Eis aqui a serva do Senhor

Saiba por que é essencial renunciar aos seus planos para assumir os sonhos de Deus

eis-aqui-a-serva-do-senhor

Juninho Cassimiro. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

E com muita alegria que partilho esse momento com você. Meu coração encheu-se de alegria quando vi o tema do encontro para os músicos, porque a Virgem Maria é, de fato, aquela que pega em nossa mão e nos ensina a andar, falar e a nos comportarmos.

Nossa Senhora é um modelo para nós, muito mais do que uma imitação. Por isso, convido você a ler comigo o Evangelho de Lucas.

E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré. A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta. Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus. E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. E disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem algum? E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus. E eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril; Porque para Deus nada é impossível. Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela.” (Lucas 1, 26-38).

Minha alma se enche de alegria toda vez que leio essa palavra, pois é quando a história é dividida ao meio. Penso em Maria de um jeito mais simples, por isso convido a Celina e o Deividson para me ajudar nesse momento.

Estava Deus lá no Céu e, de repente, Ele convocou todos os anjos e a corte celeste para lhes contar que escolheu a menina chamada Maria para dar à luz o Verbo encarnado. Deus disse: “Vai ser amanhã, no fim da tarde, que anunciarem a notícia para ela”. O Senhor acrescentou: “Preparem-se, pois quero tudo bem arrumado aqui para uma festa se ela disser ‘sim’”.

Ao contar o plano, alguém pergunta: “Senhor, quem vai contar?”. Deus disse: “Gabriel, é você quem vai falar isso para ela”. Durante o dia, Maria não sabia de nada, estava vivendo a vida normalmente. Mais à tarde, Deus disse: “Gabriel, está preparado?”. Daí, a expectativa foi aumentando! Nossa Senhora estava na casa dela, o sol já se pondo, anoitecendo. Então, Deus diz a Gabriel: “Vá lá, Gabriel, é agora!”.

O Anjo Gabriel desceu até a casa de Maria e dialogou com ela. Nesse momento, o Céu parou, a terra parou, até o inferno parou para ouvir a resposta da menina. Então, aconteceu uma grande festa no Céu!

“Ave Maria, quanta alegria! O céu se encheu de luz, pois vai nascer Jesus. Santa Maria, Deus escolheu-te bem, e todos os anjos cantam amém”.

Deus, então, olhou para Seu filho e Lhe disse: “Vá, Filho!”. O Verbo se fez carne e habitou entre nós. “Ave Maria, quanta alegria! O céu se encheu de luz, pois vai nascer Jesus. Santa Maria, Deus escolheu-te bem, e todos os anjos cantam amém”.

Nossa Senhora disse ao anjo: “Eis aqui a serva do Senhor”. Depois de toda ação do Espírito, Maria respondeu: “Eis aqui a serva do Senhor”. Ela poderia muito bem dizer, depois que estava grávida: “É tempo de repouso”, porque nos primeiros meses de gravidez é sempre muito importantes ter um pouco de repouso, mas Maria não repousou, ela não descansou. Logo depois do seu ‘sim’, Maria colocou-se a serviço. Ela não parou, não olhou para si, não olhou para o seu próprio descanso.

Maria tirou os olhos de si e os colocou nos outros, por isso foi visitar Isabel. O primeiro serviço de Maria é servir o irmão, promovê-lo. É tempo de abençoar, é tempo de promover, é tempo de pensar no outro.

eis-aqui-a-serva-do-senhor3

Peregrinos vivem momento de cura interior no Acampamento para Músicos. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Na sua humildade, Nossa Senhora compreendeu muito bem sua missão. Nós, do Ministério de Música, precisamos entender que precisamos tirar os olhos de nós e olhar para o outro. Nossa Senhora está nos ensinando a enxergar o outro. Fico pensando nessa atitude de Maria ao visitar Isabel. Como é necessário sermos visitados e também sairmos de nós mesmos para visitar o outro!

Tantos irmãos que sofrem no meio da batalha, que padecem, caem e precisam ser visitados! Muitas vezes, olhamos somente o serviço. O irmão é útil naquilo que faz, mas não sabemos quem ele é. O irmão que cai precisa ser visitado na alma e no coração.

A humildade é um exercício tão difícil, que Nossa Senhora precisa pegar em nossa mão e nos ensinar a sermos humildes. Nossa Senhora se escondeu o tempo todo. Quantas vezes você escuta ouvir falar da Mãe do Senhor no Evangelho?

É preciso esconder-se das palmas

Maria se esconde nas horas de honras, na hora das palmas, mas quando Jesus foi condenado como um bandido, lá estava lá aos pés da cruz, para dizer que é Mãe. Maria nos ensina que é preciso fugir das palmas e das honras. É tão difícil isso para os músicos! Depois da música, tem de haver o aplauso; e se ele não vem, o músico diz: “Aplaudam Jesus!”. É preciso fugir das honras e promover o outro.

Eu não posso desejar ser o melhor de nada. Jesus diz que se quisermos ser os primeiros devemos ser os últimos. Precisamos nos esvaziar dos nossos sonhos e planos, e permitir que Deus seja o Senhor da nossa vida e do nosso ministério.

Maria diz: “Eis aqui a serva”. Você já ouviu um escravo falar que “não dá”? Um escravo não pode fazer a sua vontade, ele só pode fazer a vontade do seu Senhor. Nós somos tão arrogantes, que queremos fazer somente os nossos planos, as nossas vontades; daí, os apresentamos para o Senhor, para Ele abençoar.

Desconfie de si mesmo

Irmãos, deixe Deus ser o Senhor. Temos de Lhe perguntar: “É isso que o Senhor quer?”. Desconfie de suas vontades, de seus planos e repertórios, porque pode ter muito da sua cabeça.

O processo de esvaziar-se é doloroso, porque é difícil permitir a Deus fazer Sua vontade. Diga: “Vença-me, Senhor, porque a minha vontade pode atrapalhar os Seus planos”.

Você quer fazer a vontade de Deus? E se ele lhe apontar o Calvário? Se Ele falar que é preciso perder? E se Ele falar que você precisa dar tudo o que tem? É preciso doar-se, renunciar-se à vontade de Deus é santidade.

Seja bem-vindo à Igreja da cruz, ao Cristo crucificado! Eu não consigo olhar para Jesus crucificado e ver honras. Por isso, renda-se à vontade de Deus.

Convido a Eliana Ribeiro para rezar conosco:

eis-aqui-a-serva-do-senhor

Eliana Ribeiro. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Eu me abro ao Teu querer
Eu me rendo a Tua voz
Quero me submeter
Quero conhecer Teus planos

Os passos que dei sem você
Só me fizeram fracassar
O tanto que eu já chorei
Me arrependo dos meus planos

Sem Ti nada posso fazer
Onde eu posso ir
Se o céu que eu procuro só vira por Tua voz

Os meus passos são Teus, o meu próximo minuto é Teu
Se não for assim, não me deixe ir
Dou minha mão para Ti
Fecho os olhos e confio em Ti
Leva-me Senhor” (música ‘Teus planos’, de Juninho Cassimiro)

Eliana Ribeiro: Tudo o que o Juninho foi pregando e colocando, era o que estava no meu coração. Comunicamo-nos, nestes dias, via mensagens. Eu disse a ele: “Você fala e eu entro com a oração”. A sensação que eu tenho é que Nossa Senhora nos ensina a cantar assim, como a sua canção.

Ele me contou a história da música que eu não sabia. A música nasceu depois de uma grande experiência com Nossa Senhora, e enquanto ele pregava, lembrei-me desse tempo que eu parei de cantar.

Eu vi o quanto nós precisamos desconfiar dos nossos sonhos, e como nós nos frustramos quando nossos sonhos não são os planos de Deus! Eu precisava parar para ouvir de Deus o que Ele queria para mim.

Eu não parei para aprender a cantar melhor, para fazer técnicas, mas para cuidar da minha alma e da minha salvação. Muitas vezes, precisamos parar, ir para o deserto, sentir-se só, abandonado, porque é só nessas horas que nos sentimos nada que Deus age.

Claro que Deus coloca pessoas, irmãos para cuidar de nós. Mas chega uma hora que nem os irmãos, marido, mulher, filhos, música conseguem nos preencher. As pessoas chegam até mim e me perguntam sobre o novo CD. Não há um novo CD, somente quando Deus mandar.

Quando ficamos vazios, Deus vem e nos enche. Nossa Senhora é essa Mãe que, no deserto da vida, chega até nós e nos abraça! A cruz e o sofrimento nos purificam. Somos da estirpe de Nossa Senhora, e é ela quem nos ajudará no deserto de nossa vida.

Transcrição e adaptação: Fernanda Soares

Adquira essa palestra pelo (12) 3186-2600

contribuicaocn1


Juninho Cassimiro


Coordenador Nacional do Ministério de Música e Artes

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo