Seja anunciador da misericórdia

Deus quer que você seja anunciador da misericórdia

imgpsh_fullsize (2)

Padre João Marcos Polak. Foto: ArquivoCN

Quem nos atrai para a  festa da misericórdia é o próprio Senhor. Você que foi tocado pela misericórdia de Deus com certeza saiu de madrugada da sua casa, pegou a estrada e veio celebrar a festa da Divina Misericórdia.

A oração do terço da misericórdia, seja ás três da tarde ou ás três da manhã, é uma experiência de confiança ao Senhor ao dizer: “Jesus eu confio em vós”. Você sabe em quem você colocou a sua confiança e por isso você sabe que pode contar com Deus em todos os momentos.

É preciso recomeçar

É possível recomeçar de onde quer que você esteja. Ora ou outra você terá que recomeçar, das vezes que você não aceita que errou, que pecou, e para retomar você precisa de humildade. Recomeçar exige humildade e abertura ao Cristo que vem ao nosso encontro. Preciso ter o coração aberto ao Cristo que não desiste de você em nenhum momento de sua vida.

Hoje Deus está insistindo com você novamente: ‘filho abre a porta do seu coração’. Dai você me diz: ‘mas padre eu sou muito pecador’. Deus insiste com você hoje porque esse é o dia que o Senhor fez para nós. Acolha a misericórdia de Deus mesmo em meio as quedas porque Ele continua te amando e acreditando em você.

Deus é amor e quando será que vamos abrir os nossos corações a esse amor? ‘Padre, então posso continuar errando?’. Não. O pecado te leva ao mal, a escravidão e Deus te quer uma pessoa livre e melhor. Por isso ele te chama a acolher o seu amor e a sua misericórdia.

imgpsh_fullsize (1)

Padre João Marcos Polak. Foto: ArquivoCN

Não tenha medo de se aproximar de Nosso Senhor Jesus nesses dias, não tenha medo de se deixar tocar por esse Deus que quer ir ao seu encontro e te amar.

Quando pecamos traímos o amor de Deus por nós, assim como Pedro negou Jesus três vezes, nós negamos o Senhor mas Ele não desiste de nós.

Acesse a liturgia de hoje

Vamos refletir sobre o Evangelho de hoje:

“Naquele tempo, Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim: Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros discípulos de Jesus. Simão Pedro disse a eles: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Também vamos contigo”. Saíram e entraram na barca, mas não pescaram nada naquela noite. Já tinha amanhecido, e Jesus estava de pé na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. Então Jesus disse: “Moços, tendes alguma coisa para comer?” Responderam: “Não”. Jesus disse-lhes: “Lançai a rede à direita da barca, e achareis”. Lançaram pois a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes. Então, o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu uma roupa, pois estava nu, e atirou-se ao mar. Os outros discípulos vieram com a barca, arrastando a rede com os peixes. Na verdade, não estavam longe da terra, mas somente a cerca de cem metros. Logo que pisaram a terra, viram brasas acesas, com peixe em cima, e pão. Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que apanhastes”. Então Simão Pedro subiu ao barco e arrastou a rede para a terra. Estava cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, apesar de tantos peixes, a rede não se rompeu. Jesus disse-lhes: “Vinde comer”. Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor. Jesus aproximou-se, tomou o pão e distribuiu-o por eles. E fez a mesma coisa com o peixe. Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.”

Jesus tem a delicadeza de chamar os discípulos de “moços” ou seja de jovem, rapaz, e ali motiva aqueles homens. Os pescadores sabem que a pesca boa se dá durante a noite e por isso Jesus chega no amanhecer para reanimá-los. Os discípulos estavam sem esperança mas acreditaram na palavra de Deus.

Meus irmãos, mesmo que vocês estejam sem esperança acreditem na palavra de Deus. Deus tem muito a realizar na vida de vocês durante esse final de semana.

Não importa o pecado que você cometeu se precisar busque uma boa confissão e se livra desse mal. A boa confissão tem o poder de libertar a sua alma. Levante-se após a queda e peçamos ao Senhor a graça da misericórdia, a graça do retorno e a graça de sermos anunciadores de Sua misericórdia.

Transcrição e adaptação: Fernanda Soares

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600

contribuicaocn1


Padre João Marcos Polak


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo