Consagrados, sinal da misericórdia de Deus no mundo

É possível ser sinal da misericórdia no mundo de hoje

Padre Elinton Costa Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Padre Elinton Costa
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Essa reflexão é para todos os jovens que sentem no coração o amor misericordioso do Senhor e, assim, são sinal desse amor em todos os lugares onde estão.

Abra sua Bíblia, e vamos meditar a Palavra que está em Lc 6,27,37:

“Digo-vos a vós que me ouvis: amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, abençoai os que vos maldizem e orai pelos que vos injuriam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra. E ao que te tirar a capa, não impeças de levar também a túnica. Dá a todo o que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho reclames. O que quereis que os homens vos façam, fazei-o também a eles. Se amais os que vos amam, que recompensa mereceis? Também os pecadores amam aqueles que os amam. E se fazeis bem aos que vos fazem bem, que recompensa mereceis? Pois o mesmo fazem também os pecadores. Se emprestais àqueles de quem esperais receber, que recompensa mereceis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para receberem outro tanto. Pelo contrário, amai os vossos inimigos, fazei bem e emprestai, sem daí esperar nada. E grande será a vossa recompensa e sereis filhos do Altíssimo, porque ele é bom para com os ingratos e maus. Sede misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados.”

Essa passagem nos faz refletir como é difícil colocar esses ensinamentos de Jesus em prática, porque amar os inimigos é um desafio muito grande, e por inimigos compreendemos aqueles que nos fazem muito mal.

Jesus nos diz que Sua Palavra é totalmente libertadora e nos conduz para nossa própria salvação. No entanto, precisamos ter um coração gratuito e obediente ao nosso Deus, à Sua Palavra; uma obediência que abre nossos ouvidos e entra no nosso coração, para que possamos colocá-la em prática com gratuidade. Deus já cobrou algo de você em troca? Não. Ele se doa!

Olhando para todo trajeto de Jesus, vamos que Seu caminho não foi fácil. Quantas e quantas vezes, Jesus foi injuriado por aqueles que viviam ao Seu redor! As pessoas não eram obedientes àquilo que Deus colocava no coração delas, mas, mesmo assim, Ele as amava, independente das injúrias.

Ame, ame e ame, pois o amor é gratuito e a recompensa que você pode esperar vem do próprio Senhor. Quando esperamos algo em troca, não fazemos por amor, mas interesse.
Percebemos que muitos namorados, hoje em dia, fazem gestos de carinho, mas, no fundo, querem apenas satisfação, ou seja, esperando algo em troca.
Jovens, não se esqueçam de que a maior prova de amor que podemos expressar foi dada na Cruz.

"O amor puro e verdadeiro do Senhor é gratuito para com todos" Padre Elinton Costa Foto: Weslei Almeida/cancaonova.com

“O amor puro e verdadeiro do Senhor é gratuito para com todos”, padre Elinton Costa
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Jesus, no alto da Cruz, pediu: “Pai, se é de teu agrado, afasta de mim este cálice! Não se faça, todavia, a minha vontade, mas sim a tua”.

No alto de uma cruz, cuspido, parecido com um verme, com cravos nos pés e nas mãos, Ele eleva mais uma prece ao Pai: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.

Essa foi a maior prova de amor, e Ele continua a interceder por nós. Numa tradução simples, misericórdia é compaixão; e quantas misérias trazemos no coração, que vamos enfrentando pela vida. Misericórdia é experimentar o amor de Jesus quando menos merecemos. Deus que é misericórdia e Ele nos ama quando expressamos o nosso pior.
Fazer a experiência da misericórdia é experimentar o colo de Deus.

Leia mais:
:: Padre Léo, o mensageiro da alegria
: A presença de Deus coloca alicerces firmes em nossa vida
:: Padre Léo comunicador da Boa Notícia

Ser misericordioso também é ser ético

O pecado vai nos escurecendo e vamos metendo os pés pelas mãos, vamos olhando para as pessoas mais como inimigos do que como amigos. Por isso, fazer a experiência da misericórdia é ir além de si mesmo, do que é bom e do que não é bom. E quando precisamos fazer um gesto de perdão, muitas vezes relutamos.

Fazer a experiência da misericórdia é distribuir pedaços do nosso coração sem saber se vamos recebê-los de volta. Amar aqueles que nos amam é fácil! Precisamos fazer a diferença na vida do outro.

Em Bethânia, procuramos distribuir pedaços do nosso coração àqueles que batem à nossa porta. Não sabemos a reação do outro, mas a nossa missão é ir ao encontro dele, dar o nosso melhor e não desistir. A nosso ‘sim’ passa também pela cruz!  Procuramos, hoje, na comunidade, trilhar esse caminho, e muitos estão se unido a nós.

Muitas pessoa têm se encantado e propagado pelo mundo o nosso carisma. E você, quer ajudar o outro? Comece sendo misericordioso, sendo profeta. Assim como Tiago Brado, que é cantor e um grande profeta da misericórdia que, com seu jeito simples, tem falado da misericórdia de Deus para nós da Comunidade Bethânia e para tantos por todo o Brasil, e que também está conosco nesse encontro ‘Na trilha da Cura”.

Ser misericórdia é olhar para o outro com amor, olhar com o coração. Eu posso exercitar a misericórdia uma fila do banco, por exemplo. Enfim, existem muitas possibilidades de exercitarmos a misericórdia do Senhor para com o outro.

Saia da redoma, pois Deus quer contar com você para ser misericórdia na vida do outro. A salvação vem de Deus.

Transcrição e adaptação: Claudia Lima

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600


Padre Elinton Costa


Sacerdote da Comunidade Bethânia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo