PHN

A misericórdia de amar

Deus nos colocou, neste mundo, para buscá-Lo, pois Ele é fonte de misericórdia

Pe. Raulo Ricardo. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Pe. Raulo Ricardo. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Deus nos quer na felicidade do Céu, e para que a Palavra faça efeito em nosso coração, precisamos de conceitos claros, e o primeiro conceito é o significado da palavra “miséria”.

O que a miséria?

São Tomás de Aquino, grande doutor da Igreja, diz que miséria significa felicidade.

Precisamos olhar para o céu, para os nossos amigos santos e dizer que lá não há miséria, só há felicidade!

Se o contrário de miséria é felicidade, vamos entender o que é felicidade. “Feliz é quem tem tudo o que quer e quer somente o que é bom”. A nossa condição, neste mundo, é sempre uma condição de miséria, porque não temos aqui tudo o que queremos. Porém, há pessoas que querem o que é ruim.

Queremos o céu! Mas por que ainda não o temos?

Até mesmo os grandes santos não tinham tudo, eram miseráveis e queriam o céu.

Um dia, chegaremos no céu e o Pai cuidará de todas as nossas misérias. Ele enxugará nossas lágrimas e dirá: “Entre para a felicidade que eu preparei para você!”.

Isso não é uma questão de fé, mas de enxergar que não temos felicidade plena aqui, neste mundo. Precisamos deixar de nos iludir, de mentir para nós mesmos.

A pergunta seguinte é: Temos tudo o que é bom?

Na minha paróquia, vejo aqueles jovens felizes querendo se casar e pergunto: “Quem aqui quer se casar para ser feliz?” E todos vibram de alegria. Mas só conseguimos ser felizes quando temos tudo!

Vamos ser sinceros com nós mesmos: existem verdades que doem, e as pessoas não a abraçam justamente por isso. Qual é a verdade que doí? Nesta vida, não teremos tudo o que queremos, mas iremos nos preparar para ter tudo no céu.

Algumas pessoas têm uma miséria maior e outras uma menor. Darei um exemplo engraçado para entendermos que todos temos uma miséria: há pessoas que tem menos cabelo, estes tem uma miséria menor.

O ser humano é uma “tarefa”! Mas atenção, as vacas não são uma tarefa, porque nunca vimos uma vaca no pasto dizer: “O que vou ser?”. Ela não precisa, porque se a vaca tem no pasto capim, água, sombra, um sal para lamber, um touro e um bezerro, ela é uma vaca totalmente feliz, não está insatisfeita, não fica deprimida nem prostrada, não se desespera nem pensa em cometer suicídio.

"Deus nos colocou aqui no estado de penúria para que tivéssemos a oportunidade de buscá-Lo", ensina Pe. Paulo Ricardo aos jovens. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

“Deus nos colocou aqui, no estado de penúria, para que tivéssemos a oportunidade de buscá-Lo”, ensina padre Paulo Ricardo aos jovens. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Por que somos capazes de ser tristes?

Porque somos uma “tarefa”, ou seja, Deus nos colocou, neste mundo, para buscá-Lo, pois Ele é fonte de misericórdia. Mesmo que o homem não tenha pecado, porque sempre ligamos o sentido de pecado à misericórdia, a condição humana é miserável.

Deus nos deu este mundo incompleto. Por que Ele fez isso?

Quando eu era criança, tinha meus pensamentos egoístas: “Ah, se eu fosse Deus, faria diferente!”. Eu fazia listas de coisas que para mim eram diferente das coisas de Deus. Entretanto, existem muitas pessoas que ainda estão fazendo muitas listas, estão listando coisas para corrigir o Criador.

Por que Deus fez o homem? Santo Ambrósio nos dizia (forma adaptada): “Poxa vida, Deus fez os anjos e deu errado, por que fez os homens? Porque Ele fez uma criatura que pudesse perdoar!

Os anjos, quando se decidem, cristalizam seu coração naquela decisão e vão. Os anjos bons serão sempre bons, pois fizeram sua decisão. Mas nós podemos mudar nossas decisões. O mundo pode ficar melhor, e Deus nos colocou aqui no estado de penúria para que tivéssemos a oportunidade de buscá-Lo.

Deus quer nos salvar por meio do perdão!

O ser humano é uma tarefa e precisa ser cada vez mais humano, precisa buscar o bem. Você não é um anjo, você pode mudar suas decisões!

O que é bom e o que é mau?

Estamos num mundo onde o bem e o mal tornaram-se coisas relativas, é uma realidade que está na natureza do ser humano. O que faz bem para o ser humano é uma realidade bem objetiva.

Temos uma comunidade científica, que se especializou em felicidade humana. Eles se chamam ‘santos’ e são muito felizes no céu!

Nosso estado é de miséria e os santos sabem como saímos do estado de miséria. Estudemos os santos, façamos amizade com eles!

Devemos dizer: “O ser humano é uma tarefa, e se o céu não tiver misericórdia de nós, nunca realizaremos essa tarefa!”.

Para que não ficássemos batendo a cabeça por aí, buscando uma felicidade sem saber onde ela está, Deus uniu-se a nós na encarnação, fazendo-se homem.

Somos um resumo da obra da criação. Deus queria salvar todas as partes da Sua criação, Ele viu a humanidade caída na sua miséria e compadeceu-se.

Por que é grande a misericórdia de Deus?

Uma das razões é a grandeza da miséria do homem.

Quando chegarmos ao céu, iremos nos surpreender: “Nossa, se eu soubesse que era tão bom, tinha vindo antes!”. O céu é mais do suspeitamos, mas acontece que muitos andam pelo caminho errado.  Muitos estão indo a 200 quilômetros por hora no caminho contrário ao de Deus.

O Senhor quer a nossa felicidade, por isso se fez carne, para mostrar ao mundo: “Não é isso! Vamos amar!”.

Sente-se aos pés de Jesus, chore e peça a graça. Faça a primeira oração sincera da sua vida e diga: “Jesus, eu não O amo, mas eu quero amá-Lo! Tenha misericórdia de mim!”.

Saber que Deus rezou por você consola seu coração?

Deus olha para a nossa miséria e diz: “Eu quero tudo!”. Então, declare guerra ao egoísta que está dentro de você e ame! O desafio de Jesus para nós é amar!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

Adquira essa palestra pelo (12) 3186-2600

contribuicaocn1

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo