Abandone tudo que não agrada a Deus

Padre Roger Luis
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Agradeci muito a Deus quando me preparava para esta homilia, o Senhor nos presenteou com três exemplos: a profecia de Amós, São Mateus e a mártir Santa Goretti, que celebramos hoje.

Quando Deus utiliza-se de um profeta para exortar seu povo, não quer disser que Ele não o ama, pelo contrário a exortação de Deus é para a conversão do homem. E foi isso que vimos na primeira leitura, o povo reclamava dos dias santos, os poderosos oprimiam os pobres, e Amós exortou o povo dizendo que este vivia uma fé de aparência, sem a real fidelidade a Deus. O profeta revela o amor de Deus, a misericórdia e não a condenação, ele fala ao povo para que este não desista de Deus e caso este não volte para o Senhor, ai sim acontecerá o que está descrito na palavra:

“Acontecerá que naquele dia, diz o Senhor Deus, farei com que o sol se ponha ao meio-dia e em pleno dia escureça a terra; mudarei em luto vossas festas e em pranto todos os vossos cânticos; farei vestir saco a todas as cinturas e tornarei calvas todas as cabeças, o país porá luto, como por um filho único, e o final desse dia terminará em amargura.” (Am 8,9-10)

Infelizmente o povo não acolheu a palavra, e por isso caiu em desgraça. Olha a importância de ouvirmos a palavra de Deus, não podemos cair no relativismo, achando que estamos com a verdade, ora, o papa Bento XVI tem nos ensinado sobre isso, afirmando que em muitos momentos o homem tem sido a medida de si mesmo, e não tem pautado a sua vida pela vontade de Deus.

Para nós, cristãos a medida de todas as coisas é a palavra e a doutrina da Igreja, pois esta palavra tem o poder de nos libertar.

O demônio tem feito de tudo para nos confundir, roubar de nós o amor pela palavra de Deus, ora, ela não entrou na “cabeça” do povo, por isso o profeta Amós afirmou: “Eis que virão dias, diz o Senhor, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir a palavra do Senhor.” (Am 8,11)

Meus irmãos, olha que palavra de misericórdia do Senhor, Ele não quer que nenhum de nós se perca, por isso, precisamos também dedicarmos inteiramente no anúncio do Senhor, para que todos tenham acesso ao amor de Deus. E está foi a razão que lançamos o CD que deu nome a este acampamento: Encontramos o Cristo, para que o maior número de pessoas tivessem um encontro pessoal com Jesus.

Este, portanto foi o primeiro exemplo, do povo que não quis ouvir a voz de Deus. O segundo exemplo é São Mateus, a palavra de Deus afirma: “Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” (Mt 9,9)

"Precisamos deixar tudo que nos afasta de Deus", afirma padre Roger Luis
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

 

Mateus não perguntou onde o Senhor iria leva-lo, apenas seguiu a palavra de Deus. Ele encontrou o Cristo, teve um encontro pessoal com o Messias. Mateus era uma pecador público, um cobrador de impostos, mas o Senhor quis escolhe-lo, pois sua misericórdia é sem fim.

Esta é a boa notícia do evangelho: o Senhor vem ao encontro dos pecadores, ele quer derramar sobre nós, pecadores, suas graças e suas bênçãos, e assim, ele nos concede a graça de mudarmos o rumo da nossa vida, a partir de uma experiência profunda, verdadeira, com o amor do Senhor.

Diga ao Senhor: Hoje quero encontra-me contigo, quero viver a sua vontade, seguir a verdade da sua palavra, não quero ser como o povo de Israel que não escutou a profecia do Senhor, por isso optou pela morte. Quero ser encontrado por ti, assim como Mateus que na coleteria de impostos, foi seduzido por ti. Seduza-me Senhor!

Cante comigo: Ó morte, morte pra esta vida terrena, Te desejo/ Ó vida que a cruz de cristo, lhe resigna /Te desejo. Seduziste-me senhor, E eu meu deixei seduzir, Tua força é bem maior do que eu, Submete, vença-me. (bis)

Foi isso que aconteceu com Mateus, ele deixou-se seduzir, e abandonou tudo, entendeu que a amizade com Jesus não permitiria que continuasse a exercer atividades que oprimissem o povo, por isso, abandonou o emprego que tinha, constatou que o chamado que Jesus estava fazendo a ele é para que este fizesse parte da família de Jesus.

Mateus deu a resposta ao Senhor, esta deveria ser a que o povo de Israel precisava dar, ele compreendeu que para seguir Jesus precisava ser transfomado por completo. Por isso digo a você que se encontrou com Jesus, ou ira se encontrar com Ele, é preciso que abandonemos tudo que não está aprovado por Deus, pois para pertencer a família de Jesus é preciso que façamos a sua vontade, a partir de uma vida nova.

O Senhor hoje nos chama a uma reflexão sincera, será que estamos agradando a Deus em nossa profissão, no nosso dia a dia? Será que temos honrado a Deus com aquilo que fazemos?

Somos chamados a fazer parte da família de Jesus e para isso é preciso ouvir a palavra e colocar em prática.

São Mateus teve está coragem, a marca de sua fidelidade a Deus está gravada na palavra de Deus: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo.” (Mt 6,33)

O testemunho deste homem de Deus deve ser para nós um modelo, pois este encontrou o Cristo e acreditou que encontrando com Ele, que é o tudo, seria o sustento, a força, por isso não poderia viver ou realizar qualquer coisa que desagradasse a Deus, Mateus confiou inteiramente no Senhor.

Meus irmãos, cada vez mais somos tentados a consumir, a gastar, a nos endividar, e assim, aos poucos ficamos adestrados a não confiar em Deus, e isto é manipulação do inimigo para preparar o “terreno” para a vinda do anti-Cristo.

Não podemos aceitar esta manipulação do inimigo, pois o encontro com Cristo nos leva a uma decisão e está é seguir Jesus Cristo, e abandonar tudo o que não agrada a Deus, pois a ordem de Deus para nós é: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo.” (Mt 6,33)

Precisamos buscar ao Senhor, e encontrando com Ele, deixemos nossa vida velha, para sermos inteiramente seduzidos por Ele, está é a experiência do encontro com Ele.

O terceiro exemplo é o de Santa Goretti, uma menina que foi martirizada aos doze anos de idade, pois queria guardar a sua castidade, e diante de uma tentativa frustrada de estupro o agressor revoltado com sua santidade a matou. Em um mundo cada vez mais secular, voltado ao prazer, esta santa, preferiu morrer à pecar.

Com a graça de Deus, devemos abandonar tudo o que não agrada a Deus e segui-lo com todo o nosso coração.

Que o exemplo de São Mateus, e Santa Maria Goretti, possamos testemunhar ao mundo que encontramos o Cristo, e assim, abandonar tudo o que não agrada a Ele!

Deus nos abençoe.

Transcrição e adaptação: Ricardo Gaiotti

 

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: Conheça nossos aplicativos para iOS
:: Conheça nossos aplicativos para Android

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova     

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo