Coragem, sou Eu! Não tenhais medo!

Coragemsoueunao tenhaismedo

Ironi Spuldaro. Foto: Arquivo Canção Nova

Vamos iniciar dizendo: “Deus, vinde em nosso auxílio! Coragem, sou Eu, não tenhas medo!”

Não tenho medo, pois o demônio não pode tocar nos filhos da minha família, ele não pode tocar nos filhos jovens do Brasil.

Na última quinta-feira, em um festival de rock, aqui no Brasil, um cantor arrancou a cabeça de um morcego em um ritual satânico e bebeu o sangue. Esse mesmo cantor anunciou que levaria vários demônios com ele nos shows que fizesse pelo país, demônios esses que vão tomar conta da vida de muitos jovens.

Em nome de Jesus, no Brasil, esses demônios não vão agir, porque eles estão acorrentados. O Senhor vai avivar jovens adoradores, neste país, os quais serão restaurados no fogo do Espírito Santo. Jesus Cristo é o Senhor de toda a juventude. Todo pensamento e raciocínio do demônio está reduzido aos pés da cruz de Cristo.

O tema desta pregação é: “Coragem, sou Eu, não tenhas medo!” extraído da seguinte passagem:

“Imediatamente ele obrigou os seus discípulos a subirem para a barca, para que chegassem antes dele à outra margem, em frente de Betsaida, enquanto ele mesmo despedia o povo. E despedido que foi o povo, retirou-se ao monte para orar. À noite, achava-se a barca no meio do lago e ele, a sós, em terra. Vendo-os se fatigarem em remar, sendo-lhes o vento contrário, foi ter com eles pela quarta vigília da noite, andando por cima do mar, e fez como se fosse passar ao lado deles. À vista de Jesus, caminhando sobre o mar, pensaram que fosse um fantasma e gritaram; pois todos o viram e se assustaram. Mas ele logo lhes falou: Tranquilizai-vos, sou eu; não vos assusteis! E subiu para a barca, junto deles, e o vento cessou. Todos se achavam tomados de um extremo pavor” (Marcos 6, 45-51).

Essa palavra é sequência da multiplicação dos pães, quando Jesus insistiu com Seus discípulos em que entrassem na barca, o que significa entrar na Igreja. No entanto, o Senhor já não estava com eles, mas os envia em missão. Jesus não estava na barca com os discípulos, porque tinha o propósito de ir ao monte para falar com o Pai, para estar a sós com o Ele e ouvir a Sua voz.

Os discípulos se assustaram ao ver Jesus andando sobre as águas. Nos Evangelhos de João e Mateus, há o relato de que Pedro começou a caminhar sobre as águas em direção a Jesus e afundou, porque ele vacilou na fé. Portanto, não vacile na fé. Jesus está andando sobre as águas da sua vida.

Coragem_soueunaotenhaismedo

“O Senhor segura nossa mão e nos ajuda a voltar para a barca, que é a Igreja”, anima Ironi. Foto: Arquivo Canção Nova

No primeiro momento, os discípulos achavam que Jesus era um fantasma, mas Ele tranquilizou os discípulos. Pedro colocou o Senhor à prova; nós, muitas vezes, também O colocamos à prova ao dizer: “Dê-me a prova de que és Tu, Senhor!”.

Diga a si mesmo que não são as correntes mundanas que o sustentam, mas a mão de Deus. No meio da confusão, Jesus gritou: “Coragem, não tenhas medo, sou Eu!”. Ele disse a Pedro: “Vem!”. O que salvou Pedro foi a fé, no entanto, enquanto ele caminhava, começou a duvidar. Mesmo quando você estiver respondendo ao chamado de Deus, as dúvidas surgirão. Cristo estendeu a mão e segurou Pedro para que ele pudesse voltar à barca. O Senhor está segurando nossa mão e nos ajudando a voltar para a barca, que é a Igreja. Deus vai colocar o Brasil na barca! Clínica de aborto, corrupção e seitas diabólicas cairão em nosso país e a glória de Deus vai continuar.

A partir de hoje, como os discípulos, podemos fazer a nossa profissão de fé: “Verdadeiramente, somos filhos de Deus!”. Embora sacudidos por ventos contrários, nós temos segurança, porque Deus está conosco.

Quem inicia a busca pelo milagre terá a vitória, aconteça o que acontecer. Deus derrama a Sua graça sobre nós agora, mas não podemos parar por causa dos ventos contrários, pensando que vamos afundar. Jesus está no meio de nós e não vamos afundar. Precisamos ouvir o chamado de Jesus: “Vem e segue-me!”. Onde estivermos, Deus estará conosco. Ele é nosso guarda, que nos protege e não permite que o barco da nossa vida afunde.

No livro ‘Na cruz de Cristo somos curados’ conto muitos testemunhos de milagres. Não estou simplesmente querendo vender livro, mas mostrar uma receita de fé que não tem outro resultado que não seja o milagre. Quando você toma a decisão de mudar de vida, o milagre já está sendo realizado.

A Palavra de Deus, a confissão, a barca, que é a Igreja, têm poder, os sacramentos têm poder e são eles que o ajudam a se abrir para receber os milagres. Levante-se, tome a decisão de seguir o Senhor e o milagre acontecerá!

Transcrição e adaptação: Míriam Bernardes

Adquira esta pregação pelo telefone: (012) 31886-2600

contribuicaocn


Ironi Spuldaro


Membro do Conselho Nacional da RCC Brasil

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo