Dons da profecia e do discernimento do Espírito

Os dons de Deus trabalham em conjunto para Sua honra e glória

Dons da profecia e do discernimento do Espírito269x329

Tiba Camargos prega sobre os dons do Espírito. Foto: Wesley Almeida/canconova.com

O dom de Deus tem um papel essencial na vivência de uma fé madura, eles são grandes presentes do Senhor para nós. Os dons são extremamente importantes, não só o dom do amor.

O amor e os outros dons, como o da profecia e do discernimento, são graças de Deus; e para exercer um não precisa anular o outro.

O dom não necessariamente está ligado à santidade da pessoa que o tem, pois é presente de Deus e não mérito nosso. O Espírito sopra os dons onde quer, e qualquer pessoa que seja escolhida por Deus pode recebê-los. Ele distribui o dom para edificação do Seu povo e não para glória própria.

São Paulo é muito claro sobre o dom da profecia quando diz que o profeta é aquele que fala aos homens para edificá-los, exortá-los e consolá-los em nome de Deus; tudo isso para levar as pessoas até Ele. É dom que revela, é voz de Deus para Seu povo, por isso traz esses benefícios.

O dom do discernimento dos espíritos é o que nos mostra se as coisas vêm de Deus ou vêm do maligno. É o dom que nos alerta para percebermos e diferenciarmos as coisas que são d’Ele e também as que não vem d’Ele. Assim, a Igreja diz que, principalmente, os padres recebem esse dom para que fiquem com o que é bom, e não apaguem a chama do Espírito Santos em suas paróquias.

Se Deus derrama sobre nós Seus dons, é porque confia em nós e quer que os usemos para Sua honra e glória. No entanto, o Senhor nos pedirá que prestemos conta do que fizemos com as graças que Ele nos deu, se as usamos bem ou as deixamos guardadas.

Leia mais:
.:Palavras de ciência e sabedoria
.:O que é o discernimento dos espíritos?

 

imgpsh_fullsize (3)

Transcrição e adaptação: João Paulo dos Santos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo