O Espírito de Deus nos fará recomeçar

O Espírito de Deus nos fará recomeçar

Padre Roger Luís. Foto: Daniel Mafra/ cancaonova.com

“Não tenha medo! Diante da tribulação o Espírito Santo o fortalecerá”, afirma padre Roger Luís. 

Nós começamos este acampamento no dia 31 de dezembro de 2014 e o estamos encerrando neste dia quatro de janeiro de 2015. As pregações nos fizeram experimentar que não há nada melhor do que olharmos para a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade.

É este Espírito que faz de nós testemunhas autênticas do Senhor. Eu partilhei, na virada do ano, a Palavra que o Senhor me direcionou, que está em Mateus 10,32: “Portanto, quem der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante de meu Pai que está nos céus” (Mateus 10,32). Imediatamente, quando recebi esta Palavra de Deus, logo me reportei à outra passagem que diz: “Recebereis o Espírito Santo e sereis as minhas testemunhas” (Atos 1,8). Nós só conseguiremos testemunhar nossa fé em Deus para as pessoas com a ajuda do Espírito Santo de Deus. É Ele quem vai nos ajudar a combater os nossos inimigos. E quem são estes inimigos? A nossa carne, o mundo e satanás.

Não precisamos ter intimidade com o Espírito Santo. É importante O conhecermos. O que é a primeira coisa que você faz quando conhece uma pessoa? Perguntar o nome dela. Depois você faz outras perguntas a ela. Ou seja, nós nos cumprimentamos e perguntamos como ela está. Muito mais nós precisamos conhecer a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, a quem os profetas chamavam de “Ruah”. Este é o nome próprio do Espírito. Em hebraico “Ruah” significa espaço atmosférico entre o céu e a Terra; numa linguagem mais moderna: o Espírito Santo é a conexão entre o céu e a Terra.

Quando o padre celebra a Eucaristia quem faz a conexão com o céu é o Espírito Santo no momento em que ocorre a transubstanciação. “Ruah” significa o espaço onde o vento sopra. É este espaço vital no qual o ser humano se move e tem liberdade, onde ele encontra respiração. O nosso organismo não sobrevive sem respiração, da mesma forma, um cristão não sobrevive no mundo atual, nesta cultura hedonista e exigente, sem o Espírito Santo.

Nós precisamos entrar na atmosfera espiritual a fim de adquirirmos fôlego para continuar nossa meta rumo ao céu. O Espírito Santo é o “fôlego do alto” que nos faz continuar. Eu louvo a Deus pela obra que Deus faz na vida dos fiéis por intermédio de nossos pregadores, a começar pelo nosso pai fundador, monsenhor Jonas Abib. Não somos melhores que ninguém, mas lutamos para pregar a Palavra de Deus com ousadia e sem medo de ninguém.

O Espírito de Deus nos fará recomeçar

Fiéis do Paraguai também participam da pregação com padre Roger Luís. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

O Espírito Santo é este espaço vital onde se dá o encontro com Deus e com Cristo. “Ruah” significa duas coisas estritamente ligadas: ar e respiração. Deseje estar oxigenado pela graça do Espírito Santo de Deus. Você já correu contra o vento? Quem já remou e nadou contra o vento? É fácil? Não, é dificíl. O Espírito Santo é este vento impetuoso, esta força que nos coloca para frente. Quando nós colocamos resistência e nadamos contra o Espírito Santo, nós nos cansamos espiritualmente e ficamos abatidos.

“A terra estava informe e vazia; as trevas cobriam o abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas” (Gen 1,2). “O Senhor Deus formou, pois, o homem do barro da terra, e inspirou-lhe nas narinas um sopro de vida e o homem se tornou um ser vivente” (Gen 2,7). O sopro é a base vital. Isso é uma realidade que nos mostra a força da vida que o Espírito gera em nós.

O vento quebra os rochedos, por isso no livro dos Reis está escrito que ele [vento] é indomável. Gabriel Medina, para vencer o campeonato mundial de surfe, precisou da força do vento. Da mesma forma, não tem como sermos vencedores sem o vento do Espírito Santo para nos ajudar a vencer o pecado. É o Espírito Santo quem vai nos ajudar a colocar nossos propósitos em prática em 2015.

A respiração é algo muito intímo, basta olhar quando Moisés sobe no Monte Sinai. O Espírito é esta “respiração de intimidade” entre nós e Deus. Muitas vezes, no meio da batalha, sentimos a sensação de desmaio, e a oração nos garante a “respiração”. Quando a pessoa está desmaiando nós dizemos: “Respire mais fundo”. E logo esse mal passa. Na nossa vida também é assim, vai haver momentos em que precisaremos parar e respirar mais fundo para entrar em intimidade com Deus em oração. O Espírito Santo é esta força que nos faz vencer e seguir adiante.

Talvez, ao acabar o acampamento, você diga: “Eu sou fraço”. E eu lhe digo: leia Romanos 8,6: “Ora, a aspiração da carne é a morte, enquanto a aspiração do espírito é a vida e a paz”. Que você seja como o bambu, que se dobra, verga-se, mas não quebra. Para isso você precisa estar enraizado na rocha, que é Cristo, e se deixar ser levado por Ele para onde Ele quiser. Se não formos para onde o vento do Senhor nos levar, vamos tombar e não vamos ser testemunhas d’Ele. Se resistirmos a esse sopro, correremos um grande risco de cair.

Ao passo que, se deixarmos o Espírito Santo nos dominar, nós vamos ver as pessoas, a política e o país mudarem. Como dizia São João Paulo II: “O Brasil precisa de santos”. Para conseguirmos essa graça, nós precisamos ir para as águas puras e ter a coragem de enfrentar os predadores que querem nos pegar no meio do caminho e as pedras que encontrarmos nele. Precisamos honrar o Senhor nas nossas vidas, sejamos nós casados, namorados, celibatários ou sacerdotes.

Que coisa espetacular o Espírito Santo nos guiar! Diante das provações não tenha medo, porque, assim como o Espírito Santo fez Sansão ficar forte, Ele o fortalecerá também. A força da Igreja não está nos pensamentos dos sábios, nem no direito canônico, nos doutores ou na diplomacia, mas sim na força do Espírito Santo de Deus. Quem move, converte e cura a Igreja é o Espírito. O que nos move é o Espírito. Deus não nos deu um espírito de covardia. Tertuliano, um mártir do século I, diz que: “O Espírito Santo é o treinador dos mártires”. É o Espírito Santo quem trabalha, encoraja e não nos deixa perecer diante das dificuldades.

“Então ele explicou: Este é o oráculo do Senhor a respeito de Zorobabel: não pelo poder, nem pela violência, mas sim pelo meu Espírito (é que ele cumprirá a sua missão) – oráculo do Senhor” (Zacarias 4,6). O Espírito Santo é o doce hóspede da alma. Nós nunca estaremos sozinhos. É Ele quem vem curar a nossa solidão. O hóspede é acolhido com todo o cuidado, nós limpamos a casa e lhe oferecemos o melhor. O Espírito Santo é o hóspede da nossa alma, por isso precisamos estar com o coração sempre limpo e aberto. Ele cria nossa intimidade com Deus. “Íntimo” vem de “intimus”, que quer dizer “dentro de nós”. O Papa  Francisco disse: “O que eu espero de vocês é que levem o Espírito Santo para todas as pessoas”.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio. 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo