Combatendo a apostasia da fé

Padre Serginho Farias
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

A exemplo de São Miguel, não nos rendamos no combate ao esfriamento da fé e à apostasia

A Palavra de Deus transcende o próprio tempo. Ainda que os trechos, ao serem concebidos, tenham sido imaginados para um determinada realidade, Deus, na Sua onisciência, impregnou-a com orientações que vem ao encontro da nossa realidade até os dias de hoje.

Vivemos tempos de apostasia, ou seja, por livre decisão, abandonamos aquilo em que acreditamos, renegando uma prática de fé, ainda que, tendo consciência de que aquela prática é a verdade. O mundo, hoje, estimula-nos a abandonarmos a fé, tornando-nos apóstatas, para vivermos os prazeres deste tempo.

O pecado é a gênese da apostasia, é aquilo que nos afasta de Deus, que nos faz perder nossa identidade de filhos d’Ele. Quando estamos entregues ao pecado, mesmo sabendo que há um Deus, esquecemo-nos dessa essência e, conscientemente, tornamo-nos apóstatas.

Lúcifer foi o primeiro apóstata, criado com beleza inigualável, colocado num lugar de honra; entretanto, pecou em sua ambição, e isso foi sua renúncia de tudo aquilo que Deus havia lhe dado, fazendo-o pai da apostasia. Tendo perdido sua posição e prestígio, levando consigo um terço das estrelas do céu, ele não se contentou em perder-se sozinho, mas quis levar os seres humanos com ele em sua rebelião.

O apóstolo Paulo nos alerta que, nos últimos dias, muitos apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos embusteiros, ou seja, não são ideologias, não são filosofias, mas uma ação demoníaca agindo sobre a humanidade.

Em São Miguel Arcanjo, vemos o exemplo de como devemos nos portar diante da apostasia deste mundo. Mesmo havendo muitos anjos caindo com Lúcifer, São Miguel exaltou o Senhor e reconheceu Sua santidade e soberania. Assim devemos também nos portar, pois só reconhecendo Deus e sendo gratos a Ele venceremos todo mal.

Hoje, vamos recobrar nossa identidade de filhos de Deus, humilharmo-nos na presença d’Ele e reconhecer sua soberania sobre nós.

Assista a um trecho da pregação:

Leia também:
Defendei-nos no combate na família
Jesus, Senhor e vencedor!

Transcrito e adaptado por Jonatas Passos


Padre Serginho Farias


Sacerdote da Comunidade Voz dos Pobres e Diocese de Campo Limpo

Facebook

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo