Maria a defensora do mundo

maria-a-defensora-do-mundo

Professor Felipe Aquino. Foto: ArquivoCN

Deus quis salvar a humanidade, então escolheu o caminho da encarnação para realizar essa missão. Para isso, precisava do sacrifício de um homem, a fim de que a oferta desse homem fosse infinita diante do Senhor e trouxesse perdão a toda a humanidade.

O pecado ofende a majestade infinita de Deus, segundo o Catecismo da Igreja Católica; então, o sacrifício precisava redimir a humanidade em sua infinidade. Para que o filho de Deus fosse gerado, Ele escolheu Maria para ser a Mãe de Jesus.

O tempo não se submete a Deus, ou seja, Ele está acima do tempo e para Ele não há passado nem futuro, tudo é presente. Por isso, o Senhor escolheu Maria, desde toda a eternidade, segundo o Catecismo da Igreja, para ser a Mãe do Salvador.

Primeira verdade de fé

Maria mãe de Deus! A Igreja fez um Concílio de Éfeso para declarar o dogma de fé que declara Maria a Mãe de Jesus homem e divino. Não se separa sua humanidade da divindade, ou seja, Maria é a Mãe de Deus.

No Século II, os cristão foram perseguidos pelo Império Romano e colocaram-se sob a proteção de Maria rezando: “Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte. Amém”.

Essa mulher consegue tudo de Jesus! Sabe por quê? Porque ela é a Mãe d’Ele, e o que ela pede para seu Filho, Ele a atende. Prova disso são as Bodas de Caná, quando o primeiro milagre de Jesus aconteceu pelo pedido de Maria, que estava preocupada com os noivos.

O vinho estava acabando na festa, e a festa dos judeus durava sete dias. Primeiramente, porque as pessoas demoravam muitos dias para chegar à festa, depois, porque, para o judeu, quando um casal se reunia em casamento era a aliança de Javé com Israel – o rapaz significava Javé, e a esposa Israel.

Jesus transformou 600 litros de água em vinho, porque eram seis talhas de pedras, e essas talhas estão na Galileia. O vinho que Jesus transformou foi o melhor, tanto que o chefe da festa fez esse comentário: “Deixaste o melhor vinho para o final?”.

Jesus respondeu para Maria: “Não chegou a minha hora ainda, mulher”. Mas Maria disse: “Fazei tudo que Ele vos disser”, porque ela sabia que Ele iria fazer algo por aquele casal. Então, Cristo fez o que Sua Mãe pediu e transformou água em vinho. É por essa razão que nós pedimos a intercessão de Nossa Senhora, porque ela consegue tudo o que quer de seu Filho.

Maria é a grande intercessora, a medianeira de todas as graças. Os doutores da Igreja dizem que toda graça que desce para a Terra passa pelas mãos de Maria. É tão bonito quando Maria foi visitar sua prima Isabel e esta disse: “Que honra receber a Mãe do meu Senhor!”. Não havia como Isabel saber disso, mas foi Deus quem revelou a verdade para ela.

Segunda verdade de fé

Maria foi concebida sem pecado. Santo Agostinho defendeu que ela jamais teria pecado por ser escolhida para ser a Mãe de Jesus. Segundo o dogma da Igreja, ela foi preservada, na sua concepção, do pecado original pelo Sangue de seu Filho. Mas como o Sangue de Jesus a salvou, se Ele não havia nascido? Porque, para Deus, não há tempo, apenas o momento presente. Então, Jesus salvou Maria, pelo Seu Sangue, de todo pecado.

595x420 - Pregação com Prof.Felipe Aquino

Professor Felipe Aquino prega no Acampamento Mariano.

Nossa Senhora foi vacinada pelo Sangue de Cristo contra o pecado original, por isso ela é concebida sem pecado. Papa Pio IX declarou esse dogma de fé. Em 1830, 24 anos antes da proclamação do dogma, Nossa Senhora já havia aparecido e declarado que ela era Imaculada. A Virgem apareceu para Catarina, na França, e esta perguntou para Nossa Senhora o que eram aqueles raios que saiam da mãos dela. A Virgem explicou que eram as graças que estava derramando para seus filhos. Catarina então perguntou por que alguns raios eram mais claros. Nossa Senhora disse: “São as graças que não me pedem e que quero derramar”. Essa é a imagem de Nossa Senhora das Graças, por isso, meus irmãos, precisamos pedir as graças para a Virgem.

Terceira verdade de fé

Maria sempre virgem. Santo Agostinho dizia que Maria era virgem antes do parto, durante o parto e depois do parto. Isso é um milagre de Deus na vida de Maria! Segundo a tradição, a mãe de Nossa Senhora, Santa Ana, era estéril. Para os judeus, isso era um sinal de maldição. São Joaquim e Santa Ana fizeram uma promessa de que, se eles tivessem um filho, consagrariam-no a Deus; então, aos três anos, Maria foi levada ao templo para ser consagrada ao Senhor.

Santo Agostinho disse que em Jesus tudo é diferente, para Aquele todas as coisas são excepcionais. Na vida de Jesus, tudo se dá de forma diferente.

Quarta verdade de fé

Nossa Senhora assunta ao céu: Papa Pio XII declarou que a Virgem Maria, a Mãe de Deus, Imaculada, ao término da sua vida terrena foi levada para o Céu de corpo e alma. A Igreja ensina que Maria é a única pessoa humana que foi levada para o Céu de corpo e alma.

João Paulo II disse que Nossa Senhora morreu, mas não teve uma morte traumática, pois não tinha pecado. Ela adormeceu e Deus a ressuscitou; então, ela foi levada para o Céu de corpo e alma.

Três razões para se ter uma imagem

Coloque imagem de Nossa Senhora, na sua casa, para você venerá-la. Uma imagem representa que a pessoa é santa, que fez a vontade de Deus na Terra, é um modelo de humildade, desprendimento, bondade, mansidão e oração. Assim, você imita a pessoa representada na imagem. A segunda representação da imagem é que, se é um santo, então a pessoa tem comunhão com Deus; por isso, pode interceder por nós. A terceira representação da imagem é que, quando você venera aquela pessoa, você está dando glória a Deus, porque aquela pessoa só se tornou santo por causa da graça do Senhor.

Nós não adoramos Maria, nós a veneramos. Portanto, meus irmãos, vamos pedir a intercessão de Nossa Senhora, vamos pedir que ela derrame as graças de Deus em nossas vidas.

Transcrição e adaptação: Fernanda Soares

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600

contribuicaocn1


Prof. Felipe Aquino


Doutor em engenharia mecânica, pregador e escritor

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo