Vigiai, pois não sabeis o dia

É preciso vigiar porque Jesus está voltando definitivamente

Vigiai, pois não sabeis o dia1

Padre Roger Luis / Foto: ArquivoCN

“Vigiai, pois não sabeis o dia” é o tema desta pregação. Enquanto eu rezava, o Senhor me dava a visão de uma grande tempestade formada, tudo escuro, com raios e muito barulho, mas uma chuva vem para lavar e purificar tudo. Depois, abre-se o céu e o sol nasce. É exatamente isso que precisamos compreender.

Tempestades virão com muitos barulhos e raios, mas o Espírito Santo é o símbolo da chuva que cai e traz fecundidade, vida e purificação. O sol que abre no céu é o Sol da justiça, é o Senhor que virá julgar e separar o joio do trigo.

O texto base desta pregação será o livro de Marcos: “Aprendei, pois, a parábola da figueira: Quando já o seu ramo se torna tenro, e brota folhas, bem sabeis que já está próximo o verão. Assim também vós, quando virdes sucederem estas coisas, sabei que já está perto, às portas. Na verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas aconteçam. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo. É como se um homem, partindo para fora da terra, deixasse a sua casa, e desse autoridade aos seus servos, e a cada um a sua obra, e mandasse ao porteiro que vigiasse. Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, Para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo. E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai.(Mc 13,28-37)

É importante entendermos essa realidade, porque, desde o Antigo Testamento, Deus preparava o seu povo para o dia do Senhor. A história de Israel foi marcada por diversas manifestações de Deus, que visitava Seu povo e o salvava de situações de muitos sofrimentos e humilhações. A vinda do Senhor marcou o povo de uma maneira profunda e deixou uma marca indelével no coração dos Israelitas, criando neles uma expectativa para o dia do Senhor.

meu _presente

Deus visita e fala que veio para libertar Seu povo. Ele vem restaurar, purificar Seu povo e restabelecer o Seu Reino definitivo. O profeta Daniel recebeu a visão da vinda do dia do Senhor, que viria sobre as nuvens do céu. Nós vamos vendo essa consciência e trabalho do Espírito do Senhor, que prepara Seu povo para Sua vinda definitiva.

O próprio Deus caminhará conosco. No Novo Testamento, a pregação de Jesus está centrada na chegada de um mundo novo, diferente desse que conhecemos. Será um Reino eterno, que vai fazer com que experimentemos a bondade, grandeza e santidade de um Deus maravilhoso, um Deus de amor.

Jesus está voltando

Deus nos convoca a experimentarmos Seu amor misericordioso. A profecia que saiu da boca de Jesus, que está no livro de Marcos, garante-nos que esse Reino se converterá num Reino total de justiça, de Céus novos e terra nova.

Vigiai, pois não sabeis o dia2

Padre Roger Luis / Foto: ArquivoCN

 

No Instituto e Faculdade Canção Nova está escrito: “Preparando homens novos e mulheres novas para um mundo novo”. Esse é o objetivo da Canção Nova, preparar um povo para receber o Senhor que virá. Vamos nos preparar para arrancar aqueles irmãos das garras das falsas ideologias. E por isso dizemos: “Maranatha, vem Senhor Jesus!”.

Existem duas realidades de acusação em relação à vinda do Senhor. Há aqueles que acusam a Igreja primitiva por ser uma comunidade exaltada, que vivia com extremismo na expectativa do dia do Senhor. Deixavam sua vida e viveram em função da vinda eminente do Senhor.

Veja também:
:: Confira a homilia do padre Roger Luís
:: Adquira o novo livro do Márcio Mendes: “30 minutos para mudar o seu dia”
::O que fazer para chegar à eternidade?

Nós não podemos parar de viver nossa vida, mas temos de vigiar e estar preparados para a vinda definitiva de Jesus. O Cardeal Ratzinger [Papa emérito Bento XVI] diz que os teólogos não são visionários, mas ele via que a Igreja do século XXI teria um número menor de pessoas, um pequeno rebanho. Existem pessoas que vivem outro extremo, não acreditam que Jesus voltará e provocam um ceticismo, não se preparam para esse dia da vinda de Jesus.

É preciso vigiar e esperar a vinda definitiva de Jesus

Não sabemos a hora que o Senhor virá, por isso precisamos ser vigilantes. Temos de viver um vida honesta e justa, buscar, cada vez mais, essa experiência com Jesus. No Catecismo da Igreja Católica, número 67, lemos que a segunda vinda de Cristo é eminente, embora não saibamos o tempo nem o momento desse acontecimento escatológico, que pode ocorrer a qualquer momento. 

A Igreja está dizendo para os fiéis vigiarem, porque não se sabe a hora, mas é preciso estar preparado e ajudar a preparar os que não estão. “Sede pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.” (Tg 5,7-8). 

Cuidado com as coisas que estão na internet, que falam sobre a vinda de Jesus. Nem tudo que está escrito ali é verdade. Há coisas que são até mesmo absurdas de acreditar! É importante discernir com sabedoria.

É preciso conhecer a Palavra de Deus para não se deixar confundir. “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Mt 24,4-5).

Não seja manipulado pelas ideologias que a mídia propaga

Quantos cristãos vão contra os valores da Igreja! Um exemplo é a família, composta de um homem e uma mulher. Sabemos que é preciso respeitar as pessoas e suas opções, mas existem valores que são inegociáveis. A família é um valor inegociável e não podemos abrir mão disso.

Na Europa, em especial Portugal, as pessoas estão indo às igrejas pedir o anulamento  da certidão de batismo. Há pais que perderam a guarda dos filhos, em Portugal, por serem católicos praticantes. O Estado não pode interferir na educação religiosa dos pais. As ideologias e apostasias estão entrando na vida das pessoas e fazendo estragos!

Vamos perseverar até o fim. Precisamos ser um povo feliz até na tribulação e na perseguição. Papa Francisco está nos chamando a expressarmos o amor de Deus às pessoas e não as condenar. É preciso fazer o que pudermos para tornarmos Deus conhecido. Precisamos ser o Evangelho que esse mundo precisa ver.

É importante darmos testemunho de que Jesus está voltando. É tempo de evangelizar enquanto temos liberdade para isso. Não podemos perder tempo. Precisamos ser homens e mulheres eucarísticos e da Palavra. Desperto em vocês a necessidade de vigiar e orar, pois não sabemos o dia que Jesus virá.

Padre Roger Luis – Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Fernanda Soares

contribuicaocn1

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo