Eu sou diferente, não indiferente!

Maria Monique
Foto: Jorge Ribeiro/cancaonova.com

Temos que ser diferentes e não ter medo de viver a radicalidade da fé 

Nesta palestra, apresentarei a experiência de dois jovens da bíblia, que não tiveram medo e foram diferentes dos outros: Daniel e Davi .

Davi era pequeno, ninguém acreditava nele, mas, Deus o escolheu entre tantos outros. Mesmo sendo pequeno e fraco, Ele o escolheu  para que fizesse a diferença entre aquele povo que lutava.

Deus pode me escolher e te escolher para fazer a diferença.

Será que temos noção de que podemos fazer a diferença nesse mundo?

Às vezes, o orgulho, de maneira sutil, leva-nos a uma prepotência de achar que sabemos tudo.

Não podemos deixar que, o orgulho, faça com que endureçamos o nosso coração, porque, sempre temos algo para entregar ao Paráclito, para que Ele transforme.

Somos seres limitados e precisamos deixar o Senhor agir dentro de nós para que, assim, rompa-se as barreiras que bloqueiam nosso coração.

O poder da oração

Davi derrotou o gigante Golias com um estilingue, então, imagine o que você pode fazer com o joelho dobrado diante de Jesus. Sabemos o poder da oração, o de transformar a todos.

Você tem uma arma! A mesma que Davi possuía: Deus!

O encontro pessoal com Deus, precisa ser renovado diariamente, caso contrário, nosso coração vai tornando-se indiferente ao agir do Pai.

Precisamos ser jovens de oração!

Vamos parar de perder tempo, postando fotos em mídias sociais, para depois rezar.O primeiro efeito de uma pessoa orante é a oração que ocasiona a mudança de vida. Nós, jovens cristãos, precisamos promover a paz e não a guerra, precisamos fazer a diferença.

:: Confira as fotos do “Acampamento #RVJ2018”

A transformação depende de nós

Outra história é a de Daniel, esse se destacou entre os jovens da época dele.

O rei daqueles tempos, ficou encantando pela fidelidade e justiça daquele jovem. Entretanto, outros governantes ficaram enciumados. E, assim, criaram uma lei que o levaria à morte, essa lei consistia em fazer orações dedicadas ao rei, sendo assim, ele não obedeceu, pois, suas orações eram todas para Deus.

Ao ser pego rezando a Deus, Daniel foi atirado à cova dos leões, mesmo assim, em meio aos leões, Daniel orou ao Senhor e, ao ver que o jovem não morrera, o rei converteu-se.

Deus quer fazer em mim e em você uma obra nova, mas, Ele só agirá com a nossa permissão. 

Confira um trecho da pregação:

Leia mais:

.: O poder das palavras

.: A indiferença mata

.: A globalização da indiferença

Transcrição e adaptação: Letícia Barbosa

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo