O Pão vivo descido do céu

Padre Eder

Padre Eder. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Jesus é o Pão da Vida

Nós, que estamos na terceira semana da páscoa, estamos fazendo uma caminhada rumo a Pentecostes.

A primeira leitura da liturgia de hoje fala das primeiras comunidades cristãs que estavam cheias do Espírito Santo. Essa semana, vimos, nas leituras, o testemunho de Estevão que, por estar cheio do Paráclito, conseguia responder aos sábios, deixando-os com questionamentos devido ao tamanho da sua sabedoria comparada à sua pouca idade.

Jesus, no Evangelho de hoje, diz-nos sobre ser o Pão da Vida. O Senhor, que é capaz de multiplicar o pão, é capaz de fazer o necessário para Seu povo. A comunhão que recebemos na Santa Missa é verdadeiramente o Corpo de Cristo, pois Ele está presente em corpo, alma e divindade.

Quando vamos para a fila da comunhão, precisamos entender que estamos indo receber o Corpo e o Sangue de Jesus. Nós não estamos indo comungar um pão de farinha, mas sim o Corpo de Cristo. Precisamos saber que não basta apenas irmos para a fila e comungarmos o Corpo e Sangue de Jesus, precisamos também estar unidos a Ele.

Esse alimento, que não é qualquer alimento, é capaz de dar vida a nós e transformar nossa realidade presente.

Seria muito fácil para nós se pudéssemos viver esse mistério na razão sem a necessidade de ter fé. São Cirilo nos diz: “Não perguntes se é ou não verdade, aceita com fé as palavras do Senhor, pois Ele não mente”.

“Ninguém pode vir a mim se o pai que me enviou não o atrai”. (Jo 6,44) O Senhor coloca em nosso coração algo que só Ele pode nos preencher, pecado nenhum consegue nos preencher.

Leia mais:

:: Consolados, possamos consolar os que se acham em aflição
:: Não confiar em nós mesmos, mas somente em Deus

Escutando o Senhor

A primeira leitura de At 8,26-40 fala das primeiras comunidades, do que aconteceu com os apóstolos, das perseguições que eles sofreram, mas, apesar de tudo, viveram com fidelidade ao Senhor; esse trecho também nos fala de Filipe, que também foi fiel a Deus.

Filipe escutou o Senhor. E você, tem escutado a Deus? Muitas vezes, Ele quer falar conosco, mas nós não paramos para O escutar. Precisamos dar atenção ao que realmente merece nossa atenção. Filipe não questionou Deus, ele O escutou. Ele é alguém que tinha certeza de fé, de que Deus ia providenciar tudo o que ele necessitava.

Precisamos falar de Deus, mas também devemos testemunhar que Jesus está vivo. Nós, que estamos na Igreja, devemos pedir, cada dia mais, o batismo no Espírito Santo, precisamos saber esperar o tempo certo de Cristo entrar na vida daqueles que estão ao nosso lado.

Padre Eder

“Precisamos falar de Deus, mas também devemos testemunhar que Ele está vivo” Padre Eder. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Preparando os caminhos do Senhor

Precisamos preparar o terreno e esperar o tempo de Deus tocar o coração de uma pessoa. Precisamos ter essa capacidade, como Filipe, de preparar o terreno, e isso significa, muitas vezes, rezar por aqueles que estão próximos de nós. Assim como Filipe, somos chamados a viver essa realidade.

Às vezes, temos vivido essa realidade de preparar o terreno, mas já estamos cansados por não vermos os frutos. No entanto, não podemos desistir, mas continuar acolhendo essa pessoa no que ela mais necessita. Chamemos essa pessoa para rezar, tenhamos paciência com ela, pois assim nós a prepararemos para que, um dia, ela possa voltar à Igreja.

Eu peço a Deus que, pela graça do Espírito Santo, possamos dar às pessoas a cura espiritual.

Padre Eder Brito

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

Adquira essa pregação pelo telefone: (12) 3186-2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo