Cura é Deus agindo em minha vida

CuraeDeusagindoemminhavida

Márcio Mendes. Foto: Arquivo Canção Nova

Pelo processo de cura, Deus vai agindo em nosso coração e nos devolvendo à vida 

“Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim será salvo; tanto entrará como sairá e encontrará pastagem. O ladrão não vem senão para furtar, matar e destruir. Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância.” (João 10, 9-10)

Essa Palavra nos explica certas feridas que trazemos em nossa alma. Nela, Jesus nos revela a porta pela qual podemos escapar de todo mal.

Jesus está dizendo “Eu sou a porta pela qual você pode sair desse problema. E quem sai do mal por meio de Mim entra em uma vida nova e é curado.”

Jesus nos cura salvando e nos salva curando. O diabo, no entanto, vem para nos matar e destruir. Em Cristo encontramos a cura, encontramos a vida; fora d’Ele, nós nos perdermos, porque o inimigo rouba de nós tudo o que realmente nos faz diferença.

Essa Palavra de hoje é importante, porque revela a maneira como seremos curados por Deus. Curar não é fazer uma mágica, mas é a graça de Deus que vem socorrer a nossa natureza.

Às vezes, em um retiro, não acontece toda cura de que precisamos, mas é o início desse processo. E esse processo tem suas etapas, por isso a pessoa precisa querer ficar curada, precisa pedir a cura para Deus, precisa aprender a se perdoar, perdoar aos outros e se fortalecer pela oração e pelos sacramentos.

Todos nós precisamos ser curados por Deus, porque, com o coração ferido, não adianta sermos fortes, experientes e bem-intencionados, porque sem a cura seremos vencidos pelas coisas mais banais da vida. Por causa das feridas mal curadas seremos abatido por uma indireta, por uma piada de mau gosto ou uma rejeição.

Com o coração ferido, a tentação vai fazer com que nos sintamos derrotados e fracassados. Para nos destruir, o demônio destroça nosso coração, despedaça-nos por dentro pelo ressentimento, pela mágoa, pela angústia e tristeza.

A pessoa que não busca em Deus a cura interior envelhece e morre antes do tempo. Ela começa a enfraquecer quando acredita que pode combinar pecado com felicidade. Estes, no entanto, não combinam, porque felicidade verdadeira só Deus pode nos dar. O pecado mata, ele nos destrói.

A tentação faz com que nos comparemos com o outro e comecemos a pensar em agir de maneira errada para obter o que desejamos. A pessoa se perde quando Deus já não é importante na vida dela. A nossa felicidade presente e futura depende do lugar que damos a Jesus em nossa vida. Ele é o único remédio capaz de curar as feridas do nosso coração, pois vem nos tirar da perdição.

Deus vai concertar nosso coração machucado. O Senhor não condena nenhum de nós, mesmo quando somos culpados pelas coisas que acontecem em nossa vida. A tentação nos condena, mas Cristo não. Ele vai nos buscar nos piores lugares em que nos metemos por nossa própria culpa, porque não sabemos dar respostas aos nossos próprios desvios e às nossas feridas. Podemos até dar desculpas, mas não conseguimos dar respostas.

Todas as desculpas não podem curar nosso coração. Por isso, Jesus não pergunta por que pecamos, mas por que não deixamos que Ele nos cure. Precisamos de Cristo em nossa vida!

Jesus quer nos levantar e mostrar o amor que Ele tem por nós. É graças a esse amor que Ele nunca nos abandona. 

Quando a pessoa se encontra com Jesus, ela para de reclamar da vida. O sinal de que uma pessoa está sendo curada é quando ela para de se lamentar e começa a glorificar a Deus até nos momentos difíceis. No momento em que reconhecemos que nossa vida sem Deus é uma derrota, ela muda e começamos a vencer as dificuldades e tentações.

Cura e Deus agindo em minha vida

Pregação com Márcio Mendes no Acampamento Curados para Amar. Foto: Arquivo Canção Nova

Uma pessoa só consegue agradecer a Deus por seus erros e sofrimentos quando olha para o passado e revê os eventos que viveu debaixo do amor restaurador de Jesus. Em oração, apresentemos ao Senhor os momentos dolorosos de nosso passado. Muitas vezes, durante a oração, virá a lembrança de um fato que vivemos, pois Jesus o traz à luz para nos curar.

Quando “toparmos” com alguma ferida, vamos dizer: “Volta comigo, Senhor, até aquela situação dolorosa”. Em nossa memória, vamos com o Senhor até aquela situação e Ele vai liberar o perdão para nós. Não vale a pena, por causa de mágoas, continuarmos com a nossa vida despedaçada do jeito que ela está.

Nós temos de aprender a agradecer a Deus pelas situações difíceis que vivemos. Não existe nenhuma pessoa que tenha vivido em uma família machucada, que não sinta as consequências em sua vida, que não carregue marcas como sentimentos de rejeição, desequilíbrio no comer, no beber, desequilíbrios sexuais e afetivos. Por isso, não podemos condenar ninguém.

Quando entendemos a história do outro, percebemos que não temos direito de julgar ninguém. Por isso, quero convidar você, que um dia também viveu uma história de erros e feridas, a colocar nas mãos de Jesus aquilo que está no seu coração, mesmo que sejam os piores desejos. Coloque-os nas mãos de Jesus e Ele vai transformar tudo isso em graça para sua vida.

Jesus quer nos aliviar, quer nos encher de alegria, paz e amor. Mas o milagre se dá com aquilo que nós somos e oferecemos. Muitas vezes, não acontece um milagre em nossa vida, porque não colocamos nas mãos de Jesus o que é verdadeiro. O seu desejo é realmente ter uma vida santa? Então, entregue esse desejo nas mãos do Senhor. Você tem depressão? Então, entregue-a a Jesus, porque é isso que Ele quer receber de você.

Tenhamos a coragem de entregar ao Senhor nossa vida cheia de estragos pelo pecado. Quem transformou água em vinho pode transformar nossa natureza. Quando aceitamos que Ele nos leve a um processo de cura, Ele derrama o Seu Espírito Santo sobre nós e dá vida ao nosso coração.

Quanto mais feridos fomos, maior será a graça que Deus derramará sobre nós. Quanto maior o estrago, maior o milagre. Retiro de cura interior é feito para que abramos nosso coração ao Espírito Santo, a fim de que Ele nos inunde com todas as Suas graças.

Lembremo-nos dos planos que tínhamos. Onde estão nossos sonhos? Quando paramos de sonhar? O casamento não pode ser uma barreira para o sonhos bons. Onde estão os sonhos bons que foram sumindo por causa das mágoas e dos ressentimentos com o seu esposo (a)?

Como e quando foi que nos tornamos pessoas tristes e indiferentes? Nós sabemos que os caminhos fáceis que o mundo nos apresenta nos levam à perdição. Quem quer ir por esses caminhos perde-se e vai para o inferno. Ao contrário do que se pensa, as pessoas estão cansadas do lixo que é apresentado a elas diariamente. Quem se desvia de Deus vai encontrar a morte. Está na hora de sermos cuidados, recuperados!

Quanta coisa o maligno matou em nós! Ele nos tirou o entusiasmo e a capacidade de receber o amor com pureza. Jesus veio nos devolver a vida, Ele tem poder, tem amor e bondade para transformar tudo que estamos vivendo, desde que, com sinceridade, coloquemos nossa vida nas mãos d’Ele. Jesus não vem para nos questionar, mas para cuidar de nós!

Transcrição e adaptação: Míriam Santos Bernardes

Adquira o livro, Como se dar bem com quem você quer bemem nossa loja virtual.

contribuicaocn


Márcio Mendes


Missionário da Comunidade Canção Nova, teólogo e escritor

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo