Canção Nova Sertaneja: uma volta às origens

Na roça costuma-se dizer: “O que já nasce grande é só filho de girafa e elefante!” Esta sabedoria do povo do campo demonstra claramente o quanto precisamos crescer ao tempo de Deus.

 

Assim também foi o início da Canção Nova. Os primeiros encontros que o fundador da Comunidade Canção Nova, Monsenhor Jonas Abib, realizou já com o auxílio de Luzia Santiago, a nossa cofundadora, contaram com o apoio logístico do Eto (Wellington Silva Jardim), presidente da Fundação João Paulo II. O ano era de 1975 e tudo aconteceu numa fazenda na pequena cidade de Areias, com pouco mais de 3 mil habitantes, no interior de São Paulo.

Diácono Nelsinho Correa – Comunidade Canção Nova
Foto: Maria Andreia/Cancaonova.com

Neste local, a capela era improvisada num antigo curral cercado de bois. As galinhas – que perdiam seu espaço nos finais de semana por conta dos retiros realizados – teimavam em pular a janela e chocar ovos lá dentro. A luz era à base de lampião, pois não havia energia elétrica. E a estrada de terra? Quando chovia, era quase impossível chegar ou sair…

Durante mais de dois anos aconteceram inúmeros encontros na fazenda de Areias. Boa parte dos padres da Diocese de Lorena (SP) fizeram sua experiência com Deus lá. Eu mesmo sou fruto desta época. Depois veio a construção da Casa de Maria em Queluz (SP), mas esta já é outra história…

Em 1980 foi adquirida a Rádio Bandeirantes em Cachoeira Paulista (SP). Imagine: uma rádio comprada com parte dos recursos vindo de leilões de gado e pedido de ajuda a fazendeiros da região. Depois de adquirida a Chácara de Santa Cruz, onde hoje é a Canção Nova, Geraldo Galvão, um dos idealizadores comigo do evento Canção Nova Sertaneja, trazia mais de 70 homens lá da Serra da Bocaina, de tempos em tempos, para capinar e espantar as cascavéis do nosso terreno. Mutirões eram realizados para a construção da sede da rádio e das primeiras capelas, como uma de Sapé. Tudo isso faz parte da história da Canção Nova e dos seus inícios.

O Canção Nova Sertaneja surgiu do desejo de fazer um agradecimento ao homem do campo por tudo que fez por nós. “É preciso ter a coragem de começar pequeno”, nos ensina Monsenhor Jonas, que teve essa coragem. E o Canção Nova Sertaneja é uma celebração deste humilde e belo início!

Providencialmente, o evento deste ano coincidirá com os 35 anos do primeiro chamado para uma experiência de vida comunitária que Monsenhor Jonas Abib fez na Festa de Cristo Rei de 1977. Luzia Santiago é testemunha ocular deste fato e estará rezando conosco no domingo cedo.

Celebremos juntos o Canção Nova Sertaneja, que este ano tem como tema “Sertão de Deus”. Inspiração que surgiu da contemplação diária da beleza da natureza, expressão maravilhosa do amor de Deus por nós. Serão trabalhadas duas realidades no evento: O Sertão de Deus lugar e o ser tão de Deus, condição pra ser feliz. Venha fazer parte da nossa história. Você e sua família são nossos convidados!

Diácono Nelsinho Corrêa
Idealizador do Canção Nova Sertaneja

 

.: Veja fotos do Canção Nova Sertaneja 2012

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo