Caminho de misericórdia para chegar a Deus

Traga a misericórdia para o seu coração, pare com essa utopia, pare de vangloriar as pessoas

Tônio (Fundador Com.Jesus Menino). Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Tônio (Fundador Com.Jesus Menino). Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

A Comunidade Jesus Menino não é uma instituição, mas uma comunidade católica.

No dia a dia, em nossa comunidade temos homens e mulheres que nos ajudam a trocar fraldas, a dar mamadeiras para nossos “filhos”. Não vangloriamos a obra Jesus Menino, mas sim os resultados que ela traz para a vida das pessoas.

A Comunidade acolhe, dá a vida para salvar homens e mulheres, crianças que precisam de nossa ajuda.

Papa Francisco, em um de seus escritos mais importantes, dizia que devemos praticar a acolhida dos pobres. Entretanto, muito antes de seu pedido, a Comunidade Jesus Menino já os estava ajudando. Eu gosto sempre de ressaltar o carinho dos Papas, pois nós sempre precisamos deles.

Muitos de nós não praticam as obras de misericórdia; nossos cristãos ainda não conseguem viver isso. Mas Jesus nos ensina que “felizes são os pobres de coração, porque alcançarão misericórdia!”.

Confira um trecho desta pregação:

Adquira essa pregação completa pelo telefone (12) 3186-2600

“Ao passar, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse- lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu-o. Depois, enquanto estava à mesa na casa de Mateus, vieram muitos publicanos e pecadores e sentaram-se à mesa, junto com Jesus e seus discípulos. Alguns fariseus viram isso e disseram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os publicanos e pecadores?” Tendo ouvido a pergunta, Jesus disse: ‘Não são as pessoas com saúde que precisam de médico, mas as doentes. Ide, pois, aprender o que significa: ‘Misericórdia eu quero, não sacrifícios. De fato, não é a justos que vim chamar, mas a pecadores’” (Mateus 9, 9-13).

A doença e o abandono de cada um desses meninos têm a realidade de nos transformar. Por isso, se você vive algo parecido, esteja na presença de Deus, pois quando não tiverem mais condições, serão auxiliados até a cruz.

Materia-G--595x420

“A Comunidade Jesus Menino não é o farol da tristeza, mas sim o farol da salvação”, afirma Tônio. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

A Comunidade Jesus Menino nasceu para ajudar, para levar Jesus aos pobres

“Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade, vos digo: todas as vezes que fizestes isso a um destes mais pequenos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes!’” (Mateus 25-40).

Deus chora ao ver Seus filhos serem abandonados, abortados. Somos capazes de renovar nossa comunidade cristã a partir dessas crianças.

Esses meninos são capazes de nos renovar, por isso precisamos ter respeito por eles. São como Jesus no Sacrário, estão sempre em nossa defesa.

Tenho em casa filhos que respiram com auxílio de aparelhos 24 horas por dia. E por que eles vivem? Para me fazer consagrado em Deus!

Procure ter o olhar de Cristo

Você que tem um filho, um parente, um conhecido com deficiência, saiba que tem junto de você um tesouro.

Precisamos ser a Eucaristia para aqueles que sofrem, que batem à nossa porta. A Igreja precisa de homens e mulheres que aceitem desafios. Não tenha medo de abrir seu coração para ouvir alguém que necessita, de abrir a porta de sua casa para dar um copo de água a alguém.

É necessário viver essa encarnação redentora! Traga a misericórdia para o seu coração, pare com essa utopia, pare de vangloriar as pessoas.

A Comunidade Jesus Menino não é o farol da tristeza, mas sim da salvação. Ajude-nos a divulgar essa obra de misericórdia!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

contribuicaocn1


Antônio Carlos (Tônio)


Fundador da Comunidade Jesus Menino

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo