Oração de gratidão a Deus

Estamos entregando a nossa gratidão a Deus pelo ano de 2017

Alexandra
Foto: Arquivo CN/cancaonova.com

O demônio foge de uma alma decidida, de uma alma que acredita.

Estamos entregando a nossa gratidão a Deus pelo ano de 2017, por isso tenho a certeza que 2018 será um ano maravilhoso para aqueles que se decidirem consagrar a Jesus Cristo. No dia da Festa da Sagrada Família, entregamos o ano de 2017. Com o auxílio de Jesus, Maria e José vencemos todas as batalhas deste ano.

Somos convidados a confiar no Senhor a nossa vida, a colocarmos n’Ele a nossa confiança.  
É preciso reconciliar-se com Deus; precisamos nos reconciliar com o ano de 2017.

Precisamos viver com essa determinação, somos convidados a viver uma fé consciente, viva e assumir uma atitude profética.

Estamos sendo treinados a ser profetas determinados; a maior profecia que podemos dar ao Senhor é a nossa conversão!

Um coração distante de Deus cai no vazio da idolatria, é um paradoxo, um duplo conflito. Os vazios que o mundo coloca em nosso coração nos empurram para longe de Deus, vão nos esvaziando. Enquanto tiver fé sobre a terra, enquanto tiver fiéis decididos o mundo tem salvação.

Você crê que no final de tudo isso Deus será o vencedor?

A Palavra meditada está em Deuteronômio 31,6.

Essa passagem relata Moisés se despedindo do povo. Ele era um assassino, mas teve a coragem de se reconciliar com Deus.

Estamos aqui para não deixar entrar no ano de 2018 os entulhos e as feridas que 2017 abriu em nós. Deus pode estar incomodando o seu coração para que você se reconcilie com coisas que ainda não estão resolvidas.

A nova evangelização não permite que deixemos de nos reconciliar conosco, com as nossas histórias e com Deus. A reconciliação é para quem tem coragem e não podemos continuar caminhando sem nos reconciliar.

Precisamos nos reconciliar com Deus, pois Ele espera pela nossa resposta para salvar o povo. Nós cremos, rezamos, queremos salvar a nossa família, mas para que isso aconteça precisamos correr atrás.

Moisés sofreu ao longo do caminho, ele estava tremendo de medo. A arma utilizada por ele era um cajado, mas para aqueles que acreditam e se reconciliam a arma é Deus.

Somos como o povo do deserto que quer cada vez mais, entretanto, Deus não desiste de nós. Ele nos convida: “Sede fortes e corajosos!”.

Hoje é um dia favorável para que nos reconciliemos, para que tenhamos atitude de fé, para que experimentemos coisas boas.

Sabemos que até podemos fazer a travessia do ano com essas coisas que trazemos em nós, elas podem passar despercebidas, mas ainda podem estar inflamadas e depois de algum tempo voltarão a incomodar.

A força e a coragem que precisamos tem nome: é Jesus!

.: Confira as fotos do Acampamento de #anonovocn

Assista a um trecho da pregação:

Leia também:
.:Que se levantem os profetas!
.:É preciso deixar o velho para trás

Transcrição e adaptação: Karina Silva.

 


Alexandra Gonçalves


Missionária da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo