Pais, não exaspereis vossos filhos. Pelo contrário, criai-os na educação e doutrina do Senhor

Dunga e Néia - Foto: arquivo.cancaonova.com

Dunga e Néia – Foto: arquivo.cancaonova.com

“As palavras são quase desnecessárias quando o exemplo é dado”,  afirma o casal

O tema do acampamento é: “Eu te recebo todos os dias da minha vida”. Isso é o que tenho vivido todos os dias, buscando me lembrar que me dei ao Dunga todos os dias da minha vida, e assim também o recebo.

O assunto da pregação está em Efésios 6,4: “Pais, não exaspereis vossos filhos. Pelo contrário, criai-os na educação e doutrina do Senhor.”

Depois de casados, vem a educação dos filhos, e os pais precisam instrui-los nos primeiros anos de casados. Buscamos a sabedoria para isso no relacionamento com Deus.

:: Acesse a categoria “Casamento” em nosso site de formação

Quando o padre nos perguntou se aceitávamos os filhos que Deus nos daria, veio-me a preocupação de buscar em Deus a educação para eles. Quando viemos morar na Canção Nova, o Dunga viajava muito em missão e eu precisava ficar com as crianças. O Senhor me inspirou que eu deveria ensiná-los a docilidade, eu deveria ser a harmonia para a casa.

As mulheres devem estar bem juntas da Palavra para terem sabedoria na educação dos filhos. Deus tem um carinho muito especial por nós, e ser esposa não é fácil! Sempre sonhei em ser esposa, ter uma família, ter filhos, porém, a cada dia, preciso vencer meus limites. No meu casamento, o que nos une e nos faz educar nossos filhos sem aspereza estar bem. Eu o amo, ele me ama e estamos dispostos a trabalhar em nós essa harmonia para depois contagiar nossos filhos, para que eles desejem se casar, porque veem nosso relacionamento.

Quando o filho percebe a harmonia dentro de casa, começa automaticamente a sentir-se estimulado ao matrimônio. As palavras são quase desnecessárias quando o exemplo é dado. Quando isso acontece em sua casa, você já deu grandes passos na educação das crianças.

Quem convive com uma pessoa áspera se machuca constantemente. Muitas vezes, temos necessidade de falar, damos o mesmo conselho várias vezes, mas, na verdade, por dentro não nos convencemos daquilo que dizemos. Enquanto você fala, seu filho está afirmando por dentro: “Ta bom, tá bom. Você já falou”. Precisamos nos convencer, primeiro, do que falamos, para depois transmitir aos outros.

Pregação Dunga e Neia - domingo -595x420

Dunga prega com a esposa, Néia, durante o Acampamento para Casais na Canção Nova – Foto: arquivo.cancaonova.com

A mulher é aquela que tem a palavra suave em nossa casa; já o homem é o provedor, portanto, deve polpar a mulher das preocupações com as contas. Claro que ela deve saber o quanto ele ganha e o quanto gasta, mas devemos as polpar das preocupações financeiras para que continuem sendo dóceis.

Queremos pedir o Espírito Santo, neste acampamento, para cada pessoa, cada casal que nos acompanha. “Educai-os na pedagogia inspirada”.

A mentalidade de hoje é que devemos esperar nossos filhos crescerem para que escolham o próprio sexo, apesar de já terem um órgão genital que os define. Isso é diabólico!

Se em casa o ambiente não favorece a conversa com seu filho, pegue o carro, dê voltas na cidade com ele e converse. Veja o que a Palavra do Senhor diz: “Educa o teu filho, esforça-te por instruí-lo, para que te não desonre com sua vida vergonhosa.” (Eclesiástico 30, 13). Aqui Deus não está dizendo que é para você bater no seu filho, mas o chicote deve ser usado como um sinal para que ele saiba respeitar.

O filho não pode ser mimado, mas educado. O pai que enche o filho de mimo vai arrepender-se. Deixe o tempo passar, dê as coisas devagar. Deixe-o saber quanto vale dez reais, quanto é ganhar e quanto é gastar.

:: Dicas para não mimar os filhos

Não educamos nossos filhos somente para este mundo, mas também para o céu. Se não pedirmos para eles um encontro pessoal com Deus, eles não vão dar conta de ir contra o que a sociedade propõem. Precisamos educá-los para que, onde quer que estejam, sejam diferentes, mostrem os valores que aprenderam no Senhor.

Os filhos dão as respostas conforme o tempo de cada um. Precisamos vibrar com os pequenos sinais da presença do Senhor que nossos filhos dão. Precisamos saber que eles devem encontrar em casa o melhor lugar.

Há pais e mães que irritam os filhos, porque não gostam da casa cheia. Reclamam, porque os filhos estão trazendo os amigos para casa; porém, faz parte da pedagogia inspirada por Deus saber quem são os amigos de seus filhos. Sei que você é uma pessoa ocupada, que não tem tempo, não sabe cozinhar para muita gente, porém você precisa saber que a melhor coisa é que sua casa esteja cheia dos amigos de seus filhos.

A mulher, principalmente, é muito boa em intuição. Quando ela bate os olhos naquele amigo ou amiga, sabe que não é uma boa companhia e não deve frequentar a sua casa, não pode ser amigo do seu filho. Mas como saber isso? Permitindo que os amigos deles venham para sua casa. Nossos filhos podem escolher, mas quem consegue discernir são os pais. São eles que devem ajudar os filhos a escolherem o que é bom. No meio de tantas coisas boas, ajudá-los a discernir o que é o melhor. Estudar, namorar, ter amizade é coisa boa, mas o que é o melhor em cada uma dessas áreas? Precisamos tirar nossos filhos das coisas ruins, para colocá-los nas coisas boas.

Existem adultos que ainda estão escolhendo se param de fumar, beber, drogar-se… Mas já era para terem parado faz tempo! Agora, é hora de discernir. Precisamos fazer em nós ajustes finos e ensinar os nossos filhos a fazerem o mesmo. A presença do pai e da mãe nunca será desnecessária, precisamos deles até o último dia de nossas vidas.

“O pai e a mãe são reapresentantes de Deus na vida dos filhos.” Dunga e eu temos a graça de ter nossos filhos e todos eles são diferentes; por isso, precisamos da sabedoria de Deus para não os comparar, para escutá-los de maneira diferente. Não podemos esquecer que cada filho é único.

Há momentos em que precisamos dizer “não”, criar a consciência de que “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”. Assim, treinamos nossos filhos para o livre-arbítrio que Deus nos dá.

Quando olhamos para eles, temos de nos ver neles. Pais (estou falando para os homens), vocês precisam antecipar-se, não podem chegar junto com o problema, porque assim já está atrasado. Você já viu cocaína, maconha, as drogas da atualidade? Se ainda não, vá à delegacia e peça ao delegado para lhe mostrar. Se seu filho está tomando muita água, desconfie. As drogas sintéticas desidratam e fazem consumir muita água. A liberdade demasiada faz com que os jovens percam os limites.

Os comerciais de TV mostram que as pessoas são livres, que podem fazer o que querem, mas eles não mostram o que acontece depois, não mostram os jovens nas últimas por causa do HIV, não os mostra nas cadeias ou nos centros de recuperação.

Pai, mãe, exagerem no amor entre um e outro. Seus filhos precisam ver vocês namorando, assim saberão que ainda se amam. Eles precisam ver vocês se declarando um ao outro. Amem-se, exagerem na demonstração do amor. Não tenham medo de ser um bom exemplo para os filhos de vocês.

:: Conheça a categoria “Educação de filhos” em nosso site de formação

:: Veja a pregação ‘Insieme: diminuindo as distâncias’

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair

contribuicaocn

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186 – 2600


Dunga e Néia


Casal de missionários da Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo