Reanimados pela verdade

Como seguidores de Jesus, podemos permitir que as nossas feridas se tornem cura para outras pessoas

Dijanira Silva
Foto: Roger Ferrari/cancaonova.com

Eu sou fruto da cura interior! Eu olho para a minha história e a contemplo, porque o que seria de mim se não fosse misericórdia de Deus agindo em minha vida por meio do dom da cura da nossa alma e do nosso interior?

Às vezes, focamos na cura do nosso físico e quando estamos com uma dor, procuramos um remédio, pois ficar com uma dor é insuportável. Mas, as dores da alma, também, precisam ser curadas e não há remédio maior do que Jesus.  

A Palavra meditada está em II Timóteo 1,5. O Senhor nos convida a sermos reanimados pela verdade, porque ela é o alicerce fundamental para construirmos a história da nossa vida.

A verdade, por mais dura que seja, não nos condena, se fazemos as pazes com ela desde o início. Como nos faz bem escrever os fatos que marcam a nossa história, porém, contemplando em todos os momentos o amor de Deus. O que dificulta assumirmos a verdade é termos medo, vergonha e acharmos que as pessoas não vão nos amar pelo que vivemos, quando, de fato, Deus quer, a partir daquela dor, agir em nós por meio das outras pessoas.

Veja as fotos desse acampamento

Todos nós, querendo ou não, somos pessoas feridas, temos feridas emocionais, espirituais e a questão principal não é como podemos esconder as nossas feridas. Não gostamos de mostrar as nossas feridas e se não lidamos com elas a partir da cura interior, procuramos escondê-las.

Para que não tenhamos vergonha das nossas feridas, precisamos viver esse processo de cura para colocar as nossas feridas ao serviço do outro.

Nem sempre é fácil falar das nossas fraquezas, mas quando nós caímos na real, aceitamos os fatos que marcam a nossa história e não fugimos da verdade, estamos colaborando com Deus no projeto de restauração que Ele deseja fazer em nós. Então, nos tornamos livres para falar das dores que marcam a nossa história, de tal modo que, passamos a ajudar aos outros a viverem melhor com as suas cicatrizes.   

A expressão do padre Henri Nouwen, diz que: “Quando nossa verdade deixa de ser uma fonte de vergonha e passa a ser uma fonte de cura, tornamo-nos curadores de Deus”. Tornamo-nos um canal para que outras pessoas sejam curadas. Através das feridas de Jesus fomos curados, o sofrimento de Jesus trouxe alegria para nós e, como seguidores de Jesus, podemos permitir que as nossas feridas se tornem cura para outras pessoas.

Fugir da nossa verdade nos torna prisioneiros, assumir a nossa verdade nos torna livres! Por isso, estamos buscando a nossa cura interior.

Leia também:
.:O amor de Deus nos cura
.:Sete dicas para trilhar um caminho de cura interior

Seja livre de todo sentimento de culpa, assuma a sua culpa mesmo que seja dura. Jesus Cristo também sofreu dores e lutas, Ele também se decepcionou. Jesus não está alheio às nossas dores. Ele apenas quer que aceitemos caminhar com Ele a partir das nossas verdades.

Aquele que não quer viver com a verdade, vive como se estivesse numa peça de teatro, vive encenando. Porém, quando está só no seu quarto, chora por solidão, porque se sente só.  Reconciliemo-nos com a verdade, aceitemos a verdade que está em nós!

As feridas nos fazem olhar mais para as dores e corremos o risco de nos tornarmos pessoas pessimistas, que só veem as coisas pelo lado negativo. Se temos em nós feridas e coisas ruins, acabamos expressando isso. Dessa forma, precisamos buscar incansavelmente a cura interior.

O relacionamento com Deus é necessário para a reconciliação. Não há cura interior na solidão, é melhor se curar relacionando-se do que viver na solidão.

Como você tem lidado com as suas dores? Você tem fugido ou tem assumido as suas dores?

Nascemos para amar! A falta de cura nos impede de amar a nós mesmos e aos outros. Fomos enviados a este mundo para amar.

Quando chegamos perto de uma pessoa ferida, parece que ela vai nos atacar com palavras duras. Isso é um grande sinal de falta de cura interior. O que faz a nossa dor ser maior é o sentimento de solidão, achamos que na hora daquela dor estamos sozinhos. Infelizmente, isso tem sido uma das maiores chagas do mundo.

Deus não se esqueceu de nós. Ele não é indiferente às nossas dores, aos segredos que guardamos com tanta dor em nosso coração.

Aceitemos a nossa verdade e não nos culpemos, porque o sentimento de culpa nos afasta de Deus. Peçamos o olhar de Jesus Misericordioso para nos relacionarmos com a nossa história.

Leia também:
:: O que me faz sonhar e ser feliz?
:: Como lidar com pessoas pessimistas?
:: A beleza de ser mulher
::lidar com a saudade?

Veja a pregação completa:

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

 

 

Transcrição e adaptação: Karina Silva

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
Florescer