Virgem de Guadalupe, promotora da misericórdia

Padre Fernando Santamaria. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Padre Fernando Santamaria. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

O Senhor veio estabelecer para nós a cultura da misericórdia

Jesus é o promotor da cultura da misericórdia e precisa de discípulos que, já neste mundo, construam um mundo novo.

Em seu ministério, Jesus estava comunicando o reino do céu, que chegaria em plenitude. O Reino que você terá na plenitude, já chegou no senhorio de Jesus, Ele que veio salvar, perdoar, estabeleceu uma verdadeira e nova cultura. A culta da misericórdia que vence o mal. A força da cultura da misericórdia é o perdão! O senhor veio estabelecer para nós a cultura da misericórdia.

“Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: “O oficial merece que lhe faças esse favor, porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga”. Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: “Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente ao teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um: ‘Vai!’, ele vai; e a outro: ‘Vem!’, ele vem; e ao meu empregado: ‘Faze isto!’, ele o faz’”. Ouvindo isto, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: “Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”. Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.” (Lc 7,1-10)

Jesus não veio acabar com a cultura do mérito, mas veio nos mostrar que para além do mérito, existe a cultura da misericórdia. O Senhor nos trata não conforme merecemos, mas conforme Seu amor por nós. O Senhor nos ama porque ama, isso é cultura do amor, amor gratuito, não visando o retorno. O Senhor se doa por amor.

Padre canta:
Mãe do céu morena
(Pe. Zezinho)

Mãe do céu morena, Senhora da América Latina
De olhar e caridade tão divina, de cor igual à cor de tantas raças
Virgem tão serena, Senhora destes povos tão sofridos,
patrona dos pequenos e oprimidos
Derrama sobre nós as tuas graças

Derrama sobre os jovens tua luz,
aos pobres vem mostrar o teu Jesus
Ao mundo inteiro traz o teu amor de mãe
Ensina quem tem tudo a partilhar
Ensina quem tem pouco a não cansar,
e faz o nosso povo caminhar em paz

Derrama a esperança sobre nós, ensina o povo a não calar a voz
Desperta o coração de quem não acordou,
Ensina que a justiça é condição, de construir um mundo mais irmão
E faz o nosso povo conhecer Jesus…

Padre Fernando Santamaria preside Santa Missa na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Padre Fernando Santamaria preside Santa Missa na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Virgem de Guadalupe, acolhei os meus sofrimentos e as minhas súplicas!

Existe muita superstição na Igreja, com camisetas, terço e outros artigos religiosos… A gente mistura fé com crendices. Como é difícil uma fé que não ceda a superstições. Pessoas que não mudam aquele objeto de lugar… Nossa fé precisa se alimentar com a graça e a misericórdia do Senhor.

O bispo pediu um sinal ao indígena Juan Diego de que realmente as aparições de Nossa Senhora de Guadalupe (México) eram reais. E Nossa Senhora apareceu a ele e disse: “e compreende meu filho menor, que não é nada o que deve te entristecer e assustar. Não se perturbe o teu coração. Não temeis essa doença (a doença do tio), não estou eu aqui, que sou tua mãe? O que mais precisas?”

Quem acredita na presença da Virgem, inclusive nos momentos de dificuldade, pode vir o medo, porque nós temos Nossa Senhora como intercessora pra levar nossos pedidos a Jesus.

Precisamos assumir uns aos outros na intercessão e ela só terá eficácia se for na misericórdia. São muitas situações difíceis, mas às vezes não temos coragem de nos colocar sob a misericórdia de Deus, de buscar o perdão.

O bispo pediu um sinal, Nossa Senhora depois pediu que Juan Diego subisse o monte e buscasse umas flores – numa época fria, em que não havia flores – e ela prometeu que ele iria alcançar a graça de ter o tio restabelecido e que encontraria essas flores.

Quando ele chegou, ele desceu as flores diante do bispo e o bispo se ajoelhou. Ele viu não somente flores que não haviam naquele tempo, mas viu uma imagem impressa no manto, que era a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe, que está exposta há mais de 400 anos pra quem quiser ver.

Muitos milagres foram se dando, multidões começaram a pedir o batismo. Nossa Senhora intercedeu para que esses milagres acontecessem. Ela é exemplo para mim e pra você.

Hoje em dia, por qualquer situação, já levantam a bandeira do aborto. Acho que a maioria dessas pessoas que levantam essa bandeira nunca passaram pelo trauma do aborto. Promovem, criticam a Igreja, o Papa…

Quem levanta essa bandeira também nunca foi abortado. Nem teria oportunidade de promover a cultura da morte, porque a morte já teria destruído essa pessoa. Então aproveite a vida para promover a vida!

Nossa Senhora de Guadalupe apareceu como uma moça de 15 anos, uma princesa asteca grávida e, colocando aparelho perto da imagem, dá pra perceber que tem o batimento cardíaco indicando que ela está grávida. É um sinal para a América Latina, tão sofrida por causa da cultura de morte, que tem se alastrado de tantas formas.

Depois do Cristo, junto ao Pai das Misericórdias, é ela! Com tantos títulos… Mas sempre a mesma Virgem Maria que se une a nós nessa promoção da cultura da vida, da misericórdia que precisa acontecer a partir da minha e da sua casa.

Transcrição e adaptação: Elcka Torres

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186-2600


Padre Fernando Santamaria


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo