Volte ao Deus do impossível

Haverá Deus que se compare ao nosso?

Padre Edmilson Lopes / crédito da foto: Daniel Mafra

Padre Edimilson Lopes / crédito da foto: Daniel Mafra

Amados, na Sagrada Escritura, em Êxodos 14, 15, lemos uma passagem bem conhecida por todos nós, o relato da travessia do Mar Vermelho, quando o povo de Israel fugia do furioso exército do faraó: “O Senhor disse a Moisés: “Por que clamas a mim? Dizei aos filhos de Israel que se ponham a caminho. E tu, levanta a tua vara, estende a mão sobre o mar e o fere, para que os israelitas possam atravessá-lo a pé enxuto. Vou endurecer o coração dos egípcios, para que se ponham ao teu encalço, e triunfarei gloriosamente sobre o faraó e sobre todo o seu exército, seus carros e seus cavaleiros.”

E depois, nos versículos 24 e 25: “À vigília da manhã, o Senhor, do alto da coluna de fogo e da de nuvens, olhou para o acampamento dos egípcios e semeou o pânico no meio deles. Embaraçou-lhes as rodas dos carros de tal sorte que, só dificilmente, conseguiam avançar. Disseram então os egípcios: “Fujamos diante de Israel, porque o Senhor combate por eles contra o Egito.”

Existe alguma coisa que é impossível para Deus? Amados, a única coisa que é impossível para Deus é deixar de nos amar. Veja em Daniel 6, 17-24. Nesta narrativa um grupo de homens tinha inveja de Daniel. Eles fizeram uma lei que proibia qualquer manifestação a outro deus que não fosse o deles:

“Então o rei deu ordem para trazerem Daniel e o jogarem na cova dos leões. Que o Deus, que tu adoras com tanta fidelidade, disse-lhe, queira ele mesmo salvar-te! Trouxeram uma pedra, que foi rolada sobre a abertura da cova; o rei lacrou-a com seu sinete e com o dos grandes, a fim de que nada fosse modificado em relação a Daniel. De volta a seu palácio, o rei passou a noite sem nada tomar, e sem mandar vir concubina alguma para junto de si. Não conseguiu adormecer. Logo ao amanhecer levantou-se e dirigiu-se a toda pressa à cova dos leões. Quando se aproximou, chamou Daniel com voz cheia de tristeza: Daniel, disse-lhe, servo de Deus vivo, teu Deus que tu adoras com tanta fidelidade terá podido salvar-te dos leões?! Daniel respondeu-lhe: Senhor, vida longa ao rei! Meu Deus enviou seu anjo e fechou a boca dos leões; eles não me fizeram mal algum, porque a seus olhos eu era inocente e porque contra ti também, ó rei, não cometi falta alguma. Então o rei, todo feliz, ordenou que se retirasse Daniel da cova.”

Irmãos, há algo que Deus não possa fazer por vocês? Agora vamos para o Novo Testamento. Em Atos 16, 16-26 lemos:

"Na hora do sufoco que vivemos, só temos o Senhor," lembrou padre Edmilsom / crédito da foto: Daniel Mafra

“Na hora do sufoco que vivemos, só temos o Senhor”, lembrou padre Edimilsom / crédito da foto: Daniel Mafra

“Certo dia, quando íamos à oração, eis que nos veio ao encontro uma moça escrava que tinha o espírito de Pitão, a qual com as suas adivinhações dava muito lucro a seus senhores. Pondo-se a seguir a Paulo e a nós, gritava: Estes homens são servos do Deus Altíssimo, que vos anunciam o caminho da salvação. Repetiu isto por muitos dias. Por fim, Paulo enfadou-se. Voltou-se para ela e disse ao espírito: Ordeno-te em nome de Jesus Cristo que saias dela. E na mesma hora ele saiu. Vendo seus amos que se lhes esvaecera a esperança do lucro, pegaram Paulo e Silas e levaram-nos ao foro, à presença das autoridades. Em seguida, apresentaram-nos aos magistrados, acusando: Estes homens são judeus; amotinam a nossa cidade. E pregam um modo de vida que nós, romanos, não podemos admitir nem seguir. O povo insurgiu-se contra eles. Os magistrados mandaram arrancar-lhes as vestes para açoitá-los com varas. Depois de lhes terem feito muitas chagas, meteram-nos na prisão, mandando ao carcereiro que os guardasse com segurança. Este, conforme a ordem recebida, meteu-os na prisão inferior e prendeu-lhes os pés ao cepo. Pela meia-noite, Paulo e Silas rezavam e cantavam um hino a Deus, e os prisioneiros os escutavam. Subitamente, sentiu-se um terremoto tão grande que se abalaram até os fundamentos do cárcere. Abriram-se logo todas as portas e soltaram-se as algemas de todos.”

Amados, é visível que Deus tem prazer em vir ao nosso auxílio. Ele entra em nossa história ao perceber que algo não tem mais jeito. Para isso é necessário que vivamos uma vida em plena confiança n’Ele. O Senhor foi ao socorro de Moisés, de Daniel e de Paulo e Silas e quer vir também ao nosso socorro. Você crê nisso? Então por que você ainda vive no “mais ou menos”?

Se você crê em Deus, por que as coisas não dão certo em sua vida? Se Deus intervém nas situações quando elas não têm mais jeito no plano terrestre, por que Ele ainda não agiu? Se para Deus nada é impossível, o que estamos fazendo para que o impossível não se transforme em possível?

O Senhor fez muito nos relatos que lemos nesta pregação. E você pode me questionar: “Padre, o que ainda preciso fazer?” Respondo: declarar seus impossíveis a Deus e viver segundo a vontade d’Ele, quando você se vê na condição de não poder fazer nada e dá a Deus o controle da sua vida… Meus filhos, Ele é capaz! Precisamos crer cada vez mais nisso. Somos chamados a clamar incansavelmente o nome de Jesus Cristo.

Na hora do sufoco que vivemos, só temos o Senhor. Se estamos num momento de crise, só nos resta viver a vontade d’Aquele que nos criou. Fazer a vontade do Senhor é crer que Ele tem o melhor, não de acordo com o que queremos, mas como Ele quer. Deus nos vê, se compadece de nós. Os olhos d’Ele estão voltados para aqueles que O temem.

Dias atrás fiquei impactado ao ouvir de um padre, quando conversávamos sobre exorcismo, que possessões diabólicas são raras e para que elas aconteçam é preciso a concessão divina. Fiquei espantado. Ele me explicou que Deus tirará daquela situação um bem maior para aquela pessoa ou para a sua família, por isso pode permitir.

A Sagrada Escritura comprava isso quando lemos a história de Jó. Deus permitiu que ele fosse tocado pelo mal, mas também colocou um limite para isso. E percebemos que daquela situação, o Senhor tirou um bem maior.

Você acha que o Senhor não está de olho no que acontece no Oriente Médio? Deus tem o controle de todas as coisas e saiba que Ele não demora nestas e em outras situações de nossa vida. A demora d’Ele é sinal que está caprichando e esperando nossa salvação.

"Talvez se nós ajoelhássemos mais as coisas em todo o mundo estariam melhores," disse padre Edmilsom / crédito da foto: Daniel Mafra

“Talvez se nós ajoelhássemos mais, as coisas em todo o mundo estariam melhores,” salientou padre Edimilsom / crédito da foto: Daniel Mafra

Talvez você precise voltar a andar numa vida de retidão. Sabemos muito bem o que vivemos e o que precisa ser santificado por Ele. Por isso, não tenha medo, volte para uma vida de coerência com a vontade de Deus. Cuidado! Saia do pecado e busque uma vida correta. Ajuste a sua vida com Deus.

Tenho cada vez mais me preocupado com as pessoas que chegam até mim. Elas sempre procuram um culpado para as situações que vivem e o primeiro culpado que encontram é Deus. Mas todos nós nos esquecemos de que somos nós que O deixamos de lado e vivemos de qualquer maneira o nosso relacionamento com Ele.

O Senhor é poderoso e não há nada que não possa fazer. Milagre por milagre Ele pode fazer. Mas qual é a sua atitude depois que o milagre acontece? Lembremo-nos do povo de Israel. Eles contemplaram o milagre da passagem pelo Mar Vermelho, mas dias depois se rebelaram contra Deus, quando os primeiros desafios começaram a aparecer.

Talvez se nós ajoelhássemos mais, as coisas em todo o mundo estariam melhores. Será que não queremos apenas os favores de Deus e viver clamando por milagres e mais milagres, mas sem estar dispostos a mudar de vida? Voltem para o Senhor, meus amados, dobrem mais os joelhos! Quando não há mais o que fazer em nossa vida, Deus entra para realizar o milagre.

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Edimilson Lopes


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo