Afetividade e sexualidade grande drama da juventude

Lidar de forma saudável com a afetividade e a sexualidade não é uma tarefa muito simples para muitos jovens. Fazendo alusão a esses aspectos da vida a “equipe amarela” encarou inúmeros desafios nesta sexta-feira, dia 13, no  Acampamento "Revolução Jesus"  no módulo “Circuito da afetividade e sexualidade”, que acontece nas proximidades da sede da Comunidade Canção Nova, na Fazenda Limeira.

Jovens participam do módulo: "Circuto Afetividade e sexualidade"
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

Nesse percurso acompanhamos a estudante de medicina Michelle Almeida, do Ceará. Após a caminhada de 1 quilômetro, encontramos o primeiro obstáculo, no qual a garotada escalou uma montanha, e depois desceu em um grande escorregador, que lançava os participantes na lama. Após sair da poça de lama a jovem não conteve as lágrimas.

“É engraçado, quando desci no escorregador, não me lembrei de nada, achei bom, a adrenalina sobe, mas depois quando caí na poça de lama, me sujando toda, imediatamente pensei nos relacionamentos, nos namoros. Eu pensava que poderia namorar, que seria casta e deixava o meu namorado me acariciar. E aí a 'escorregadeira' sobe a adrenalina e tudo o mais e quando me via já estava no sexo. Mas o pior é que achamos que aquele é o cara, é o homem da nossa vida. Mas então nos damos mal, porque descobrimos que na primeira oportunidade ele vai nos trocar. Vivi isso em mais de um relacionamento. Não é fácil, mas acredito que Deus vai me ajudar”, testemunhou a estudante cearense.

Nos rostos lambuzados de lama e de muita terra corriam lágrimas de pessoas feridas em seus afetos. De jovens que buscaram preencher nos relacionamentos as suas carências.

Após passarem na lama, o missionário da Canção Nova Pablo Melo conduziu os participantes do grupo a passar por cima e por baixo de algumas barras, levando-os a refletir que a vida é feita de altos e baixos. O missionário também falou sobre a importância dos meninos e meninas valorizarem o seu corpo. “Não seja carne de açougue!”, exortou ele.

Jovens participam do módulo: "Circuto Afetividade e sexualidade"
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

Enquanto o consagrado falava, a participante Adriana, de 32 anos, chorava muito. Em entrevista ao cancaonova.com ela partilhou os dramas vividos em sua juventude. “Quando ele falava, pensei na minha família, meus pais são separados, eu também morei com um rapaz, mas também me separei e hoje tenho uma filhinha. E nesse relacionamento me sentia usada. Acho que hoje nas provas eu tenho sentido que Deus está me curando dessas feridas. Eu até tinha relação sexual sem vontade, porque não havia o respeito ao outro. E como mulher, muitas vezes, damos satisfação ao outro, e nessa hora nos sentimos um objeto. Como ontem foi falado, eu me sentia como um banheiro, onde outro só supre suas necessidades fisiológicas”.

Michelle, após ter passado por todos os desafios, desabafou que até hoje vivia a grande ilusão de que aproveitar a juventude é ir a baladas, beijar na boca e fazer sexo. “Se eu pudesse voltar atrás, eu seria muito mais feliz, seria uma menina virgem, porque sexo é prazer momentâneo, no ato você é a mulher perfeita, mas depois é mais um relacionamento. Quero me guardar para o meu marido e isso só saberei, se ele é realmente meu, depois do casamento. Eu nasci para dá certo!”.

A seguir, juntamente com sua equipe, ela participou do módulo “labirintos de escolha”.

Jovens participam do módulo: "Circuto Afetividade e sexualidade"
Foto: Robson Siqueira/ Fotos CN

Os outros grupos participavam simultaneamente dos módulos radicais: trilha, misericórdia, labirinto de escolha, Anazopirem. Enquanto isso alguns peregrinos permaneceram no Rincão do Meu Senhor participando das pregações.

Veja mais:
:: "No labirinto, jovens refletem sobre as escolhas feitas na vida'
:: "Sempre tive vontade de ter uma foto de família"
:: Trilha no Acampamento Revolução Jesus

:: Meu pai não é quadrado – pregação da Magda
:: Quero um amor maior- pregação padre Paulo Ricardo

:: Quero pegar, mas Cristo me pegou- pregação Emanuel
:: Modulo "Anazopiren"

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo