Canção Nova tem a graça de ordenar dois novos seguidores de Cristo

Neste domingo, 3, os diáconos da Comunidade Canção Nova Euzébio das Graças Costas Muniz e João Marcos Polak realizaram a ordenação diaconal durante a celebração da Santa Missa, às 14h30, presidida pelo bispo da diocese de Lorena (SP), Dom Benedito Beni.

Os diáconos trazem no coração o mesmo sentimento de amor à missão que Deus escolheu para cada um, pois o Senhor trilhou caminhos diferentes para eles estarem, hoje, se tornando fiéis discípulo de Cristo. Daqui a seis meses, Eusébio e João Marcos farão sua ordenação presbiteral.

Para o diácono João Marcos, sua ordenação é a concretização de um processo de caminhada vocacional que teve início no ano de 2001 quando teve o primeiro encontro com Jesus.

“Neste dia, entendi o quanto Deus me amava, entendi e experimentei a força poderosa do Espírito Santo. Daí em diante, não pude mais ser o mesmo. Aos poucos, Deus foi me conduzido até eu descobrir que Ele me chamava para uma entrega total, sem reservas”, contou João Marcos.

João Marcos e Euzébio
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com


Segundo diácono Euzébio, a certeza da vocação diaconal aconteceu depois de um período de grande inquietação e dúvidas. Foi quando ele disse 'sim' ao chamado de Deus. “Às vésperas do meu diaconato, cujo lema é "eu porém, estou no meio de vós como aquele que serve!" ( LC 22,27), percebo que ser diácono é configurar-se à missão de Jesus, o qual se apresenta como modelo de servir ao próximo, pois o diaconato é uma missão universal, um serviço que deve ser para todos, sem exclusão, pois acontece na entrega de si para o reino de Deus. É um desejo de ser tomado pelo Amor Maior, porque Jesus se entregou por todos nós”, testemunhou Euzébio.

De acordo com os diáconos, o grande sentimento, neste dia, é de reafirmar, definitivamente, o chamado que o Senhor fez a cada um, porque, como eles destacaram durante a entrevista, os desafios e as tribulações não o impediram de responder a sua vocação.

“Gratidão a Deus que fitou os olhos em mim e não desistiu enquanto eu não dei meu 'sim' definitivo a Ele", ressaltou o diácono João Marcos.

“De gratidão de perceber que tudo isto é um dom de Deus para minha vida”, disse diácono Euzébio.

Ontem, dia 2 de fevereiro, os consagrados da Comunidade Canção Nova também renovaram seus votos de compromisso à missão de 'formar homens novos para um mundo novo'. O diácono João Marcos também participou deste momento junto como outros consagrados, reafirmando o compromisso para sempre com esta obra de Deus. “Aqui, encontrei o lugar do meu repouso, encontrei pessoas que foram incentivo para eu ser fiel e corresponder com amor e alegria. Obrigado Deus, obrigado Canção Nova, membros de vida e aliança, consagrados, padres, seminaristas e todo o povo de Deus que orou por mim”, comentou diácono João Marcos.

Como ressalta o consagrado Euzébio, a Canção Nova é um designo de Deus em sua vida. Ele ainda recordou as palavras do monsenhor Jonas Abib: “Deus nos criou juntos, por causa do seu designo e por causa da missão”.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo