Na tribulação pregar com a vida

Alexandre Oliveira

Alexandre Oliveira

Você tem passado por alguma tribulação? Então, meu irmão, minha irmã, a parte que lhe cabe é “Esperar firmemente no Senhor”. (cf: Salmo). É preciso esperar firmemente no Senhor na Eucaristia, na oração.

O homem e a mulher forte na tribulação são formados, forjados, como um ferreiro forja a espada e deixa-a pronta para a batalha. Nós aprendemos, ontem, que que este acampamento é um campo de treinamento. E que bom que você está aqui, para se encher da força e da graça do Espirito Santo. Parabéns para você que escolheu a melhor parte!

O nosso socorro vem de Deus

Que o Espirito Santo mostre para você, nesta pregação, na Adoração, na Santa Missa, os sinais de amor que Ele tem dado na sua vida.

Por favor, acompanhe comigo o Salmo 121.

1 [Cântico das romarias.] Levanto os olhos para os montes: de onde me virá auxílio?
2 Meu auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra.
3 Não deixará teu pé vacilar, aquele que te guarda não dorme.
4 Não dorme, nem cochila o vigia de Israel.
5 O Senhor é o teu guarda, o Senhor é como sombra que te cobre, e está à tua direita.
6 De dia, o sol não te fará mal, nem a lua de noite.
7 O Senhor te preservará de todo mal, preservará tua vida.
8 O Senhor vai te proteger quando sais e quando entras, desde agora e para sempre.
Ref: (Bíblia Tradução CNBB)

Que palavra maravilhosa! Na verdade, este salmo é um cântico. Este salmo, de forma especial, é um cântico utilizado pelos judeus nas romarias, rumo ao templo. Quando eles iam caminhando, eles não iam falando mal da vida dos outros. Não tinha ônibus, não tinha van. Eles iam a pé, e iam cantando.

É importante dizer que quando o salmista canta:”Levanto os olhos para o monte: de onde me virá auxilio?” é preciso entender o que significa este monte. O povo de Deus, o povo de Israel teve que conviver com nações pagãs. Até mesmo para conquistar a Terra Prometida, eles tiveram que enfrentar inúmeros obstáculos… Deus, como um bom Pai, sempre alertava seu povo: “Cuidado! Abram os olhos quando ocupar a terra que vou lhes dar! Você: toma cuidado para não cair na idolatria dos pagãos!”

O Salmista, o homem de Deus está dizendo: “O meu socorro, o meu auxílio não vem de coisas abomináveis, mas vem do Senhor”.

Você jamais pode esquecer disso meu irmão, minha irmã: o seu socorro é Deus. E na verdade, vamos buscando a solução dos problemas em coisas que as pessoas vão nos oferecendo… Um chazinho que alguém oferece, um amuleto etc.

Aí eu pergunto para você: como esta a busca do auxilio do Senhor na Palavra? Precisamos pregar a Palavra de Deus. A Palavra de Deus não é palavra de homens, que nos engana. A Palavra de Deus nos cura e liberta.

Você quer ser forte na tribulação? Se apegue à Palavra de Deus!

Ponto de Vista

No versículo 3, acontece uma mudança, porque nos versículos 1 e 2 o salmista fala na primeira pessoa. Já no 3, ele diz: “Não deixará teu pé vacilar; aquele que te guarda não dorme. Não dorme, nem cochila o vigia de Israel”.

Você começa a entender que o que o salmista faz é algo que você vai ter que fazer quando voltar para a sua casa: mudar o ponto de vista e pregar para você mesmo.

*Veja esta pregação completa: assine o Canção Nova Play

Pregar para você mesmo

Aquele que quer permanecer forte na tribulação vai ter que pregar para si mesmo. Quando você acorda, diga: Coragem, Alexandre! Deus está contigo!

O Salmista vai pregar e dizer para si mesmo na tribulação: “Acorda!” (Cf: Salmo 121,4-5)
“Não dorme, nem cochila o vigia de Israel. O Senhor é o teu guarda. O Senhor é como sombra que te cobre, e está à tua direita.”

Meu irmão, na tribulação você vai ter que dizer para você mesmo: Acorda, João! Acorda, Maria! Acorda, Flávio, pois o Senhor está com você!

E a certeza com a qual você tem que sair daqui é: nada pode atrapalhar minha vida, porque Deus me vê. Deus é onipresente.

Ele te vê, e é a sua sombra. Nós caminhamos, muitas vezes, no deserto. E Deus é o nosso alívio. Diante da caminhada, você precisa lembrar sempre: Deus me vê, Deus é o meu sustento, meu refúgio, minha sombra, meu abrigo.

E por fim, pregando para si mesmo, pregando, pregando o final do salmo 121: “O Senhor vai te proteger quando sais e quando entras, desde agora e para sempre”.

O Senhor vai te proteger quando sair e quando entrar. A experiência de sair de um lugar e entrar em outro é algo comum em nossas vidas. O que salmista está dizendo? Saindo de um ambiente e entrando em outro; saindo de uma tribulação e entrando num ambiente de paz, de alegria, Deus nos acompanha.

Aprendemos, então, que Deus é o nosso vigia; tem os olhos sempre em nós, nos acompanhando. O melhor satélite que existe são os olhos de Deus. Deus é o nosso refugio, é a sombra, é o alivio. Deus é o guia, é o que nos conduz e nos leva pela mão.

Por isso, meu irmão, na hora da tribulação, você precisa pregar para você mesmo: Deus está comigo e conduz os meus passos!

E neste tempo tão decisivo para a nossa nação, o Brasil precisa ouvir esta mensagem: Brasil, Deus, teu Deus é o teu guia! É Ele que te conduz, Brasil!

Transcrição e adaptação: Adailton Batista

 


Alexandre Oliveira


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo