Ser a face de Cristo para o mundo

Padre Rodrigo Natal / foto: Wesley Almeida

Padre Rodrigo Natal / foto: Wesley Almeida

Quero já no início desta homilia lhe fazer o seguinte questionamento: por que você veio para participar deste Encontro da Divina Misericórdia, aqui em Cachoeira Paulista (SP), sede da Comunidade Canção Nova? A sua resposta deverá ser: todas as vezes que nos colocamos na presença do Senhor, melhor saímos, somos transformados. Se nós não nos colocamos na presença d’Ele, nada nos acontece.

Na paróquia, no fim das celebrações faço uma pergunta para meus os paroquianos: “você vai embora melhor do que chegou?” Meus irmãos, devemos ser e buscar a conversão em Deus. Estamos aqui porque queremos ser verdadeiramente apóstolos da misericórdia, seguidores de Jesus e trazer em nós as características de Jesus. Viemos para este Encontro para sermos melhores.

“Nós compreendemos que Jesus nos ensina a viver bem, Ele faz com que a nossa vida suscite alegria e esperança”, nos ensina o Papa Francisco. O caminho que traçamos deve ser acompanhado por Cristo Jesus. Sejamos magnânimos, ou seja, ter grandeza de espírito e ter grandes ideais. Fazer aquilo que Deus quer e ser inteiro nas pequenas coisas do nosso cotidiano. É na realidade das nossas casas, perto daqueles que possuem defeitos como nós, é lá que devemos realizar com carinho e amor as pequenas coisas. Jesus fez bem todas as coisas, por onde passou realizou o bem a todos.

Se somos cristãos nós precisamos ser como Cristo e agir como Ele: buscar o bem a todos. Não sejamos cristãos de rótulos ou aparência. Saiamos da mediocridade, sejamos cristãos de verdade, e só viveremos isso se permitirmos que a misericórdia do Senhor nos atraia cada vez mais para perto d’Ele.

Peregrinos participam da Santa Missa na Canção Nova / foto: Wesley Almeida

Peregrinos participam da Santa Missa na Canção Nova / foto: Wesley Almeida

::Flickr Canção Nova

Queira ser uma pessoa melhorada pela graça de Deus. Não é desejo d’Ele que queiramos ser pouca coisa, não! Ele tem e quer nos dar muito. Nos aproximemos do Senhor para pedir muito e muito do quê? A santidade. Peça-Lhe palavras e sentimentos novos. Não se afaste do Senhor e nem crie um abismo entre Ele e você, mas entrelace seu coração ao coração de Jesus.

São nas realidades que vivemos, sejam elas boas ou ruins, que somos chamados a fazer a diferença. Que saiamos daqui ungidos pela misericórdia do Senhor. Queremos sim que a proteção d’Ele nos alcance e lembre-se: “o Senhor quer nos dar muito!”.

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Rodrigo Natal


Sacerdote da Diocese de Taubaté (SP)

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo