É preciso dar Jesus ao mundo do jeito de Maria

Monsenhor Jonas Abib - Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Monsenhor Jonas Abib – Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

“Senhor sois meu louvor em meio a grande assembleia”

Na primeira leitura de hoje, encontramos uma coisa chocante: Saulo que chega a Jerusalém e quer ajuntar os seus discípulos, mas todos tinham medo dele. Imagine o que seja uma pessoa ter medo de você e por isto não se aproximar.

Eles não acreditavam que ele fosse discípulo. Há vinte e cinco anos, encontrei Gilberto e Maria Salomé num cantinho, ele queria começar uma comunidade, mas não sabia como, alguns tinham medo. Ousadamente, eu me dirigi a ele dizendo que começassem a comunidade porque havia um povo confiado a eles.

Vejam que maravilha! Hoje eles estão em vários lugares no Brasil e no exterior. Era como Saulo, o julgaram, não acreditavam que ele era discípulo. Digo a vocês, para que de agora em diante: “Rumo aos 50 anos!”. Assumam esta obra, assim como o anjo disse a José: “Não tenham medo de abraçar esta obra, porque o que nela está é obra do Espírito Santo”.

A Palavra de Deus hoje está de acordo com o que estamos vivendo, a festa dos 25 anos da Obra de Maria.

A primeira leitura diz: “Filhinhos, não amemos só com palavras e de boca, mas com ações e de verdade… Este é o seu mandamento: que creiamos no nome do seu Filho, Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, de acordo com o mandamento que ele nos deu”. Quem é da comunidade Obra de Maria tem a função de dar Jesus ao mundo, como Maria deu Jesus ao mundo. Para isto é preciso gestá-lo dentro de nós, gastar-se, “ralar”. Deixe que a vida, os acontecimentos, os fatos “ralem” você, o mais importante é dar Jesus ao mundo, custe o que custar.

Obra de Maria, viva do jeito de Maria. Sejam em tudo como a Mãe de Deus. Queira dar Jesus do jeito de Maria. Esta é a vontade de Deus.

Por outro lado, deixem-se trabalhar por ela. Ela tem maior gosto de fazê-lo, faça a vontade de Deus do jeito de Maria. Deixe ela trabalhar você, não é desculpa você dizer: “Eu sou mesmo deste jeito”. Não. Aquela que trouxe O novo Adão quer trabalhar em você o novo Adão, a nova Eva. É esta a obra que ela quer fazer, sabe trabalhar. Basta nos deixarmos trabalhar com docilidade.

Infelizmente, pelo pecado original trazemos uma rebeldia e queremos tudo da nossa vontade, do nosso gosto. Peçamos a Deus a graça de sermos dóceis como Maria, obedientes até a morte do homem e da mulher velha que existem dentro de nós. Queiramos ser dóceis e obedientes a vontade de Deus.

É preciso que vocês amem uns aos outros com amor de ternura, com toda alma e com todo o coração! Amem-se sempre e nunca deixem de se amar. Não permitam que em dia algum o sol se ponha sobre o vosso ressentimento. Perdoem-se e peçam perdão para que vivam em constante reconciliação.

Monsenhor Jonas preside a Santa Missa no Santuário do Pai das Misericórdias  - Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Monsenhor Jonas preside a Santa Missa no Santuário do Pai das Misericórdias – Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Para que o amor reine em vosso meio é muito importante a reconciliação. A Palavra de Deus hoje é esta: “Amai-vos”. Que as pessoas que olham para vocês possam dizer a vosso respeito: “Vejam como eles se amam”. Para viver tudo isto deixai que o Espírito Santo retire de vós todos os conflitos em toda e qualquer situação. Estejam unidos a Jesus, porque Ele é a videira e vocês são os ramos.

O Senhor quer que vocês realizem toda a obra Dele, como Ele mesmo fez. Ide sim! Mas enxertados em mim que sou a videira verdadeira. Meu pai cuidará de vós, mas a condição é que estejam enxertados em mim.

Saibam que todo ramo que não dá fruto no Senhor será cortado. E aquele que dá frutos será podado para que dê ainda mais frutos. O Senhor não quer cortar ninguém, mas será necessário se não houver frutos.

A promessa do Senhor é que se permanecerem Nele, ele permanecerá em vós. Através da Palavra, da adoração… Portanto, esforçai para permanecer no Senhor. Como o ramo não pode dar fruto se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar frutos se não permanecerem no Senhor.

“Eu sou a videira, vós os ramos. Aquele que permace em mim e eu Nele, este dará muitos frutos, porque sem mim, nada podeis fazer”. O Senhor nos ama muito, por isto pede que permaneçamos Nele.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair 

contribuicaocn


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo