“Cura da Depressão”

Neste fim de semana será promovido, na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), o Kairós “Cura da Depressão”.  

 

Você sabe o que é depressão? Já teve ou conhece alguém que enfrenta esse problema? Histórico familiar da doença, pessoas do sexo feminino, idade avançada, parto recente, acontecimentos estressantes e dependência química são os principais fatores de risco para ser acometido por esse mal.  

 

“Existe ainda a predisposição genética, ou seja, quando o pai e a mãe têm a enfermidade a chance de o filho ter também é de 25%”, informa Dr. José Augusto Nasser, especialista em cirurgia neurológica e em neurologia.  

 

Não se desespere! É possível conviver e superar essa enfermidade, basta buscar ajuda profissional apropriada. Esse evento vai ajudar a quem tem de enfrentar essa enfermidade, que já é considerada o mal do século, com informações do que é recomendado fazer ao ser diagnosticado com depressão. 

Confira o vídeo em que o Dr. Roque Saviolli e Dra. Gisela Savioli falam sobre a doença:    

 


Para o diagnóstico da depressão, são necessários pelo menos cinco dos seguintes sintomas durante um período de duas semanas:

– Humor deprimido na maior parte do dia, sentimento de tristeza, melancolia, vazio sem causa aparente. Em crianças e adolescentes pode aparecer um humor irritável.

– Acentuada diminuição do interesse ou prazer em quase todas as atividades do dia; perda de interesse pela vida.

– Perda ou ganho significativo de peso sem estar de dieta ou diminuição ou aumento do apetite.

– Insonia ou hipersonia, em quase todas as noites.

– Agitação ou retardo psicomotor (observável pelos outros), em quase todas as atividades do dia. A pessoa se sente pesada, lenta ou com uma agitação improdutiva.

– Fadiga ou perda de energia em quase todas as atividades do dia.

– Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva e inadequada.

– Diminuição da capacidade de concentração ou indecisão em quase todas as atividades diárias.

O professor Felipe Aquino, em uma de suas pregações, afirmou: “Não podemos abaixar a cabeça para a depressão. Olhe para o Senhor e diga: 'Deus é maior que esse problema'. E temos de buscar o socorro da graça de Deus. Não é fácil, mas precisamos buscar o socorro na Palavra do Senhor.”

 

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo