Brasileiros em diferentes formas de consagração

O 12º Congresso Mundial das Novas Comunidades, na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), reúne fiéis do Brasil, Filipinas, Austrália, México, África e de outras partes do mundo. O encontro possibilita a partilha de experiências de consagração e serviço à Igreja, nas diversas formas suscitadas pelo Espírito Santo.
Em maior número, como é de se esperar, os brasileiros vieram até a Canção Nova em busca de renovação e direção espiritual para suas missões.

Carmelita Leite de Lima, com mais 25 pessoas, jovens em sua maioria, vivem em comunidade há 2 anos na "Casa da Esperança do Amor aos Pobres de Santa Edwiges" em Arapiraca (AL). Estão buscando reconhecimento diante da Igreja e participam da Conferência a convite do arcebispo de Palmas (TO), Dom Alberto Taveira, que oconheceu o grupo em 2005.
"É um encanto ver tantas comunidades, ver em cada um o rosto de Deus. Carismas diferentes em busca de um só objetivo", testemunha Irmã Sara, que vive na comunidade há 14 meses.

Consagrados de Institutos Religiosos também participam do Congressp. O Irmão Erasmo, do Instituto Religioso Nova Jerusalém de Fortaleza (CE), está em seu segundo ano de vida consagrada e caminhando para o sacerdócio. "O mais belo é ver aqui neste encontro as várias formas de vida consagrada. Nestes dias, pude conhecer outras carismas", conta.

Nas comunidades de aliança, é comum a presença de casais que se comprometem em algum serviço de evangelização. César Augusto Saraiva e Mara Lúcia Figueiredo, fundadores da Fraternidade discípulos da Mãe de Deus, que surgiu há 3 anos em Natal (RN), testemunharam que "tem sido algo muito especial fazer com que todo o Brasil e o mundo conheça as novas comunidades, os novos movimentos, esta 'primavera do Espírito Santo'".

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo