O nome de Jesus é uma profissão de fé

“Irmãos, o bom desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é para sua salvação. Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento. Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus. Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê. Ora, Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas. Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo). Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo). Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé que pregamos, a saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” – Romanos 10,1-10

Alexandre Oliveira. Foto: Tiba Camargos/cancaonova.com

Alexandre Oliveira. Foto: Tiba Camargos/cancaonova.com

A carta aos romanos é muito importante, ela difere das demais cartas que São Paulo escreveu. É uma carta que nasceu num momento em que a Igreja passava por uma divisão. Ela nos ensina que a justiça em Deus é algo bem maior. Quando se fala em justificação, é Deus quem justifica o homem, aí experimentamos o favor de Deus.

“Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé que pregamos” – Rm 10, 8. Existem duas formas de se deparar com a fé. Uma é a questão de como você pode acolher a fé, a ressureição de Cristo, pois há apenas um caminho de interpretação para se chegar a ressurreição de Cristo. E existe o segundo caminho da fé, que é crer para compreender, é mergulhar no mistério deste Deus que se revela.

“Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?” – Romanos 10,14. Paulo nos ensina o caminho de fé: a fé vem do que se ouve. A palavra de Deus nos fala que a Terra está cheia da glória do Senhor; é a vida nova que Jesus oferece, a Sagrada Escritura. Paulo insiste no anúncio do Evangelho, pois a pregação ressuscita o coração humano: é o próprio Deus quem fala por meio da sua Palavra. Se a fé vem do que se ouve, é porque a palavra de Deus esté repleta da Sua presença.

São Paulo nos diz: “Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois por toda a terra saiu a voz deles e as suas palavras até aos confins do mundo” – Romanos 10,16-18.

É questão de obediência, por isso nem todos crêem. “Mas, tendo lá ido os servidores, não os acharam na prisão e, voltando, lho anunciaram” – Atos 5,22. Converter-se é correr o risco todos dias; muitas vezes é ter que aguentar o seu esposo que não concorda. Você, jovem, talvez não seja apoiado pelo seu pai e pela sua mãe. É correr ricos de ser desprezado.

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186 – 2600

contribuicaocn1


Alexandre Oliveira


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo