Somos pertença de Deus

Somos pertença de Deus

Padre Bruno Costa. Foto: ArquivoCN

Domingo com Missa semana com graça! Por isso, a sua semana será uma benção. É preciso participar bem da celebração da Santa Missa. Estamos encerrando o Acampamento Livrai-nos do Mal e precisamos diariamente pedir a graça de sermos livres dos males que querem nos abater, devorar e destruir a nossa vida.

A liturgia de domingo coloca no centro a pessoa de Jesus Cristo. Deus quando pensou em enviar o seu Filho foi para que eu e você fossemos salvos e por isso a Sua vinda redimiu os nossos pecados. Diz um certo santo que o amor do Senhor é tão grande por cada um de nós, que se tivesse somente eu e você na face da terra, Ele faria tudo novamente somente por amor a nós.

Toda a liturgia quer fazer essa reflexão, quem é Jesus? Quem é o Senhor? É fácil dizer que Jesus é o Filho de Deus, que Ele é a segunda pessoa da Santíssima Trindade. Mas quem é Jesus na sua vida? Quem é Jesus nas suas ações? Como você tem vivido esse relacionamento com Ele? É uma exortação, porque para sermos livres de todos os males precisamos colocá-Lo no devido luga, como o centro da nossa vida. É preciso colocar Jesus verdadeiramente como Filho de Deus.

Nós fazemos parte da promessa de Deus, somos pertença do Senhor. Isso é forte, preste atenção: você é pertença de Deus. Será que estamos correspondendo a essa pertença? Será que temos correspondido à essa beleza?

Os males, as situações, as dificuldades, os problemas e as lutas que enfrentamos fazem parte da vida. Cristão é aquele que segue a Cristo; as minhas atitudes, as suas atitudes têm sido de homens seguidores do Senhor? O Padre Bruno está fazendo várias perguntas porque sabemos quais são as respostas devidas. Mas, é preciso ter em mente que, ao sair dos portões da Canção Nova, é preciso se livrar do mal a partir de atitudes concretas e decisões diárias para ter uma vida digna de filho de Deus.

Eu sei que não é fácil; é difícil lutar diariamente para corresponder ao chamado de Deus. Quero ver na vida, porque falar é fácil. Quando as coisas estão muito tranquilas eu começo a ficar desconfiado, porque a vida que tenho na Canção Nova há 16 anos é de tribulação, lutas e perseguições. “Na vida terás perseguição, mas coragem” diz o Senhor.

O que tem faltado em nossas vidas é a autenticidade de assumirmos quem somos. Quem se expõe se compromete e, se jogam pedras em você, é porque você está produzindo frutos. Tenho descoberto que não se joga pedras em árvores que não têm frutos. É preciso que eu e você sejamos o quinto evangelho vivo.

Leia mais:

:: Sê fiel até a morte
:: Somos povo de predileção, depositemos nossa confiança em Deus
::Despertar para uma vida nova

Ao sair desse encontro, tome a decisão de anunciar e proclamar o senhorio de Jesus Cristo. A luta é diária, mas é preciso perseverar até o fim. “Se alguém quer me seguir, tome a sua cruz de cada dia e siga-me. Pois, quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la e quem perdê-la por causa de mim se salvará”. A cruz é de cada dia. Quem quer ir para o céu?

O evangelho nos pergunta: “E vós quem dizei que eu sou?”. O caminho de Jesus não é um caminho de glórias, triunfos humano, mas é um caminho de amor na cruz. Não existe vitória sem sofrimento, vitória sem dor, sem morte porque é preciso morrer.

Quantas pessoas rejeitam a cruz de cada dia? Porque queremos o primeiro lugar e, como diz Santa Teresinha, é preciso saber perder para ganhar. Mas a cultura desse mundo não trabalha assim, pois só podemos ‘ganhar e ganhar’ e não sabemos lidar com as perdas. É preciso compreender que estamos nesse mundo mas somos do céu.

Nesse mês de junho eu lhe digo que a vitória já nos foi dada pelo Sangue de Cristo. Mas, é preciso lutar diariamente para alcançarmos o céu. Muitos milagres não irão acontecer de imediato, vai acontecer um processo, estamos numa cultura do imediatismo onde queremos as coisas para ontem. As vezes, as graças não acontecem porque não estamos preparados para recebê-las.

Tudo tem a sua hora e o que você e eu precisamos entender é que tudo isso tem que ser colocado em prática. Por isso a graça da perseverança. Se você quer a vitória não pare, insista na oração, não se acostume com as coisas do mundo. Não deixe que o achismo te impeça de mergulhar. Retome a sua fé, uma fé viva, esperançosa.

Quando Jesus faz a vontade dEle a gente reclama muitas vezes. Deixe Jesus guiar o barco da sua vida. Deixe Deus ser Deus na sua vida. Quem quer a vitória do Senhor? Então seja verdadeiro, Jesus, que está no barco com você, está remando ou guiando? Será que você não precisa inverter os papéis? Eu dizia esses dias que eu já viajei para muitos lugares mas o lugar mais difícil de chegar é no céu.

Nós temos muitos desafios na vida e o que devemos fazer é lutar. Não podemos desistir no meio da luta, é preciso ir até o fim. Quantas famílias não rezam mais? É preciso lembrar que família que reza unida permanece unida. Por isso, precisamos retomar a nossa vida de oração.

Diz a palavra do Senhor, “E vós quem dizeis que eu sou?”. Por isso, declare o senhorio de Jesus na sua vida e tome posse da verdade, que Jesus é o filho de Deus, o nosso Salvador.

Transcrição e adaptação: Fernanda Soares

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600

contribuicaocn1


Padre Bruno Costa


Sacerdote da Comunidade Canção Nova.

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo