Acolher a vontade de Deus com alegria

acolheravontadededeuscomalegria

Diácono Nelsinho. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Acolher a vontade de Deus, com alegria, é dar o passo na fé

Muitas vezes, queremos entender algo primeiro para somente depois obedecer e, assim, perdemos muito tempo em nossa vida. No Reino de Deus, vamos entendendo o que é preciso entender enquanto percorremos o caminho. Se não entendemos algo e não obedecemos quando necessário, vamos nos tornando pessoas difíceis.

É fácil dar uma ordem? Você a aceita logo? Ou sempre tem uma ideia melhor!? Nós crescemos quando saímos de nós mesmos. Vemos no dia a dia como nós somos difíceis! Em nossa casa precisamos ser a “Bíblia” para os nossos. É preciso acolher a vontade de Deus com alegria, pois nem sempre entendemos tudo.

Monsenhor Jonas Abib, na década de 1960, já tocava violão para animar os jovens. E logo depois ele ficou com turbeculose e foi para Campos do Jordão (SP) se tratar. Passado um tempo, o médico disse: “Leve-o embora!”, porque, em vez de descansar, ele atendia os médicos em confissão. Ele estava ali com os turbeculosos lhes dando formação e os evangelizando.

Depois ele teve que ir a Lorena (SP). Naquele momento, ele não entendeu a razão da transferência, mas, graças à sua obediência, lá nasceu a Comunidade Canção Nova. Não entendemos muitas coisas que nos acontecem, mas, mesmo assim, precisamos fazer a vontade de Deus com alegria.

Uma das definições dadas a Deus é “Infinito”, porque Ele é sem fim. Quem já fez um pedido para Deus e ainda não foi atendido? Esta é a dinâmica da fé: “A fé é a certeza daquilo que não se vê” (Hebreus 11).

Quando Noé começou a construir a arca não estava chovendo. Havia um sol quente e ele construindo uma arca enorme. Com certeza, as pessoas caçoavam dele. Mas ele, na sua intuição vinda de Deus, caminhou na fé. E depois veio o dilúvio.

Da mesma forma, não existia nenhuma saída quando Moisés estava diante do mar e, atrás dele, o exército do faraó vindo. Esse profeta teve que ter muita fé e coragem para, diante dessa situação, levantar o bastão para abrir o mar! Imagine se o mar não abrisse? Ele foi ousado na fé. Acolher a vontade de Deus, com alegria, é dar o passo na fé.

acolheravontadededeuscomalegria

Fiéis participam do Encontro da Obra de Maria. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Deus deu a Abraão um filho único: Isaac. Quando apareceram os três anjos na casa de Abraão, ele os ouviu afirmar: “Sua mulher vai ter um filho”. E logo depois veio Isaac. Acolher a vontade de Deus, com alegria, nem sempre é fácil. Agora, imagine o amor de Abraão por Isaac!? E Deus lhe pediu que ele imolasse o único filho quando não tinha nenhum carneiro à vista. Mesmo assim ele [Abraão] arrumou o local para a imolação do filho e, somente depois, viu o carneiro. Primeiro ele deu o passo no fé [e depois Deus poupou Isaac e aceitou que o carneiro fosse imolado em seu lugar]. Nós queremos certezas. E quantas perguntas fazemos até a quem não tem respostas!

Eu fui remanejado para Londrina (PR), o Lucas tinha quatro anos e a Márcia estava grávida da Miriam. Eu tinha uma Parati, eramos recém-casados. Não tínhamos nada para montar a casa. Mas como nós fomos felizes lá! E na Canção Nova é assim: “Amanhã você vai ser remanejado”. E nós obedecemos e vamos.

Outro testemunho bíblico de obediência à vontade de Deus é o do milagre da filha de Jairo. Ela já estava dada como morta quando foram falar com Jesus. Mas aquele pai caminhou na fé e pediu ajuda do Senhor e alcançou o milagre.

Da mesma forma, é notável o testemunho de Davi, pois Golias era muito maior que ele. Ele colocou a armadura para lutar contra esse gigante, mas teve que a tirar porque esta era muito grande para seu tamanho. E ele venceu Golias com um estilingue e pedras. Olhe a Palavra de Deus e veja quantas curas Deus realiza quando confiamos n’Ele e nos pomos a caminho. Como os leprosos, que, no caminho, foram curados pelo Senhor.

Eu não sei pelo que você passa hoje com Deus, na sua vida, matrimônio e trabalho. Mas sei que todos nós precisamos caminhar na fé. A falta de fé nos impede de acolher a vontade do Senhor com alegria. Quando você dá o passo, o mar se abre, aparece o carneiro para ser imolado e as curas acontecem! Tudo aquilo que ofertamos a Deus, Ele faz milagres. Obedecer à vontade de Deus não é colocar condições para fazer isso.

Passei dez anos fora de Cachoeira Paulista (SP), onde fica a sede da Comunidade Canção Nova, indo para onde era preciso. O que nos faz acolher a vontade de Deus, com alegria, não é o queremos, mas o que Deus pede e precisa que façamos. Não é o nosso querer que precisa prevalecer. Nem sempre vai ser agradável aquilo que nós estamos fazendo, porque, talvez, não seja o que gostaríamos de fazer. No Reino de Deus não há estabilidade, mas instabilidade.

São José, porque amava Maria, iria despedi-la em silêncio, mas, no sonho, o anjo lhe disse: “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo” (Mateus 1). E em tudo São José foi conduzido em sonho por Deus; e ele acolheu Maria. Acolher a vontade de Deus, com alegria, só é possível na fé.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186-2600

contribuicaocn

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo