Voltar-se para Deus no sofrimento

Márcio Mendes. Foto: Arquivo/cancaonova.com

Márcio Mendes. Foto: Arquivo/cancaonova.com

Nos momentos de sofrimento devemos nos voltar para Deus

Participar de um acampamento com a temática “Fé e Milagres” é importante, porque nos instiga a ter uma experiência diferente com Deus. Mas qual a razão para termos uma experiência diferente com Deus? Porque se analisarmos o livro da Bíblia, do Gênesis ao Apocalipse, veremos que Deus está sempre disposto a realizar milagres na vida do ser humano, se o seu coração for aberto às maravilhas de Deus, se tiver fé.

Mas existe quem não quer experenciar este agir de Deus? Existe, pois muitas pessoas, conscientes da sua natureza pecaminosa, têm medo de Deus e esse medo faz com que essas pessoas fujam de Deus e não percebam que o que Ele quer é o contrário, ou seja, que elas se aproximem Dele.

Vejamos a Palavra de Deus em II Reis 20,1-8:

“Naquele tempo, Ezequias foi atingido por uma enfermidade mortal. Veio o profeta Isaías, filho de Amós, ter com ele e disse-lhe: Eis o que diz o Senhor: Põe em ordem a tua casa, porque vais morrer; não sararás. Então Ezequias voltou-se para o lado da parede e orou ao Senhor, dizendo: Senhor, lembrai-vos de que andei fielmente diante de vós, e de que com lealdade de coração fiz o que é bom aos vossos olhos. E, dizendo isso, derramava abundantes lágrimas. Isaías não tinha ainda deixado o átrio interior, quando a palavra do Senhor lhe foi dirigida nestes termos: Volta e dize a Ezequias, chefe de meu povo: Eis o que diz o Senhor, Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas. Por isso vou curar-te. Dentro de três dias subirás ao templo do Senhor. Vou acrescentar quinze anos aos dias de tua vida; além disso, salvar-te-ei, a ti e a esta cidade, das mãos do rei da Assíria, e protegerei esta cidade por amor de mim mesmo e de Davi, meu servo. Então disse Isaías: Trazei-me massa de figos. Trouxeram-na. Aplicou-a sobre a úlcera, e o rei ficou são. Ezequias disse a Isaías: Qual o sinal de que o Senhor me curou e de que poderei subir ao templo dentro de três dias?”

Veja o que aconteceu aqui nesta leitura. Ezequias era rei, mas, subitamente, mesmo tendo todos os recursos humanos à sua disposição, ficou doente por conta de uma ferida, de forma que chegou à beira da morte. E quando o servo de Deus foi visitá-lo, ao invés de receber conforto, ele recebeu um balde de água fria: a confirmação de que a morte era certa. Não havia tempo, a morte era eminente e a atitude do rei foi compreensível, ele virou-se para a parede e chorou.

Atitude que mudou a situação

O rei chorou copiosamente, ele sabia que o que fora dito por Isaías, em nome do Senhor, era verdadeiramente a palavra de Deus. Mas, o mais interessante é o resultado da oração sincera deste homem, uma oração em que ele derramou toda a sua angustia diante de Deus. Passados poucos minutos, Isaías deu meia volta e foi ao encontro novamente de Ezequias com uma nova mensagem.

Isaías transmitiu a Ezequias que lhe foram acrescentados alguns anos de vida e além disso, para lhe a dar certeza, aplicou-lhe um remédio. Observem que a manifestação da cura não foi imediata, vemos isto, de maneira clara, no questionamento de Ezequias, que queria uma confirmação palpável. Deus foi misericórdioso com ele e deu-lhe sinal. Às vezes Deus dá um sinal, às vezes não. Pode ser que para mim ou para você, Deus nem sempre nos dê um sinal. Independente disso, precisamos crer e esperar. Deus não tira os olhos de quem Nele espera.

O inimigo de Deus, o diabo, quer nos convencer que, por causa dos nossos pecados, Deus não nos quer mais, que estamos irreconciliáveis com Ele. Mas assim como nós não rejeitamos nossos filhos pelas suas falhas, assim Deus não nos rejeita. Ele sempre está olhando para cada um de nós e pronto a nos ouvir. No momento em que Ezequias chorou, Ele ouviu a sua oração.

"Ele sempre está olhando para cada um de nós e pronto a nos ouvir". Foto: Arquivo/cancaonova.com

“Ele sempre está olhando para cada um de nós e pronto a nos ouvir”. Foto: Arquivo/cancaonova.com

Segundo Jesus, não há maior amor do que o daquele que dá a vida pelos seus amigos. Ele deu a vida Dele por nós e nos chama de amigos. Alguns poderiam pensar que nosso Senhor Jesus Cristo não tenha um gosto muito bom para amigos, afinal quão bons nós somos? Mas, mesmo assim, Ele se sacrificou por nós.

Deus, um pai zeloso

Deus nos dá aquilo que necessitamos, não o supérfluo. Assim como os pais que provêem o necessário para a vida diária dos filhos, assim Deus cuida de nós e providencia o que nos é necessário. Isso não é o suficiente para que tenhamos paz em nossos corações? Esperemos em Deus, Ele é o nosso auxílio, nosso escudo, Ele nos ajuda em todas as nossas necessidades.

A nossa alegria é ter alguém em quem possamos confiar, e nós podemos confiar em Deus. A coisa mais triste deste mundo é não ter amigos, mas Deus quer ser nosso melhor amigo. E quantos existem nesse mundo pensando em tirar a própria vida por causa da solidão? Ter amigos é bom, mas há momentos em que só Deus pode estar conosco, só Deus pode dar uma solução aos nossos problemas, nos dar consolo e esperança.

A palavra de Deus nos diz para não temer más noticias, mas para nos assegurarmos que Ele está trabalhando em nosso favor. Quando uma pessoa está desesperada, o brilho some dos seus olhos, a alegria não tem espaço, mas quando confiamos em Deus, o desespero não pode dominar nossas vidas.

Caminho para alcançar o milagre

Para fazermos a experiência do milagre de Deus nas nossas vidas, precisamos nos derramar na presença de Jesus, quebrantar os nossos corações e confiar em Deus. É neste momento que a realidade de “Fé e Milagres” será o nosso dia a dia com Deus.

Qual é a palavra de Deus para nós nessa tarde? Na hora da dor, na hora do medo, do perigo, é a hora de voltar para Deus.

Na antiguidade, acreditava-se que os navios afundavam pelos encantos das sereias, seres malignos meio mulher, meio peixe, que encantavam os homens com suas vozes. Contava-se que os homens, querendo voltar para casa, para sua famílias, não querendo se perder por um encanto momentâneo, se amarravam aos mastros dos navios. Assim nós devemos fazer! Devemos nos amarras à cruz de Jesus, para não afundar antes de chegar ao nosso destino e o nosso destino é o Céu!

Façamos hoje um pacto com Jesus, para que não nos desviemos da Sua vontade, para que nos acorrentemos à Sua Cruz e se um dia nos desviarmos, que Ele possa nos buscar.

Voltar-se para Deus e clamar pela misericórdia Dele, esse é o segredo para alcançar o milagre em nossas vidas. Com Deus, quem se humilha é exaltado.

Transcrição e adaptação por Jonatas Passos


Márcio Mendes


Missionário da Comunidade Canção Nova, teólogo e escritor

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo