Confiar somente no Senhor

Aquele que confia sabe que Deus é capaz de transformar qualquer situação

ConfiarsomentenoSenhor

Padre Éder Pires. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

O Salmo diz: “É no Senhor que eu confio e nada temo!” (Salmo 55). Porque confio, não tenho medo algum, mas para viver esta realidade não é fácil, pois cada um de nós tem receios. Acima de tudo, aquele que confia no Senhor não teme, porque sabe que Deus está o tempo todo com ele, mesmo que as situações não acabem da maneira que se quer. Aquele que confia no Senhor sabe que Ele é capaz de, em tudo, tirar um bem maior. Aquele que confia sabe que Deus é capaz de transformar qualquer situação e tirar o que é positivo para a sua vida.

Hoje, celebramos o dia de Santa Inês, uma jovem que experimentou o amor de Deus e, no seu íntimo, tinha se comprometido a não ter outro em sua vida a não ser Ele. Esta jovem despertou o interesse do filho do prefeito de Roma, mas Santa Inês devido ao voto feito a Jesus rejeitou aquele jovem despertando a ira do rapaz.

Saiba mais:

.: Santa Inês, modelo de pureza

Olhando para esta Santa nos perguntamos se ela teve medo em algum momento, certamente sim, mas a confiança em Deus é o que faz toda a diferença. Santa Inês disse: “Sou jovem, é verdade, mas a fé não se mede pelos anos, mas pelos sentimentos. Deus mede a alma e não a idade.” Ela tinha a convicção de que sua decisão a levaria ao céu.

Todos precisamos de oração, temos nossas necessidades. Você tem alguém enfermo em casa, desempregado? Você tem vivido estas realidades? Não é pela existência destas situações que vou duvidar de Deus, é preciso acreditar que Ele pode tirar um bem maior de tudo isso.

Confiarsomenteno_Senhor

Fiéis participam da Santa Missa com padre Éder na Quinta-feira de Adoração na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

A primeira leitura fala daquele que não teme, mas confia. Davi, um jovem pastor de ovelhas, derrotou o maior soldado filisteu e despertou a inveja de Saul que deixou de olhar Davi com bons olhos, desejando matá-lo. Por causa de uma bobeira, Saul acabou cedendo, tendo inveja, querendo o mal.

Pode acontecer conosco de sermos como Davi, de estarmos buscando as coisas de Deus e quanto mais fazemos isto mais dificuldades aparecem e vamos vivendo um martírio no cotidiano, mas em meio às dificuldades vamos nos entregando a Deus. Ou podemos ser, também, como Saul, assíduos na Igreja, participantes de alguma pastoral, mas tendo inveja dos outros. Acabamos sendo alguém que atenta contra o outro.

Devemos aprender o que Jônatas nos ensina no dia de hoje, uma amizade pura com Davi, fazendo até mesmo com que ele enfrentasse o pai para salvar a vida do amigo. Em vez de agir desta forma, muitas vezes, vamos intensificando o conflito. O cristão precisa praticar o bem, sempre, mesmo que doa. Aquele que confia em Deus sabe que deve praticar o bem, porque está com Jesus.

No Evangelho vemos que as pessoas começaram a procurar Jesus e pode ser que muitos tenham ido atrás Dele por curiosidade. Haverá uma diferença se estivermos realmente dispostos a mudar e não irmos atrás de Jesus apenas por curiosidade ou porque fomos forçados a isto. Não sei se todas as pessoas que foram ao encontro de Jesus estavam com o coração aberto. Será que ao tocar em Jesus, ao se aproximarem Dele, aquelas pessoas voltaram com Jesus para suas casas e O testemunharam?

A família é o lugar para colocarmos em prática a experiência que tivemos com o Senhor. É preciso querer estar com Jesus em todos os momentos e levá-Lo para todas as situações da nossa vida, testemunhar que o amor Dele está entre nós.

Isso não é fácil e por isso Ele deixe um auxiliar que é nosso advogado, é o Espírito Santo que nos fortalece. Ele nos ajuda a morrermos para nós mesmos e dizermos sim para Deus.

Padre Éder Pires – Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Míriam Bernardes

contribuicaocn1


Padre Eder Pires


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo