3º dia: Bispos destacam experiências positivas com os jovens

No terceiro dia da 44ª Assembléia Geral dos Bispos do Brasil, apresentou-se, em plenário, o trabalho de grupos no aprofundamento do tema central: Evangelização da Juventude. Foram 20 grupos que discutiram o texto, preparado anteriormente por uma Comissão de bispos e assessores.


Os grupos destacaram experiências significativas das dioceses e paróquias na evangelização da juventude.
– o trabalho pastoral com jovens do meio popular e rural;
– a presença da Igreja junto aos jovens das escolas e universidades;
– o planejamento pastoral que integra os jovens no conjunto da vida da comunidade diocesana e paroquial;
a busca intensa de jovens para integrar as atuais novas comunidades de vida consagrada;
– a formação e integração dos jovens por meio da catequese, dos grupos de jovens, da ação social e
eventos que reúnem grande número de jovens.

Com relação aos desafios, foram levantadas várias situações, tais como:
– o vazio de modelos e propostas nos quais os jovens possam se inspirar e os quais possam seguir, na sociedade de hoje;
– a necessidade de uma metodologia e linguagem que integre os jovens numa participação sistemática como destinatários e sujeitos da evangelização;
– a urgência da formação e destinação de assessores para o trabalho de evangelização da juventude;
– as profundas mudanças do modelo familiar e a crescente desagregação da família em todos os níveis sociais;
– a falta de perspectivas de trabalho e escolaridade, especialmente no ensino superior para a grande maioria dos jovens, levando-os a intensa mobilidade e ingressar na informalidade, quando não na marginalidade.


Cobertura da 44ª Assembléia da CNBB no menu ao lado



Dando continuidade ao aprofundamento do tema os bispos destacaram o trabalho das escolas católicas na formação da juventude, a importância de integrar os jovens nas comunidades eclesiais de base, a necessidade de compreender mais profundamente o perfil religioso do jovem de hoje, bem como a urgência de um planejamento pastoral que contemple a pluralidade de agrupamentos juvenis e metodologias que hoje compõe a realidade da Igreja no Brasil.

Realizaram-se duas sessões de votação para os delegados da CNBB à V Conferência do Episcopado Latino Americano, a se realizar em Aparecida, no mês de maio, em 2007. Ao todo os bispos já votam 22 delegados.

Aconteceu também a visita do Dr. Martin Bröckelmann-Simon, diretor da Misereor (Obra Episcopal para o Desenvolvimento) da Igreja Católica da Alemanha. Na sua palestra, Dr. Martim reafirmou a cooperação da Igreja alemã com a CNBB, especialmente na realização de projetos sociais.

No final da manhã, os bispos aprovaram o texto em estudo, como Texto Base para um posterior documento da CNBB, após incorporar as contribuições dos bispos e de demais segmentos da Igreja no Brasil.

Fonte: CNBB

Também neste dia:
.: Bispo valoriza presença dos jovens na música litúrgica

.: \”O que devo fazer para ter a vida eterna?
Homilia de Dom José Mauro, bispo de Janaúba/MG

Entrevistas:
\”A RCC faz um bom trabalho com os jovens\”
afirma Dom Geraldo Verdier, bispo de Guajará-Miri/RO

\”O jovem da Amazônia precisa muito da Igreja\”
fiz Dom Jayme Chemello, bispo de Pelotas/RS

\”Jovens: tenham Jesus como modelo
Dom Ceslau Stanula, bispo de Itabuna/BA

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo