É preciso caminhar no amor de Deus

Vamos partilhar um pouco do que Deus fez em nossa história, em nossa vida a partir do amor d’Ele por nós

Marcos: Você tem percebido o amor de Deus por esses dias? Mas também percebe que o mundo nos inclina a não percebermos esse amor do Pai que perpassa toda nossa história e não nos abandona, porque o Senhor nos gerou por meio de Seu amor?

A Palavra de Deus é uma declaração de amor contínuo, é o amor que nos resgata, que nos tira do lugar mais perigoso e nos ama quando não somos capazes de prosseguir.

“E agora , assim diz o Senhor, aquele que te criou, Jacó, aquele que te modelou, Israel: “Não tenhas medo que fui eu quem te resgatou, chamei-te pelo próprio nome, tu és meu! Se tiveres de atravessar pela água, contigo estarei e a inundação não te vai submergir! Se tiveres de andar sobre o fogo, não te vais queimar, as chamas não te atingirão! Pois eu sou o SENHOR, o teu Deus, o Santo de Israel, o teu Forte! Para pagar tua liberdade eu dei o Egito! Para ficar contigo, entreguei a Etiópia e Sabá! Pois és muito precioso para mim, e mesmo que seja alto o teu preço, é a ti que eu quero! Para te comprar, eu dou, seja quem for; entrego nações, para te conquistar!” (Isaías 43,1-4).

Qual é o seu preço para se deixar amar por Deus?

Este Deus, com o qual nos relacionamos, quis nos chamar pelo nome e nos colocou na palma de Sua mão. Ele nos chama o tempo todo. Porém, entendemos esse amor de Deus de forma genérica e precisamos assumir que pertencemos a Ele.

Podemos pensar em tantas maravilhas que Deus faz em nossas vidas, mas precisamos fazer leituras sobre Ele. Não seremos capazes de entender as realidades da vida se não nos encontramos com o Senhor, se não mantivermos uma relação de amor com Ele.

"Deus sabe que precisamos de situações concretas para descobrirmos o Seu amor", conta o casal Renata Vasconcelos e Marcos Marabá. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

“Deus sabe que precisamos de situações concretas para descobrirmos Seu amor”, conta o casal Renata Vasconcelos e Marcos Marabá. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Renata: Deus sabe que precisamos de situações concretas para descobrirmos o Seu amor. Ele escolheu, de tantos lugares e situações, um lugar especial para dizer que ali estaria o Seu amor: a família.

Quanto mais eu amar o Marcos, quanto mais eu o respeitar, mais nós seremos um sinal de que Deus nos ama. Essas não são nossas palavras, mas sim do Papa. A manifestação do amor de Deus está na família, no matrimônio.

Você está precisando se sentir amado por Deus?

Olhe para uma mãe amamentando seu filho e sinta esse amor. A família tem sido alvo de destruição, pois é o lugar sagrado escolhido por Deus. Devemos preservar e lutar pelas famílias! Uma coisa eu lhe digo: seu maior tesouro é a sua família!

No relacionamento familiar pode estar tudo certo, mas quando o clima escurece, logo pensamos: “Será que o Pai nos esqueceu?”. Sentimos e duvidamos do amor de Deus, entretanto, precisamos ficar atentos e entender que Ele nos ama mesmo no sofrimento.

Confira um trecho desta pregação:

Adquira essa pregação completa pelo telefone (12) 3186-2600

Temos duas formas de ler a nossa história: ou nos fazemos de vítimas ou pensamos que aquilo servirá para o nosso crescimento. Precisamos nos levantar e dizer: “Sim, eu passei pelo sofrimento! Foi difícil, mas eu cresci!”. Porque, muitas vezes, passamos por momentos difíceis e pensamos que tudo está acabado.

Marcos: Caminhando em nossa história, começamos a nos abandonar em Deus, lançamo-nos em Seus braços.

Com mais ou menos seis meses, na missão em Cachoeira Paulista (SP), a Renata foi convidada para uma série de reportagens na Ilha de Marajó, no Pará, e eu fiquei no meu trabalho. Ao viajar naqueles barcos, ela sentiu uma coisa estranha em uma de suas mamas. Finalizando a matéria, ela passou por São Paulo para realizar os exames.

Renata: Fui fazer a mamografia chorando, pois sentia que algo estava errado em mim. Naquele momento, eu precisava ser fiel, acreditar em Deus. Fiz os primeiros exames e não foi diagnosticado nada. Eu precisava ter a certeza de que estava tudo bem, foi quando pedi ao médico que repetisse o exame; então, foi localizado um tumor agressivo.

A fé não nos faltava, mas, mesmo sendo um casal da Canção Nova, que vai à Missa todos os dias, nós nos sentíamos como Jesus na Cruz e pensávamos: “Senhor, demos tudo a Ti, por que tanto sofrimento?”. Neste momento, sentimo-nos abandonados por Deus e nos questionávamos.

Quando o sofrimento bate à nossa porta, é uma grande oportunidade de nos entregarmos a Deus, mas é também há uma grande chance de perdermos a fé e já não acreditarmos n’Ele. O sofrimento nos leva do céu ao inferno.

 

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na canção Nova. Foto: Wesley Almeida/cancaonova,com

Peregrinos participam da Quinta-feira de Adoração na Canção Nova. Foto: Wesley Almeida/cancaonova,com

Marcos: Muitas vezes, pensamos que converter-se é simplesmente parar, mas conversão é caminhar e voltar para Deus, prostrarmo-nos e saber o que Ele quer de nós.

Renata: A Palavra que nos sustentou foi Miqueias 7,7-8: “Não cantes vitória, minha inimiga, porque quando caio, depois me levanto, mesmo que eu venha a morar nas trevas, o Senhor é minha luz”.

Mais do que a morte física, há a morte da alma. O sofrimento pode nos levar de nós, mas não pode nos levar de Deus e da vida eterna.

Eu não sabia o que seria de mim, mas, mesmo sem a cura física, eu glorificava a Deus, porque Ele havia me livrado da falta de fé.

Homens, olhem para suas mulheres com os olhos da alma. Muitos homens estão se separando de suas esposas, só porque elas aumentaram de peso. Lavem seus olhos com o Sangue de Cristo. Elogiem suas esposas pela alma. Mulheres, olhem para sua beleza interior e não se julguem.

As famílias estão enfrentando crises, estão com problemas, mas o que fazer? Desistir? O Papa nos ensina que a única saída dessa crise é o amor!

Marcos: Precisamos nos converter, encontrarmo-nos com Deus primeiro. Precisamos, como Santo Agostinho, buscar o conhecimento interior, entendê-lo e transformá-lo em comportamento. Tiremos proveito do nosso melhor amigo, que é Deus!

Renata: Muitos perguntam: “Como faço para ter um casamento feliz?”. Busque-o no Senhor, pois é Ele quem nos mostrará o caminho!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida



Renata Vasconcelos e Marcos Marabá


Casal de missionários da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo