Dectar as brechas da ação do mal

1setes-brechas-que-nao-podemos-da-demonio

Roberto Tanus/ Foto: Daniel Mafra

Conheça as setes brechas que não podemos dar ao demônio

Não tenha medo do demônio, mais forte é o nosso Salvador.

Por uma brecha na muralha entra o inimigo. São sete as brechas por onde o demônio tenta entrar em nossa vida: pensamentos, olhos, ouvidos, boca, coração, mãos e pés.

O demônio entra em nossos pensamentos quando damos ouvidos à mentira, quando olhamos maliciosamente, falamos o que não devemos, sentimos o que Deus não quer que sintamos, quando nossas mãos, ao invés de ajudar, agridem.

1ª brecha: os pensamentos

O demônio começa a querer trazer caraminholas para nossa cabeça. Às vezes, não conseguimos impedir que os maus pensamentos invadam nossos pensamentos, mas não podemos deixar que ele crie ninho. O demônio só quer uma brecha, basta que alimentemos maus desejos, adultérios e fornicações.

O demônio entra pelo orgulho quando começamos a achar que somos melhores que os outros. São dois pensamentos: orgulho e inveja.

O de orgulho faz com que vejamos as pessoas de cima para baixo; a inveja vê a pessoa de baixo para cima. Santo Augustinho diz que a inveja é o pecado diabólico por excelência, pois se alegra com a desgraça do outro.

O invejoso sempre vê o outro como uma pessoa melhor. Esse foi o pensamento que entrou em Caim e o fez matar Abel; que entrou nos irmão de José, e fez com eles o vendessem como escravo. Não podemos permitir que o sentimento de soberba, de inveja, entre em nosso coração. Peçamos ao Senhor que nos liberte desses maus pensamentos.

2ª brecha: os olhos

“Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!” (Mateus 6,23)

Pelos olhos cobiçamos aquilo que não devemos. A televisão mundana está sempre mudando de cena para prender os nossos olhos. O que nossos olhos estão vendo? Pornografia? Precisamos vigiá-los. Outra coisa: às vezes, olhamos o outro e o julgamos.

Na Palavra de Deus diz: “E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?” (Mateus 7,3)

Muitas pessoas começam a julgar os outros pelos olhos. Então, peçamos ao Senhor a graça de purificarmos nossos olhos.

Assista: ‘Reze e peça a a purificação dos seus olhos’. Clique aqui

3ª brecha: os ouvidos

“Quem tem ouvidos para ouvir, ouça” (Mateus 13,9). Parece uma frase sem sentido, mas você já percebeu que existem certas pessoas que não querem escutar? Falamos, falamos, mas elas mas não nos escutam.

Há pessoas que não querem ouvir a verdade, e ainda vão contra quem fala a verdade.

Testemunho de Santo Estevão

“E, ouvindo eles isto, enfureciam-se em seus corações, e rangiam os dentes contra ele.
Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus;
E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus.Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele.E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo”
 (Atos 7,58)

Jovens participam do acampamento de cura e libertação na Canção Nova / Foto: Wesley Almeida

Jovens participam do Acampamento de Cura e Libertação na Canção Nova / Foto: Wesley Almeida

 

 4ª brecha: a boca

“Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado” (Mateus 12,36,37)

Quantas vezes ouço piadas com Deus! Às vezes, com a boca ferimos o outro.

Pela boca também entra o vício da bebida, do fumo e da gula. Quantas vezes entra pela nossa boca o que Deus não gostaria que entrasse! Muitas vezes, usamos a palavra para dizer mentira e maldição.

“A língua também é um fogo; como mundo de iniquidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno” (Tiago 3,6).

5ª brecha: o coração

O ódio é a principal brecha de satanás para entrar em nosso coração. Às vezes, temos ódio de Deus, porque nosso filho está doente ou porque a mãe morreu. Começamos a nos odiar pelos erros do passado. Quantas pessoas trazem mágoas no coração e não perdoam quem as magoou! Peçamos a Deus a graça de perdoar.

6ª brecha: as mãos

Pecamos pelo que fazemos ou deixamos de fazer ao irmão com as mãos. A mão pode abraçar ou afastar os irmãos.

Que nossas mãos sejam usadas para unir, não para separar; para abraçar e não para agredir.

7ª brecha: os pés

Por onde seus pés têm andado?

“Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o Senhor teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o Senhor teu Deus não permitiu tal coisa”  (Deuteronômio 18,9-14)

Às vezes, as pessoas vão procurar horóscopos ou lugares em que podem “falar com os mortos”; vão a motéis, a bares para ficarem embriagados… Mas têm preguiça de visitar os doentes, de ir à igreja.

Assista ao trecho desta pregação, clicando aqui!

Transcrição e adaptação: Elcka Torres

contribuicaocn1

 


Roberto Tannus


Pregador oficial da Renovação Carismática Católica (RCC)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo