Ministério de misericórdia

O ministério de Cura e Libertação é um ministério de misericórdia

Padre Roger Luis - Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Padre Roger Luis – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Nesta quinta-feira em que meditamos a Palavra, rezamos, adoramos, celebramos a Eucaristia vejo como graça a liturgia da Palavra, pois, Deus indica-nos o caminho, a Igreja quem escolheu o que precisamos viver. Estamos às portas do advento e diante dos questionamento dos fariseus e dos escribas, essa palavra nos mostra quem é Deus.

O ministério de Cura e Libertação é um ministério de misericórdia. Quando ouvimos a parábola de hoje focalizamos na ovelha, mas quero dizer que quem é o protagonista é o pastor.

Ao contemplar este Evangelho me pergunto de onde vem a força de Deus, que é muito maior que qualquer outra. A força de Deus vem da fraqueza e da impotência, alguns podem estar agora como fariseus rasgando as vestes porque eu disse isto. A fraqueza de Deus é seu amor, Deus é amor e não pode não amar. Por causa de nossa linguagem, muitas vezes, não compreendemos que amor é este.

Aparentemente o amor de Deus é fraqueza

Muitas vezes, queremos colocar na palavra amor um sentido humano. O Amor ágape não é afeto, não é sentimento. O amor de Deus não é um amor afetuoso, para você entender o que é o amor de Deus basta visualizar a cruz. Jesus morreu por aqueles que O rejeitava que não estavam nem aí, isto é expressão de amor, aparentemente parece falta de força, fraqueza ou impotência. Ainda que Deus encontre resistência, falta de amor para com Ele, sobretudo não deixa de amar.

Somos amados incondicionamelmente. Deus ama aquela freira enclausurada e o pior pecador, este é o amor. Jesus está explicando aos Fariseus e Escribas que se sentiam os mais perfeitos e mais santos, o que é amar, para isto conta as duas parábolas de hoje.

O amor de Deus não se enquadra nos pensamentos deste mundo

Quando um capitalista vai deixar as 99 ovelhas para ir atrás de uma? O pensamento, o amor de Deus não se enquadra nos pensamentos deste mundo. Era praticamente impossível alguém fugir das regrinhas na tribo deles.

O pastor vai atrás da ovelhas até encontrá-la. Esse pastor é o Senhor, pensamos que Ele foi e achou “rapidão”, mas não! Ele procura até encontrar, o Senhor vai atrás da ovelhas com seu amor, porque sabe que seu amor é transformador.

O amor de Deus pode ser chamado de misericórdia, preocupamo-nos com muitas realidades e perdemos a visão deste amor.

Peregrinos participam do acampamento na Canção Nova - Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Peregrinos participam do acampamento na Canção Nova – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

“Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria, e, chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida!”. Assim Deus faz conosco, ele é o protagonista dessa história. Não sabemos os mortivos pelos quais a ovelha deixou o rebanho, se é porque não se sentia acolhida, não se sentia amada, era rebelde, não importa o pastor foi atrás. Assim é Deus, Ele não vai desistir de você. Se você acha que é você quem O está procurando, pelo contrário, é Ele quem procura por você.

Assim devem ser as pessoas deste ministério de cura e libertação, pega a ovelha sangrando, ferida, machucada e cuida dela. Isto é reflexo do Deus que é amor e misericórdia.

Amor sem verdade não é amor. Não pode haver verdade que construa sem amor. As vezes, somos julgados como moralistas porque falamos contra o pecado, mas só falamos porque amamos. O pai que educa o filho sem verdade sabe que já o perdeu.

Na verdade encontramos amor

É na verdade que encontramos o verdadeiro amor, esse Deus que nos entranha de misericórdia, é sempre Ele a tomar a iniciativa.

As portas do coração de Deus nunca se fecham

Deus nos conhece pelo nome, tem o nosso nome gravado nas mãos Dele, não pode nos esquecer. Somos todos preciosos aos seus olhos sem exceção, sem parênteses. Precisamos nos abrir a este amor sem receio a rejeição, as portas do coração de Deus nunca se fecham, ela estará sempre aberta para quando eu quiser voltar. Ainda que eu estaja sujo, fracassado, humilhado posso voltar. Como na passagem do Filho prodigo, Deus nos espera para correr ao nosso encontro, ele se alegra com a nossa volta.

Deus me ama incondicionalmente. Deus não conta as ovelhas que tem, conta as que falta. Vais atrás das que estãos falatando. Esse amor de Deus envolve nosso interior, nossa vida. Ele é um Deus apaixinado por suas ovelhas, um amor que precisa ser vivido cada vez mais por nós. Este é mo poder de Deus, a onipotência do amor.

Amor que cura, liberta das opressões, traz de volta e não desiste em nenhum instante. É um amor louco, de cruz, que não deiste, restaura e transforma.

Somos livres, você pode estar nem aí,  mas saiba que ainda assim, Ele vai atrás de você. Talvez na hora da morte não tenha a mesma oportunidade do bom ladrão.

É preciso ter paciência com as ovelhas

Precisamos ser como o bom pastor e ter paciência com as ovelhas que nos foram confiadas, se elas caíram de novo, ainda assim precisamos ir atrás da ovelha que se perdeu, que se desgarrou, se não formos, prestaremos contas a Deus.

Se as ovelhas ficarem na perdição por elas mesmas, prestarão contas a Deus, mas se elas se perderem porque não saímos de nós mesmos e não fomos ao encontro delas, somos nós quem precisaremos prestar contas ao Senhor.

É melhor permanecer temerário do que acomodado. Sou alvo do amor libertador de Deus.

Deus não vai em busca apenas dos que estão fora do rebanho

A mulher da parábola da moeda, ela perdeu a moeda que era o dote que o pai que havia dado. Ela perdeu dentro de casa, assim somos nós. Podemos estar na Igreja perdidos, sem identidade da palavra e da doutrina. Era uma casa pequena escura, não tinha facilidades. Imagine o chão, os animais ficavam em casa. Ela acendeu uma lamparina, Jesus disse isso para provocar os fariseus. Aquela mulher limpou tudo e teve grande trabalho para encontrar o dote, o valor que ela tinha.

Deus não vai em busca apenas dos que estão fora do rebanho, mas está atento àqueles que estão dentro de casa e perdendo a própria identidade. Ele salva o que está fora e o que está dentro da Igreja. Ele quer te devolver o seu lugar de honra, se você era ministro e caiu em pecado, Deus está descendo na sua sujeira para te resgatar e tirá-lo da podridão que você vive.

Muitas vezes, estamos dentro de casa e perdidos em sujeira, divisão, armação de poder ,em querer aparecer, corrupção, fofoca, infidelidade. Mas Deus, como a mulher do evangelho mexe na sujeira para resgatar a joia que é você. Valemos o sangue de Cristo que nos comprou com seu sangue.

Deus está acendendo a lâmpada e varrendo a casa, para ecnontrar a jóia que é você. Chegou a hora! Deixa Deus levantar de novo seu ministério, chegou a hora da verdade.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186 – 2600

contribuicaocn1

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo