Sereis famílias consagradas

Deus propõe pra vocês que são famílias: sejam famílias consagradas a Deus!

Series famílias consagradas

Monsenhor Jonas Abib. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

“Vossas palavras são espírito e são vida. Tendes palavras ó Senhor de vida eterna.” Quando a gente diz vida eterna, se pensa em morte. Bonito por um lado, e feio por um outro. Mas aqui, a vida eterna significa vida em plenitude, cheia e completa. A única forma para nos transformarmos, é a vida eterna. A nossa vida psicológica, eu diria até mesmo a nossa vida espiritual, quem transforma é a vida eterna.

Hoje nós celebramos Santo Antão, que ficou órfão com apenas cinco anos e teve que cuidar da sua irmã. Encontrou-se com um sacerdote em uma ocasião, que disse a ele: “Se queres ser perfeito vende tudo o que tem e doa aos pobres e terás a vida eterna”,  e isso o tocou profundamente. Deixou então sua irmãzinha aos cuidados das Irmãs religiosas, vendeu tudo o que tinha, mais de 30 fazendas que possuía, deu aos pobres e foi viver uma vida completamente Evangélica. Antão, teve uma vida heróica, porque não tinha nada, mas o mais importante ele tinha, porque tinha Deus. Dependia exclusivamente, totalmente de Deus.

As pessoas que o rodeavam, vieram se aproximando de Antão e quiseram viver como ele. A cada mês surgia alguém que largava e vendia tudo, e vinha viver com ele. Foi se formando então uma comunidade de Monges. Anteriormente não havia este tipo de vida, eles criaram um novo tipo de vida e com isso, Antão acabou se tornando o “pai” da Vida Religiosa. Lá no ocidente – Itália, surge Bento, com algo semelhante, onde ele deixa tudo, da mesma forma. E as pessoas também começam a largar tudo e seguí-lo. Então São Bento se torna o “pai” da Vida Consagrada no ocidente.

Porque contei tudo isso? Primeiro porque é edificante, pois tanto um como o outro são “pais” da Vida Religiosa. E o que Deus propõe pra vocês que são família, é que a sua família seja uma família consagrada. E você sabe o que significa a palavra consagrado- sagrado a Deus. Claro, vocês marido, mulher e filhos, não vão ser Freis, Freiras Religiosas ou padres, mas Deus quer que vocês sejam cada vez mais de Deus, se jogando cada vez mais no Evangelho. Uma família que vai viver integramente o Evangelho. Uma família de oração, onde os pais vão passando cada vez mais o Evangelho aos filhos – às vezes serão os filhos que levarão o Evangelho para os pais. O que Deus quer é que vocês sejam uma família consagrada.

Series famílias consagradas

“Não perca as esperanças, faça sacrifícios, faça mortificações, que a graça vai chegar na sua família”, afirma monsenhor Jonas Abib. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Há um porém aqui, que talvez você tenha na sua casa uma ovelha negra – desculpe a expressão… E como é que vai fazer? Aí é que entra em cheio o Evangelho de hoje: Matheus era uma ovelha negra, estava ali fazendo sua corrupção na coletoria de impostos. Jesus passa e chama: “Matheus, vem e segue-me!” E ele larga tudo, pois já estava enjoado de sua vida de sujeira e pecado.

Saiba, se existe uma pessoa ovelha negra na sua família, Jesus está de mira nela. Se a pessoa ainda não cedeu é que Deus respeita a sua liberdade, mas uma hora ela “cai”, cai para viver novamente, para seguir Jesus. Então o que fazer? Reze, reze insistentemente. Está aí o exemplo de Santa Mônica e Santo Agostinho, ela reza anos, a fio, para seu filho se converter, e este se converte e se torna sacerdote, e doutor da Igreja. Que mira acertada?! Sua mãe Mônica rezou, rezou e rezou insistentemente. E pela mira de Mônica, Jesus o acertou e o transformou no grande Santo Agostinho.

Não perca as esperanças, faça sacrifícios, faça mortificações, que a graça vai chegar, pois Jesus nos diz: “Não são as pessoas sadias que precisam de médico. Eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores.”

Mas se a ovelha negra da sua família é você, tome cuidado! Não sei há quanto tempo, mas Jesus está com você em Sua mira. Mais dia, menos dia, Ele acerta você! O Senhor está aguardando apenas que você baixe “as guardas”, pois respeita a sua liberdade.

Qual é o seu problema, eu não sei, não sei a forma que você tem sido a ovelha negra na sua família, mas para Jesus não há casos impossíveis. Ao contrário, todos aqueles que se rendem a Jesus, conseguem o abraço do perdão!

Veja o Mosaico do Pai das Misericórdias. O Pai daquela imensa Misericórdia – sem limites, é esse Pai de Jesus Cristo quem recebe os filhos pródigos. Nós temos um exemplo maravilhoso aqui para mostrar o Pai com os filhos pródigos, olhando esta figura. Vemos o filho pródigo, que assim com as pessoas, fizeram um caminho marrom, escuro, negro, doloroso, estragado. Mas que subindo, esse caminho se transforma no verde da esperança que o Pai nos traz e no azul da alegria do encontro.

Cada um de nós precisa dessa graça. E veja, seus filhos precisam, esposa, os seus precisam, pessoas ligadas a você precisam chegar até o Pai . E veja que o filho chega, e tinha perdido tudo, principalmente a dignidade. Ele se sujeita a pedir isso ao pai: trata-me como a um dos seu empregados. Mas o pai ao contrário, já está chamando os seus empregados e pedindo: pegue a melhor veste e troquem o meu filho. Coloquem nele vestes de festa, roupas novas, ponham anel nos seus dedos, calçados nos seus pés.

Então digamos juntos: o Pai faz festa com o retorno do seu filho! O filho se joga nos braços do Pai, e este olha com ternura para ele que estava morto e foi encontrado.

Você um dia era como ele, o filho pródigo, era uma ovelha negra, mas chegou à Casa do Pai e foi acolhida. Se você ainda não foi atraído pelo Pai, saiba que isso vai acontecer. E saiba mais ainda, seu marido, sua esposa, seus filhos, perdidos e sem sentido, se estragando e estragando a outros… tenha a certeza, repito, o Senhor está com a mira neles. E basta que eles deem uma frestinha de abertura e serão atraídos por Jesus, que é a Encarnação da Misericórdia do Pai. Ele vai pegar essa pessoa e levá-la para o Pai, que por sua vez vai por vestes novas, anel, calçados, vai mandar matar um novilho cevado e fazer festa, pois seu filho reviveu.

Nós vimos na Carta aos Hebreus, que se encaixa perfeitamente nesta passagem, que o nosso sumo sacerdote iminente é Jesus que entrou no Céu, o Filho Deus. O grande convite portanto é: “Aproximemo-nos então com toda confiança do trono da graça, para conseguirmos misericórdia e alcançarmos a graça de um auxilio oportuno.” (Hb 4, 16)

Se colocando ao lado da imagem de Nossa Senhora da Piedade, Mons. Jonas diz:

Pegue a pessoa da sua casa que anda desencaminhada e ponha diariamente no colo de Nossa Senhora, ponha sem medo no lugar de Jesus, e tenha a certeza de que ela ficará olhando piedosamente para você assim como olhou para Jesus. E esta Mãe que olha assim, que põe o seu coração na mão de Jesus, vai realizar a obra, e mais dia ou menos dia essa pessoa será fisgada por Jesus, e a maravilha vai acontecer. O mesmo Jesus que pegou Matheus e Agostinho vai pegar essa pessoa e fazer dela uma nova pessoa.

Transcrição e adaptação: Cristiane Zandim.


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo