um ambiente gostoso para todos viverem, e só com esta certeza faremos isto.

Muitas vezes, entramos para a Renovação Carismática e nos tornamos o chato, dizendo aos outros que não pode isto ou aquilo, porque ouvimos na Igreja que não pode. Isto é importante, apontar o caminho correto para os nossos; mas antes disto é preciso criar espaço para que os nossos tenham abertura, confiança conosco e vivam um ambiente agradável.

Quantos filhos morando em verdadeiros palácios, mas com pais ausentes. Os pais que dão de tudo aos filhos, mas não dão a si mesmos. Precisamos nos preocupar com nossas famílias e conduzí-los a eternidade.

Não precisamos de muitas coisas para viver no céu, só precisamos ser de Deus. O próprio Cristo nos prometeu que preparia um lugar na eternidade para nós, precisamos ter este projeto interior de fazer uma caminhada bonita com nossas famílias e levá-los para Deus.

Vivamos a experiência de caminharmos juntos com os de nossa casa nos preparando para ir para o céu. Saiba que não dá para ir para céu sozinho, vamos com os outros.

Nossa vida por esta terra é uma peregrinação. O que vivemos na terra não se compara ao que viveremos na eternidade.

Leia mais:

:: A graça do encontro pessoal com Cristo
:: Irei oferecer-vos um sacrifício de louvor
:: É necessário converter-se da má conduta
:: Casal sai de Salvador para passar carnaval na Canção Nova

Pequenos gestos mudam nossa casa

Quantas vezes estamos à mesa usando celular. Deixe de lado um pouco para estar mais com os seus. Crie momentos para vocês rezarem juntos, ao menos uma Ave-Maria.

Somos cristãos e algumas vezes não rezamos nem para comer. Isto é simples, mas ajuda muito.

Estamos aqui nos preparando para ir à nova Jerusalém. Saiba que Deus te quer feliz, na certeza de que a eternidade é o seu lugar e por isto é que as vezes renunciamos algumas coisas.

O que falta em sua família?

O sorriso? Sorria você! Abrace. Crie espaço para que sua casa seja o lugar da habitação de Deus, onde se tenha a presença do Senhor.

Viveremos na eternidade juntos, em família, por isto vale a pena o sofrimento, cada lágrima, cada luta. Mas não deixe de ser feliz aqui, precisamos manifestar nossa alegria de sermos filhos de Deus.

O verdadeiro filho de Deus fala do Evangelho sem palavras. Ele testemunha a alegria ser bom, sendo médico, professor, enfermeiro, pai mãe, filho, não importa.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair

Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186 – 2600

kit_dvd_pal_carnaval


Marelena Cardoso


Missionária da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo