As armas espirituais

Robson Luis

As Armas Espirituais - Robson Luis

Robson Luis Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Teremos um momento de muita oração, libertação e cura. Vamos, juntos, meditar a Palavra de Deus citada em Apocalipse 12, 7: “Houve uma batalha no Céu. Miguel e seus anjos tiveram de combater o Dragão. O Dragão e seus anjos travaram combate”.

O apocalipse é uma visão dada por Deus a João, isso significa que, há mais de dois mil anos o Senhor concedeu a esse apóstolo a graça de ter a visão do livro do apocalipse. A Palavra nos diz que o demônio foi expulso para a terra porque não quis obedecer a ordens de Deus, ou seja, o Arcanjo São Miguel expulsou Lúcifer do Céu.

Partilhemos também a Palavra de Deus em II Coríntios 10, 3: “Porque, ainda que vivamos na carne, não militamos segundo a carne”.

Nós temos “armas poderosas” que são capazes de derrubar fortalezas. Sabemos que nossas batalhas não são carnais, pois os combates os quais enfrentamos são espirituais. Não se tem uma guerra sem armas, por isso precisamos nos munir das armas espirituais assim como nos diz São Paulo, porque elas são capazes de derrubar até fortalezas.

Deus nós dá armas espirituais para vencer o mal

Devemos crer que as nossas armas espirituais têm o poder de derrubar aquela fortaleza que não deseja cair, além de nos ajudarem a vencermos as batalhas.

Meditemos a Palavra de Deus citada em Efésios 6, 10 -11: “Finalmente, irmãos, fortalecei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio”,

Por que o diabo é conhecido na Bíblia como a serpente? Porque, ela é silenciosa e nos espera para dar o bote. A cobra é astuta, da mesma forma, o diabo cria ciladas para nos derruba. A nossa luta é contra os espíritos malignos espalhados pela terra, e existem meios e armas que podemos usar para combater o demônio.

Deus nos dá meios para vencer todo e qualquer tipo de forças do mal espalhadas pela terra.

Existem espíritos do mal que só são vencidos por meio do jejum e oração. Nós precisamos praticar o jejum para combater o mal, pois, o jejum nos traz a temperança e a graça. Mas ele precisa ser um ato de compadecimento para com Cristo, principalmente porque ele trará para a nossa vida o equilíbrio.

asarmasespirituais

Precisamos buscar nos revestirmos das armaduras dos cristãos, para que assim, possamos resistir às tribulações”, disse Robson. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Pelo jejum muitas pessoas são libertas, pois ele nos fortalece no momento em que chega a tribulação. Nós precisamos rezar! A nossa oração e clamor precisam ser constantes, porque precisamos vencer as batalhas diárias.

A oração precisa ser colocada em todas as situações da nossa vida. A maior fonte de diálogo com Deus é por meio dela.

Diga sempre o nome de Jesus

O nome de Jesus é a maior arma espiritual. Esse nome está acima de todos os nomes porque Ele é o Senhor! É tudo pelo nome d’Ele. Então, nos combates espirituais e quando nos faltarem forças, proclamemos o nome de Jesus. Mesmo diante das tribulações, não podemos deixar de proclamar o nome de Jesus, porque diante desse nome todos os joelhos se dobram.

Leia mais:
.: Batalha no céu e a queda dos anjos
.: A queda do homem e a promessa da salvação
.: Baixe o aplicativo Canção Nova e tenha nosso conteúdo na palma da mão

Precisamos buscar nos revestirmos das armaduras dos cristãos, para que assim, possamos resistir às tribulações. Busque na confissão e na Eucaristia as forças para vencer as batalhas!

Não podemos desistir de Deus e, mesmo se cairmos, é preciso recomeçar e retomar a caminhada de vida em Cristo. O inimigo cria armadilhas para que possamos desanimar da oração, mas o cristão não pode desistir.

Quando estiverem no combate espiritual, peça a intercessão de Nossa Senhora para vencerem as batalhas. Sejam dependentes de Maria e de Jesus, e proclame essa dependência.

Transcrição e adaptação: Alessandra Borges

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo