A oração do Senhor gera comunhão com a Igreja

De 1 a 3 de março a Canção Nova promove o Acampamento "Livrai-nos no Mal", na sede da comunidade, em Cachoeira Paulista (SP).
 

O encontro, cujo tema é “Senhor, ensina-nos a orar” (Lc 11, 11), tem como objetivo preparar os cristãos para o combate espiritual e mostrar a importância da oração na luta contra o mal.

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que, na Nova Aliança, a oração é a relação viva dos filhos de Deus com seu Pai infinitamente bom, com Seu Filho, Jesus Cristo, e com o Espírito Santo. A graça do Reino é a “união de toda a Santíssima Trindade com o espírito pleno”. A vida de oração desta forma consiste em estar habitualmente na presença do Deus três vezes Santo e em comunhão com Ele. A oração é cristã enquanto comunhão com Cristo e cresce na Igreja que é Seu corpo. (Cf. 2565 CIC)

Na oração do Pai-Nosso, podemos ver, claramente, a convergência de todas as orações das Escrituras. Ela é o centro, pois podemos encontrar, ali, palavras de súplica, louvor, adoração, entrega, confiança entre tantas outras.

Santo Agostinho nos diz que podemos percorrer todas as orações que se encontram nas Escrituras, e jamais encontraremos nelas algo que não esteja incluído na oração do Senhor. (Cf. 2762 CIC)

A maior de todas as orações, ensinada pelo próprio Cristo, apresenta-nos a unidade com os irmãos, pois não diz “meu Pai”, mas “nosso” Pai, a fim de que nossa oração seja com um só coração e uma só alma, por todo Corpo da Igreja.

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo