Humilhou-se, fazendo-se obediente até a morte, e morte de Cruz

Humilhou-se, fazendo-se obediente até a morte, e morte de Cruz

Diácono Nelsinho Corrêa. Foto: Jorge Ribeiro/cancaonova.com

Nos dias atuais, temos muita informação e pouca formação; e com tanta informação, podemos nos distrair e correr o risco de não entrarmos no mistério que celebramos hoje.

Jesus humilhou-se, fazendo-se obediente até a morte e morte de Cruz!

O que mais o Senhor poderia fazer por nós depois de tudo isso? No dicionário, humilhar significa rebaixar, fazer alguém passar vergonha, abater ou tratar alguém com desdém; e desdém quer dizer desprezo arrogante, comportamento distanciado, indiferença.

Quanta coisa o Senhor passou na cruz! Tanta humilhação para Aquele que pregou a pureza! Nu e desfigurado por tanto apanhar, essa era imagem de Jesus.

A morte de cruz é, comprovadamente, a mais dolorosa inventada até hoje, é excruciante. A crucifixão era restrita aos piores criminosos, ela era lenta e agonizante, e tudo isso era planejado para acontecer.

O peso de Jesus estava todo em Seus pés, e alguns minutos após ser colocado na cruz, seus ombros e os ossos do tórax estavam todos deslocados, forçando todo Seu corpo para respirar, e esse corpo todo estava preso a pregos.

Sexta-feira Santa, é isso que estamos celebrando hoje; e toda essa humilhação vemos nos dias atuais, todo o desprezo e indiferença com que tratamos Jesus. A Semana Santa caiu em desdém da sociedade. Mesmo com tudo o que Jesus passou, toda Sua angústia e dor, continuamos desprezando o que aconteceu com Ele.

Humilhou-se tanto e resistiu por nós, humilhou-se até a morte quando poderia ter descido da Cruz e se salvado. E ainda assim continuamos sendo arrogantes, desprezando o que esta Semana Santa representa.

Leia mais: 
.:A Quinta-Feira Santa é a escola do amor
.:A profundidade de Jesus Eucarístico
.:O Pai procura adoradores
.:O sentido da Paixão de Cristo e o mistério da cruz

Lembremos de sermos gratos ao Sacrifício de Jesus

Até quando vamos nos esquecer de sermos gratos a Jesus por ter passado o que passou por nós? A nossa sociedade mostra essa falta de gratidão até com os próprios pais, que envelhecem e os filhos os tratam com descaso como se fossem descartáveis. A vida passa muito rápida para não sermos gratos pelas pessoas em nossa vida, e ainda mais para não sermos gratos a Deus.

Jesus se mostra em Sua humilhação naqueles que mais precisam de nós: nas crianças que passam fome, nas pessoas passando frio e outras querendo apenas ser visitadas, mas nós não sentimos compaixão por elas.

Façamos a nossa parte para não sermos indiferentes ao sofrimento do outro, que representa o sofrimento de Jesus. Sejamos gratos a Deus por ter nos dado a salvação, e vamos ao encontro daqueles que mais sofrem para amar verdadeiramente.

Transcrição e adaptação: João Paulo dos Santos.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo