Esposa testemunha a restauração do casamento através da oração

Casamento é restaurado através da oração de esposa

Elcka Torres
Da redação

Cerca de 30 mil pessoas optaram por trocar a folia do Carnaval pela tranquilidade de um retiro espiritual. Essa foi a escolha de Almir Rivas, que trouxe a esposa Adyra Rivas e as filhas Ana Laura, de 16 anos, e Maria Clara, 14 anos. Eles vieram participar do Acampamento de oração Vem Louvar, que acontece na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), de 06 a 10 de fevereiro.

“Escolhemos passar o Carnaval na Canção Nova porque é a melhor experiência que podemos fazer em família, experiência de oração, acima de tudo, mostrar para as nossas filhas que existe uma verdadeira alegria, não a alegria que o mundo mostra”, diz Rivas.

Ana Laura, Adyr, ALmir e Maria Clara no Acampamento de Oração "Vem Louvar"

Ana Laura, Adyr, ALmir e Maria Clara no Acampamento de Oração “Vem Louvar”/Foto: Gustavo  Borges/CN

Leia também:
:: Sacerdote escolhe passar Carnaval na CN para atualizar sua experiência com Deus

Testemunho

Almir e sua esposa chegaram a se separar depois de uma grande tribulação. Ela conta que foi um momento muito difícil. “Meu esposo foi trabalhar em outro estado e isso foi desgastando o casamento, até que um dia percebi que ele não estava mais presente, por mais que ele visitasse a nossa casa, ele estava frio. E quando o questionei ele disse mesmo que não estava mais a fim, que havia acabado o sentimento e iríamos nos separar. Quando ouvi isso meu mundo acabou, foi um choque, não esperava. E assim separamos e por três meses, enquanto ficamos separados, acordava todos dias às três horas da manhã, ligava a TV na Canção Nova e ia rezar o Terço da Misericórdia. Pedia à Nossa Senhora que trouxesse ele de volta e restaurasse o nosso casamento. A Canção Nova foi meu sustento. Muitas pessoas diziam que eu era boba, que devia seguir a vida, sem depender dele”, conta Adyra.

Ainda nadando contra a correnteza, Adyra afirma não ter desistido do marido, porque acreditava no sacramento do matrimônio. “Nunca desisto do meu esposo, porque se assumi o matrimônio é uma graça e essa graça que faz superar tudo. Precisei acreditar que tem um Deus que pode tudo, não resolvi nada sozinha. É preciso entregar a Deus o casamento, que não é feito só de momento felizes, e casei para viver na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. É preciso lembrar desse compromisso. Foi isso que me sustentou, permanecer em oração. Preciso assumir que sou sustento na oração para ele.”

Adyr Rivas e Almir Rivas

Adyr Rivas e Almir Rivas

Rivas acreditava que ser um bom pai era prover as necessidades materiais das filhas. “Eu estava no fundo do poço, como estava muito bem financeiramente, me entreguei àquilo que o mundo oferece, fui me enganando, passei a estar com más companhias e me achava o máximo. Pensava que ser um bom pai era pagar as contas e que podia fazer isso estando longe. Um dia à noite eu percebi como estava na solidão, eu não tinha nem noção de quem era Deus. Sem saber Ele me tocou e me levou a pensar: ‘o que vou fazer com tudo isso e sem minha família’? E, no dia seguinte, eu liguei para minha esposa e pedi perdão e voltei para casa, a partir daí me encontrei com Deus”, testemunhou.

Adyra diz que não tem dúvida de que Deus agiu por meio da oração. Há 8 anos sua família foi restaurada. Hoje procuram renovar a fé através de uma vida de oração diária.

“Estamos aqui no Carnaval na Canção Nova para que a cada dia nos recordemos o que Deus é e faz por nós. Como dizia Monsenhor Jonas em sua pregação: ‘Você é uma filha amada por Deus, e guerreira’. É preciso sempre recordar quem somos, quem sou. Às vezes a tribulação, as lutas me fazem esquecer de que sou amada.” diz Adyra.

Veja as pregações deste sábado

: Manifestemos nossa alegria diante do Senhor – Monsenhor Jonas Abib
:: Exultem e se alegrem em vós todos os que vos procuram – Padre Adriano Zandona
:: Quem é íntimo de Deus começa a refleti-lo

Maria Clara e Ana Laura/ Foto: Gustavo Borges/CN

Maria Clara e Ana Laura

As adolescentes Ana Laura e Maria Clara aproveitaram a oportunidade para conhecer a cantora e apresentadora do Programa Bem da Hora Deia, uma das atrações do Carnaval Kids, atividade paralela que acontece no Instituto Canção Nova, voltado para o público infanto-juvenil.

“Poderíamos passar o Carnaval em tantos lugares, mas na Canção Nova para mim é muito bom, pois ela foi instrumento de conversão na vida dos meus pais e como mudou a nossa vida! Passar na Canção Nova é relembrar o nosso primeiro encontro com Deus, que fez nossa família diferente”, relatou a filha do casal Ana Laura.

Assista trechos da segunda noite de Shows do “Vem louvar 2016”:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo