“O conteúdo do PHN é duro, mas a juventude precisa da radicalidade”, testemunha jovem

Jovens se entregam a Deus e deixam que Ele cuide de suas vidas
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN
As atividades de sábado do Acampamento PHN 11 anos começaram às 7h20 da manhã, com a Aeróbica do Senhor. Depois disso, foram horas de louvor, ensinamentos e palavras que mexeram com o coração dos cerca de 150 mil jovens, vindos de todos os cantos do Brasil e da América Latina, para participar do evento.

:: Saiba mais sobre o PHN

A emoção começou com a Adoração ao Santíssimo Sacramento, na qual a missionária Salette Ferreira levou os jovens a uma profunda experiência com Jesus Eucarístico. Logo depois, para selar a manhã, o missionário Dunga e o padre Paulo Ricardo mostraram porque vale a pena ser forte e corajoso em Deus.

Nos intervalos do almoço e do café da tarde, várias atividades animaram os jovens para não deixarem eles parados nenhum momento: foram oficinas, trio elétrico, festival de pipas, esportes radiciais, testemunhos e grupos de oração.

Tema do evento incentiva jovens a buscarem sempre forças em Deus
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

Na período da tarde, foi a vez dos fundadores do 'Movimento Mariana Braga', Astromar Miranda e Mário Braga mostrarem como é possível retirar o bem de algo que, aparentemente, não tem solução. O dia foi fechado com chave de ouro pela Santa Missa, na qual, novamente, o padre Paulo Ricardo falou aos jovens sobre a radicalidade do cristão.

O Assistente de Assuntos Regulatórios, Aparecido Fernando Júnior, que veio de Rio Claro (SP) para o PHN, acredita que o conteúdo do acampamento é duro, mas que o jovem precisa desta radicalidade para aprender.

:: Confira a cobertura online pelo mashup.cancaonova.com

“As atividades mexem muito com o jovem porque falam na cara, sem dó nem piedade. Mas é preciso que seja assim mesmo porque é somente desta forma que a gente acorda. O ser humano precisa de um empurrão para dar o primeiro passo, e o acampamento é esse passo para a fé em Deus”, testemunhou.

Dunga, idealizador do PHN, observa os cerca de 150 mil jovens presentes
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

Para Vanessa Finamore, de 24 anos, a linguagem juvenil e descontraída que o missionário Dunga, idealizador do movimento, usa é fundamental para alcançar o objetivo de evangelizar. “Ele tem uma energia jovem e nos incentiva a colocar a cara no mundo para evangelizar. Precisamos sempre pedir o sangue de Jesus para não ter medo, nem vergonha de falar do Senhor”, explicou a mineira, que veio de Caratinga.

O Acampamento PHN 11 anos começou ontem (3), com a celebração da Santa Missa, presidida pelo padre Paulo Ricardo, às 16h. Ainda hoje há mais seis shows (Bem da Hora, Eliana Ribeiro, Dunga, Laércio Oliveira, diácono Nelsinho Corrêa e Ricardo Sá), além de apresentações paralelas do DJ Guto.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo