“Quem tem Deus nas famílias, tem tudo!”

Durante o Acampamento de Cura e Libertação, que acontece na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), algumas famílias marcaram presença e partilharam as graças que experimentaram ao acompanhar a Canção Nova e vieram dar seu testemunho que alcançaram de fato a cura e a libertação diante das dificuldades que enfrentaram em suas famílias.

É o caso da senhora, Maria José Ferreira, considerada a matriarca da família, falou da experiência de estar pela segunda vez de um acampamento na Canção Nova, sendo essa a primeira vez que vem com toda a família. Ao todo são 17 pessoas que vieram numa van alugada por seu genro, senhor Ericsson, da cidade de Crucilândia (MG).

“Era o meu sonho trazer a minha família para a Canção Nova, pois aqui fazemos a experiência de estar num pedacinho do Céu. Sinto que hoje a minha missão foi cumprida!
Faço a experiência com Jesus Misericordioso, de saber que 'tudo posso naquele que me fortalece', e é para mim Providência de Deus poder testemunhar, na Canção Nova, as bençãos que minha família tem experimentado. Agora sabemos que temos que perseverar, ter fé e pedir a Deus o dom do amor, pois é disso que as famílias precisam,” partilhou a matriarca.

 
 

Para a sua filha, Rosemari Maria, que alcançou a graça da cura da depressão, diz que “é uma alegria estar aqui na Canção Nova, pois sei que era um sonho da minha mãe e hoje temos a graça de ter os meus pais, os quatro filhos, as noras, os genros e os netos. Já alcançamos muitas graças, eu em particular, tive uma depressão pós-parto e foi nesse período que eu conheci a Canção Nova. Acompanhando os programas, principalmente a missa do Clube [da Evangelização] e o Terço Mariano, pude alcançar cura e a libertação dessa depressão.”

A senhora Rosemari, partilhou o testemunho da sua irmã Alcione Carlos, que “durante um exame de rotina, foi detectado a suspeita de leucemia e assistindo a Santa Missa pela TV, o padre Roger proclamou a cura, dizendo que naquele momento alguém pedia por uma outra pessoa, e que era um problema no sangue, eu tomei posse daquela cura para a minha irmã. Quando veio o resultado do exame, o mesmo não tinha nada,” testemunhou.

O pequeno Luiz, de 12 anos, neto da senhora Maria José e sócio da Canção Nova, “eu pedi para minha mãe ser sócio para poder ajudar, pois eu gosto da Canção Nova!” Partilhou o Luiz, que diz acompanhar os programas da Canção Nova, principalmente o Terço Mariano. Uma curiosidade é que perguntado, aos 4 anos, pela professora sobre o que ele mais admira nele, respondeu “é a fé que tenho Deus”, lembrou o menino que mesmo sendo tão pequeno, seu sonho é “queria que os meus amigos da escola tivessem essa fé em Deus, pois eu conheço muitos outros meninos que não conhece a Deus.”

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo