A Ceia do Senhor tem por base: liberdade, Lava-pés e memória

A Ceia do Senhor é a celebração da Quinta-Feira Santa

Padre Anderson Marçal - Foto: Wesley Almeida

Padre Anderson Marçal – Foto: Wesley Almeida

Irmãos, tradicionalmente conhecemos esta celebração como “Missa do Lava-pés”, mas o lava pés é apenas uma parte desta Missa. Não devemos chamar “Missa do lava pés”, mas a “Missa da Ceia do Senhor”. Esta Eucaristia tem por base três palavras: liberdade, lava pés e memória.

O Lava-pés faz parte, mas esquecemos da liberdade e da memória. Não estamos apenas recordando o que aconteceu em Jerusalém, estamos lá. No momento da Eucaristia estamos na Santa Ceia, não se faz teatro, é real, estamos naquele bendito lugar com Jesus onde se celebra a Santa Ceia.

 

Liberdade

Ouvimos na primeira leitura toda a narração do êxodo, a aliança que Deus faz com seu povo. O povo ainda estava escravo no Egito, e para que o povo pudesse participar da ceia judaica era necessário que eles se sentissem livres, ainda que em meio a escravidão. Só é livre quem faz a experiência do amor de Deus.

Antes que aquele povo fosse liberto da escravidão do Egito, Deus quis que participassem da ceia. Por isto, a primeira palavra na Eucaristia é liberdade, pois, a participação desta precisa ser um ato livre.

Uma pessoa que se reconhece amada por Deus, sente-se livre. Não sei quem em sua vida assume o papel do Imperador do Egito e te escraviza, mas para participar bem da Santa Missa é preciso sentir-se livre, apesar de todas as escravidões.

Leia também:
:: Quem tem fome de justiça será saciado
:: Eucaristia, pão da vida eterna

O Senhor se debruça para lavar nossos pés

Jesus rebaixou-se aos pés dos discípulos para lavar lhes os pés. O que é a Eucaristia senão o rebaixamento de Deus? Todos os dias em que participamos da Santa Missa saímos com os pés lavados, pois o Senhor se debruça diante de nós e lava nossos pés.

 

Santa Missa da Ceia do Senhor é celebrada no Santuário do Pai das Misericórdias - Foto: Wesley Almeida

Santa Missa da Ceia do Senhor celebrada no Santuário do Pai das Misericórdias – Foto: Wesley Almeida

Aqui também entendemos a diferença entre humildade e humilhação. As duas palavras vem da mesma origem: humus, terra, pó. O gesto de Jesus foi humilde e não de humilhação porque Ele quis passar por aquilo. Humildade é colocar-se no próprio lugar e não no de outra pessoa, Ele veio ao mundo para servir. Humilhação é quando somos colocados a força em nosso lugar, quando ocupamos um lugar que não é nosso.

Jesus ainda lavou os pés dos discípulos enquanto Judas ainda estava lá, como é que Jesus se rebaixa, humilha-se assim? Quantas vezes isto ainda acontece quando nós vamos a fila da comunhão com o coração longe do Senhor? Participar da Eucaristia é deixar lavar os pés. Muitas vezes, somos como Pedro e não queremos que o Senhor lave nossos pés? Ainda assim o Senhor o faz.

Participar da Eucaristia é fazer parte da vida do outro, ter a coragem de lavar os pés do outro. No Evangelho Jesus nos diz que se seu irmão tiver algo contra você, que você deixe sua oferta no altar, reconcilie-se com o irmão e depois volte. Participar da Eucaristia é num gesto de humildade colocar-se diante do outro para lhe lavar os pés. Se ficarmos somente na liturgia e não a colocarmos em prática na vida, de nada adianta. De quem preciso lavar os pés hoje?

Memória

Você celebra uma Eucaristia quando tem a coragem de lavar os pés de quem está perto de e mais precisa. Quando temos a coragem de proclamar a liberdade do outro, celebro uma verdadeira ação de graças.

Deus nos convida a fazer de nossa vida um memorial da vida Dele. Que ao olharem para você as pessoas se lembrem do que Jesus fez.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186 – 2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo